Em Destaque

Últimas do Blog

11/07/2020

Hoje:

11 de julho é o 192.º dia do ano no calendário gregoriano (193.º em anos bissextos). Faltam 173 para acabar o ano. 472 — Depois de ser cercado em Roma por seus próprios generais, o imperador romano do Ocidente Antêmio é capturado na Antiga Basílica de São Pedro e levado à morte. 813 — O imperador bizantino Miguel I, ameaçado por conspirações, abdica em favor de seu general, Leão, o Armênio, e se torna monge (sob o nome de Atanásio). 911 — Assinatura do Tratado de Saint-Clair-sur-Epte entre Carlos, o Simples e Rolão da Normandia. 1174 — Balduíno IV, aos 13 anos idade, torna-se rei de Jerusalém, com Raimundo III de Trípoli como regente e Guilherme de Tiro como chanceler. 1302 — Batalha de Courtrai: uma coalizão em torno das cidades flamengas derrota o exército real da França. 1789 — Jacques Necker é demitido como ministro das Finanças da França, provocando a Tomada da Bastilha. 1801 — O astrônomo francês Jean-Louis Pons faz sua primeira descoberta de cometas. Nos próximos 27 anos, ele descobriria outros 36 cometas, mais do que qualquer outra pessoa na história. 1882 — A frota mediterrânea […]
11/07/2020

Reflexão do dia

10/07/2020

Fragmento Bíblico

10/07/2020

Brasil tem 70 mil mortes por coronavírus e mais de 1,8 milhão de infectados, mostra consórcio de veículos de imprensa

G1 O consórcio de veículos de imprensa divulgou novo levantamento da situação da epidemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h desta sexta-feira (10). Ao comparar a curva do Brasil com outros países também duramente afetados pela doença, especialistas apontam que a pandemia no país não chegou a um pico e uma queda na sequência. Em vez desse comportamento, visto em países da Europa como Reino Unido, Itália e França, os dados mostram que as mortes seguem estáveis em um platô, com patamar alto na média de mortes. Veja a seguir: Brasil, em 10 de julho Total de mortes: 70.524 Mortes em 24 horas: 1.270 Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.039 por dia (variação em 14 dias: 3%) Total de casos confirmados: 1.804.338 Casos confirmados em 24 horas: 45.235 (Antes do balanço das 20h, o consórcio divulgou dois boletins parciais, às 8h, com 69.316 mortes e 1.762.263 casos confirmados, […]
10/07/2020

João Alfredo – Boletim COVID-19 | 10 de julho de 2020

A Prefeitura de João Alfredo, por meio da Secretaria de Saúde, contabilizou mais um óbito testado positivo para a COVID-19. Trata-se de uma Mulher de 74 anos, que residia no Bairro Mãe Rainha. O boletim também traz mais um caso positivo, cinco novos casos suspeitos, além de três pacientes clinicamente recuperados, um deles profissional de saúde. A secretaria ressalta que todos os casos confirmados estão sendo monitorados. #fiqueemcasa #combateaocoronavirus #venceremos #saude #cuidado #respeito
10/07/2020

Bolsonaro anuncia professor e pastor Milton Ribeiro como novo ministro da Educação

G1 O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira (10) por meio de uma rede social o professor e pastor evangélico Milton Ribeiro como novo ministro da Educação. Logo após o anúncio de Bolsonaro, a nomeação foi publicada em uma edição extra do “Diário Oficial da União”. Ribeiro será o quarto ministro a comandar a pasta em um ano e meio de governo Bolsonaro. Os antecessores são Ricardo Vélez Rodríguez, Abraham Weintraub e Carlos Alberto Decotelli. O novo ministro da Educação é militar da reserva do Exército e pastor da Igreja Presbiteriana de Santos. Segundo o currículo na Plataforma Lattes, mantida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ele é graduado em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul, doutor em educação pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em direito constitucional pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, instituição da qual é ex-vice-reitor. Desde maio de 2019, Ribeiro é membro da Comissão de Ética Pública da Presidência […]
10/07/2020

Fumantes são mais propensos a desenvolver casos graves da Covid-19, alerta OMS

G1 Durante a coletiva de imprensa semanal da Organização Mundial da Saúde (OMS) desta sexta-feira (10), o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou que é urgente que fumantes parem de fumar com a pandemia do coronavírus. “As evidências mostram que as pessoas que fumam são mais vulneráveis que as que não fumam a desenvolverem casos graves da Covid-19”, informou Tedros, lembrando que o tabaco mata cerca de 8 milhões de pessoas. A Organização lançou nesta sexta um programa gratuito para ajudar mais de 1 bilhão de usuários de tabaco a pararem de fumar e reduzirem os riscos relacionados ao coronavírus. “Essa iniciativa ajudará as pessoas a acessar gratuitamente os recursos necessários para deixar o tabaco, como terapia de reposição de nicotina e acesso a um profissional de saúde digital para aconselhamento [sobre Covid-19 e nicotina]”, informou o diretor-geral. Pandemia fora de controle Mais de 12 milhões de casos de […]
10/07/2020

Esquerda perde prefeitos, e centrão cresce em janela partidária pré-eleição

FolhaPress Levantamento feito pela reportagem aponta que DEM, PSD, PP e Republicanos foram os partidos que mais ganharam novos prefeitos por meio da migração partidária de 2017 a 2020. Já partidos tradicionais do centro político, como MDB e PSDB, e legendas mais à esquerda, como PSB, PDT e PT, perderam espaço em relação ao número de prefeitos que elegeram em 2016. A maioria das mudanças aconteceu na janela partidária de abril, período no qual os vereadores puderam mudar de partido sem sofrer punições. Com isso, os prefeitos e seus aliados trocaram de partido em bloco, já com vistas à eleição municipal deste ano. O DEM, que elegeu 272 prefeitos em 2016, saltou para 456 em junho deste ano. Estados do Centro-Oeste, onde o partido elegeu em 2018 os governadores Ronaldo Caiado (GO) e Mauro Mendes (MT), puxaram esse crescimento. O movimento se repetiu no Tocantins, onde o partido saiu de […]
10/07/2020

Covid-19: sem evidência, governo liga cloroquina a contágio menor

Agência Estado/Correio Braziliense Sem apresentar evidências, o Ministério da Saúde disse nesta quinta-feira, 9, que o uso precoce de medicamentos, especialmente a cloroquina e a hidroxicloroquina, fez a pandemia perder força em alguns locais do País. Só ontem, o Brasil registrou 1.199 novas mortes e 42.907 novos casos. No total, já são 69.254 óbitos pela doença e 1.759.103 infectados. Os dados são de levantamento conjunto feito pelos veículos de comunicação Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha de S. Paulo e UOL com as secretarias estaduais de Saúde. “O número absoluto (de casos) segue crescendo, mas a velocidade vem diminuindo. Há evidências também de que em algumas cidades e Estados aplicou-se o tratamento medicamentoso precoce, justamente o que contribui para o decréscimo dessa curva pandêmica”, disse o secretário executivo do ministério, Elcio Franco. Secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos, Hélio Angotti Neto foi mais cauteloso. “Sim, há indícios, divulgados […]