II “Forro do Bucho Chei” em João Alfredo…

Leia mais »

Dr. Marcos Araújo – Ginecologista obstetra…

Leia mais »

João Alfredo – Lagoa Funda terá nova Unidade Básica de Saúde…

A prefeita de João Alfredo, Maria Sebastiana (PSD), recebeu no final da tarde de ontem (11) a confirmação da liberação na ordem de R$ 663 mil, do Ministério da Saúde, destinados à Leia mais »

Venha pra TiConnect….

    Leia mais »

Autor de ataque na Catedral de Campinas é analista de sistema de 49 anos…

Policiais civis de Campinas identificaram o homem que atirou contra fiéis na Catedral Metropolitana da cidade: Euler Fernando Gandolpho tem 49 anos e é analista de sistema. Os documentos dele foram encontrados Leia mais »

Hoje:

16 de novembro é o 320.º dia do ano no calendário gregoriano (321.º em anos bissextos). Faltam 45 para acabar o ano.

  • 1532 — Francisco Pizarro captura o imperador inca Atahualpa.

  • 1918 — A Hungria torna-se uma república.

  • 1938 — O químico suíço Albert Hofmann sintetiza o LSD pela primeira vez na história.

  • 1940 — Os nazistas fecham acesso ao Gueto de Varsóvia, construindo um muro ao redor.

  • 1945 — Fundação da UNESCO.

  • 1955 — É realizada a primeira edição da Feira do Livro de Porto Alegre.

  • 1973 — Programa Skylab: a NASA lança do Cabo Canaveral, Flórida a Skylab IV com uma tripulação de três astronautas para uma missão de 84 dias.

  • 1992 — O Tesouro de Hoxne é descoberto com a ajuda de um detector de metais na vila de Hoxne em Suffolk, Inglaterra.

Reflexão do dia…

Fragmento Bíblico…

196 médicos cubanos já retornaram hoje a Cuba…

Um grupo de 196 médicos retornou nesta quinta-feira a Cuba após três anos de trabalho no Brasil, os primeiros após o anúncio de Havana de sair do programa Mais Médicos devido a críticas do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Segundo a Agência Cubana de Notícias (ACN), oficial, os médicos chegaram “felizes por terem cumprido sua missão”, mas também “preocupados com a sorte do povo brasileiro com o novo presidente eleito”.

Cuba anunciou ontem que iria abandonar o programa brasileiro – do qual participa desde a sua criação, em 2013, através da Organização Pan-Americana de Saúde (OPS) – devido a declarações de Bolsonaro, que anunciou mudanças a partir de 1º de janeiro.

“O Ministério da Saúde Pública de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do programa Mais Médicos e assim o comunicou à diretora da OPS e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa”, diz um comunicado oficial de Cuba.

Cerca de 20 mil médicos cubanos trabalharam no Brasil durante cinco anos, e a decisão cubana afeta cerca de 8 mil que o fazem atualmente.

“A retirada do programa será apoiada por nossos médicos, pois nem os princípios nem a dignidade são negociáveis”, afirmou a vice-ministra da Saúde de Cuba, Regla Angulo, ao receber os profissionais no aeroporto. (Jornal do Brasil)

Vereador Erivaldo Vieira esclarece sua posição na eleição da Câmara Municipal de João Alfredo…

Vereador Erivaldo Vieira

Obs.: Para melhor audição, desative momentaneamente a Rádio DS.

Médicos do interior vão para grandes centros…

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

A lei que criou os Mais Médicos, em 2013, incentivou também a abertura de cursos de medicina no Brasil: desde que ela foi promulgada, 9.137 vagas foram abertas em novos 117 cursos —81% delas, no interior do país.

A possibilidade de que os novos profissionais se fixem no interior, onde hoje trabalham os médicos cubanos que sairão do Brasil, é remota de acordo com o histórico do país: 93,4% dos doutores formados em cidades pequenas migraram para centros maiores, segundo estudo feito pela Faculdade de Medicina da USP.

 “Os dados mostram como será um problema de difícil solução”, diz o professor Mario Scheffer, autor do levantamento.

 “A quantidade de novos profissionais que se formarão mostra o potencial de ocupação desses espaços. Resta saber se os novos médicos brasileiros estarão capacitados, como os cubanos, para trabalhar na atenção primária de locais desassistidos”, afirma. 

De acordo com ele, o Brasil “ainda não tem um modelo de avaliação eficiente” sobre a qualidade dos cursos de medicina. É preciso saber, ainda, “se haverá políticas de incentivo à permanência dos médicos nesses lugares, o que hoje não existe”. Em 2017, o Ministério da Saúde abriu concurso para selecionar brasileiros para o Mais Médicos: 6.285 se inscreveram para 2.320 vagas. Só 1.626 apareceram para trabalhar. Cerca de 30% deixaram seus postos antes de um ano de serviço.

Artigo – Precisamos perdoar – por Padre Reginaldo Manzotti*…

Um dos ensinamentos mais desafiadores que Jesus nos deixou foi o perdão. Muitas são as passagens nos Evangelhos que Jesus nos exorta a isso. Em uma específica, ele nos diz que devemos perdoar várias vezes no mesmo dia: “Se ele (o teu irmão) pecar contra ti sete vezes num só dia, e sete vezes vier a ti, dizendo: ‘Estou arrependido’, tu deves perdoá-lo” (Lc 17,4).

Imagine a situação: em um único dia, uma pessoa te ofende muitas vezes e vem, arrependida, pedir perdão, ainda assim devemos perdoá-la? Sim, filhos e filhas, lembrando que perdoar não é só sentimento, não é apenas uma questão emocional, mas é decisão, vontade. Perdoar é libertar-se, não é mágica, é vontade.

Tanto que na oração que Jesus nos ensinou, o Pai Nosso, a sexta e a sétima petições são relacionadas a esse tema: “Perdoai as nossas ofensas”, essa parte tudo bem, Jesus deveria ter parado por aí, Ele teria proclamado a misericórdia de Deus, mas o grande problema foi que continuou a oração “assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”.

Volto a citar, em muitas parábolas Jesus ensina o sentido do perdão, como a do funcionário que foi perdoado pelo rei numa grande quantia e esse quando encontra um companheiro que lhe deve uma quantia ínfima, não o perdoa (cf. Mt 18,21-35).

Jesus falou muito da necessidade de perdoar sempre e nos deu o exemplo. Rezar e perdoar, na verdade, requer de nós um exame de confiança permanente. Quem eu ainda não perdoei? Quem ainda me falta perdoar? Quando rezamos o Pai Nosso, colocamos para Deus algo extremamente perigoso, porque estamos dizendo: “Pai, eu acredito na Vossa misericórdia, mas me perdoe na mesma proporção que eu perdoo”.

Interessante que nós podemos ver nisso uma armadilha e um aprendizado. Nós sabemos que Deus perdoa, mas só conseguiremos ser perdoados por Ele na medida em que perdoarmos os nossos irmãos. Por isso, muitas vezes, confessamos mais de uma vez e não conseguimos sentir o perdão de Deus, porque provavelmente perdoamos pouco.

Quem muito ama, muito perdoa. Portanto, quanto mais perdoarmos, mais o perdão de Deus sentiremos. Quanto mais perdoamos, mais o amor de Deus sentiremos. Um coração que se entrega ao Espírito Santo, um coração de filho que realmente reza ao Pai, consegue ter três atitudes que ninguém consegue a não ser pela fé: compaixão, purificar a memória e transformar a ofensa em intercessão.

Então, a petição “assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido” quer dizer perdoar a ponto daquilo que era mágoa, ferida, transformar-se em compaixão. Com este espírito de filho do Pai misericordioso conseguimos a purificação da memória, daquela lembrança dolorida, os registros negativos e traumas são purificados. A partir do momento que perdoamos e temos nossa memória purificada, o que era motivo de sofrimento transforma-se em motivo de intercessão, em oração por aquela pessoa.

Então peçamos, filhos e filhas, que o perdão cure os ressentimentos para que sejamos livres para amar a Deus e ao próximo, superando as desavenças e vivendo em paz e harmonia. Façamos um exame de consciência, rastreando quais os pecados que Deus nos mostra e peçamos perdão, rezando ao Senhor:

“Senhor, permito que trabalhes em mim.

Coloco-me como barro em Tuas mãos.

Permito, Senhor, que mexas em mim.

Aceito a presença do Teu Espírito Santo.

Dá-me, Senhor, a clareza das minhas feridas.

Dá-me, Senhor, a clareza das minhas amarguras.

Creio que vieste trazer vida em plenitude, dá-me esta vida.

Reconstrói-me Senhor, refaz-me no Teu amor.

Aceito ser trabalhado.

Aceito passar por essa transformação.

Quero, Senhor, sobre mim, Teu perdão.

Aceito esse bálsamo que cura.

Quero este bálsamo que vai cicatrizar minhas feridas.

Hoje, Senhor, me apropriarei da graça do perdão.

Hoje, Senhor, com a Tua graça, eu quero perdoar.

Perdoo aqueles que me feriram.

Sim, Senhor, porque me amaste primeiro, eu posso perdoar!

Hoje, Senhor, quero me libertar das mágoas.

Hoje, Senhor, quero buscar a felicidade.

Quero, preciso e, com a Tua graça, Senhor, conseguirei.

Amém.”

Deus abençoe a todos.

*Padre Reginaldo Manzotti

Proclamação da República…

InfoEscola

Proclamação da República Brasileira aconteceu no dia 15 de novembro de 1889. Resultado de um levante político-militar que deu inicio à República Federativa Presidencialista. Fica marcada a figura de Marechal Deodoro da Fonseca como responsável pela efetiva proclamação e como primeiro Presidente da República brasileira em um governo provisório (1889-1891).

Marechal Deodoro da Fonseca foi herói na guerra do Paraguai (1864-1870), comandando um dos Batalhões de Brigada Expedicionária. Sempre contrário ao movimento republicano e defensor da Monarquia como deixa claro em cartas trocadas com seu sobrinho Clodoaldo da Fonseca em 1888 afirmando que apesar de todos os seus problemas a Monarquia continuava sendo o “único sustentáculo” do país, e a república sendo proclamada constituiria uma “verdadeira desgraça” por não estarem, os brasileiros, preparados para ela.

A crise no Império

O ultimo gabinete ministerial do Império, o “Gabinete Ouro Preto”, sob a chefia do Senador pelo Partido Liberal Visconde do Ouro Preto, assim que assume em junho de 1889 propõe um programa de governo com reformas profundas no centralismo do governo imperial. Pretendia dar feição mais representativa aos moldes de uma monarquia constitucional, contemplando aos republicanos com o fim da vitaliciedade do senado e adoção da liberdade de culto. Ouro Preto é acusado pela Câmara de estar dando inicio à República e se defende garantindo que seu programa inutilizaria a proposta da República. Recebe críticas de seus companheiros do Partido Liberal por não discutir o problema do Federalismo.

Os problemas no Império estavam em várias instâncias que davam base ao trono de Dom Pedro II:

  • A Igreja Católica: Descontentamento da Igreja Católica frente ao Padroado exercido por D. Pedro II que interferia em demasia nas decisões eclesiásticas.

  • O Exército: Descontentamento dos oficiais de baixo escalão do Exército Brasileiro pela determinação de D. Pedro II que os impedia de manifestar publicamente nos periódicos suas críticas à monarquia.

  • Os grandes proprietários: Após a Lei Áurea ascende entre os grandes fazendeiros um clamor pela República, conhecidos como Republicanos de 14 de maio, insatisfeitos pela decisão monárquica do fim da escravidão se voltam contra o regime. Os fazendeiros paulistas que já importavam mão de obra imigrante, também estão contrários à monarquia, pois buscam maior participação política e poder de decisão nas questões nacionais.

  • A classe média urbana: As classes urbanas em ascensão buscam maior participação política e encontram no sistema imperial um empecilho para alcançar maior liberdade de econômica e poder de decisão nas questões políticas.

A Proclamação da República

A República Federativa Brasileira nasce pelas mãos dos militares que se veriam a partir de então como os defensores da Pátria brasileira. A República foi proclamada por um monarquista. Deodoro da Fonseca assim como parte dos militares que participaram da movimentação pelas ruas do Rio de Janeiro no dia 15 de Novembro pretendiam derrubar apenas o gabinete do Visconde de Ouro Preto. No entanto, levado ao ato da proclamação, mesmo doente, Deodoro age por acreditar que haveria represália do governo monárquico com sua prisão e de Benjamin Constant, devido à insurgência dos militares.

A população das camadas sociais mais humildes observam atônitos os dias posteriores ao golpe republicano. A República não favorecia em nada aos mais pobres e também não contou com a participação desses na ação efetiva. O Império, principalmente após a abolição da escravidão tem entre essas camadas uma simpatia e mesmo uma gratidão pela libertação. Há então um empenho das classes ativamente participativas da República recém-fundada para apagar os vestígios da monarquia no Brasil, construir heróis republicanos e símbolos que garantissem que a sociedade brasileira se identificasse com o novo modelo Republicano Federalista.

Continua…

Em depoimento, Lula nega que é dono de sítio em Atibaia…

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou ontem (14), em depoimento à Justiça Federal em Curitiba, ter conhecimento sobre as reformas realizadas no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP). Ele negou também ser o dono do imóvel.

Lula foi interrogado pela juíza Gabriela Hardt em ação penal na qual ele e mais 12 réus respondem ao processo, entre eles os empresários Marcelo e Emílio Odebrecht e Léo Pinheiro, da OAS, e o pecuarista José Carlos Bumlai. As acusações são dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

O sítio foi alvo das investigações da Operação Lava Jato, que apura a suspeita de que as obras de melhorias no local foram pagas por empreiteiras investigadas por corrupção, como a OAS e a Odebrecht.

No interrogatório, Lula confirmou que passou a frequentar a propriedade no início de 2011, quando deixou a Presidência da República.

No entanto, as reformas que foram realizadas já estavam prontas e Lula disse que não teve conhecimento delas por não ser o dono do imóvel.

Continua…

Hoje:

15 de novembro é o 319.º dia do ano no calendário gregoriano (320.º em anos bissextos). Faltam 46 para acabar o ano.

  • 1777 — Depois de 16 meses de debate, o Congresso Continental aprova os Artigos da Confederação na temporária capital localizada em York, na Pensilvânia. Entre outras diretrizes esse artigo oficializa o nome da Confederação em Os Estados Unidos da América.

  • 1884 — Início da Conferência de Berlim: a repartição das colônias europeias na África.

  • 1889 — Proclamação da República brasileira. Rui Barbosa assina o primeiro decreto do governo provisório.

  • 1942 — Segunda Guerra Mundial: fim da Batalha de Guadalcanal.

  • 1945 — Venezuela é admitida como Estado-Membro da ONU.

  • 1982 — São realizadas as primeiras eleições diretas no Brasil desde o golpe de 1964 (exceto para presidente).

  • 1983 — O Estado Federado Turco do Chipre se autoproclama República Turca de Chipre do Norte.

  • 1988

    • Yasser Arafat, no exílio, proclama o Estado da Palestina.

    • Único lançamento do ônibus espacial soviético Buran.

  • 1989 — Realizada, em meio às comemorações dos cem anos da República brasileira, a primeira eleição presidencial direta em quase trinta anos. O resultado é prorrogado para um segundo turno.

Reflexão do dia…

Fragmento Bíblico…

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo