02/12/2019

Trump acusa Brasil e Argentina de desvalorizarem moedas e diz que vai restaurar tarifas sobre aço e alumínio

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou nesta segunda-feira (2), em uma rede social, Brasil e Argentina de desvalorizarem “maciçamente” suas moedas, e afirmou que vai reinstalar as tarifas de importação sobre o aço e o alumínio dos dois países. “Brasil e Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas. O que não é bom para nossos agricultores”, escreveu Trump em uma rede social. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as tarifas de todo o aço e o alumínio enviados para os EUA a partir desses países”. Trump ainda usou a oportunidade para criticar o Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano. “O Federal Reserve deveria agir da mesma forma, para que países, que são muitos, não se aproveitem mais nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas. Isso torna muito difícil para nossos fabricantes e agricultores exportarem seus produtos de maneira justa”, disse ele, que frequentemente tem defendido juros mais baixos nos […]
25/11/2019

Uruguai: após votação acirrada, resultado é adiado

 Veja Confirmando a tendência apontada nas pesquisas de boca de urna, o senador de centro-direita Luis Lacalle Pou, do Partido Nacional (PN), lidera o segundo turno das eleições do Uruguai, realizado neste domingo 24. Com 98% das urnas apuradas, Pou tem 1,4 ponto percentual – cerca de 32 mil votos – de vantagem sobre o candidato de esquerda Daniel Martínez, da Frente Ampla (FA). A parcial foi a última divulgada pelo Tribunal Eleitoral do país, que anunciou que só oficializará um vencedor “na quinta ou sexta-feira”. Serão contabilizados nos próximos dias os 38 mil “votos observados” do país, que são os votos das pessoas que trabalharam no pleito, em mesas de votação ou na segurança das urnas. Além disso, pela margem apertada, alguns votos serão recontados – como os de idosos e pessoas com deficiências físicas. Para reverter a desvantagem, Martínez terá que receber cerca de 90% desses votos analisados […]
19/11/2019

Igreja Católica apela por diálogo na Bolívia

Da Veja Por AFP Os seguidores do ex-presidente de esquerda Evo Morales realizaram passeatas e bloquearam estradas, ontem (18), para exigir a saída da presidente interina, enquanto a Igreja Católica pedia um diálogo para convocar eleições e pacificar a Bolívia, onde 23 pessoas morreram em quase um mês de confrontos. “Não temos mais democracia”, grita Carmen, enquanto participa de uma marcha de produtores de folha de coca em Sacaba (centro) impedida de chegar à cidade de Cochabamba, a cerca de 18 km de distância, para protestar contra a presidente Jeanine Áñez, que assumiu o cargo após a renúncia de Morales, em 10 de novembro. “Já vimos que essa presidente em questão de horas mandou que atirassem balas contra o povo da Bolívia para nos silenciar”, lamenta, referindo-se às nove mortes registradas quando os plantadores de coca tentaram, na sexta-feira, passar por um bloqueio da polícia militar de Cochabamba. “Não temos […]
12/11/2019

Senadora: Bolívia terá novas eleições em janeiro

Da Veja – Por AFP A futura presidente interina da Bolívia, segundo a ordem constitucional, a senadora Jeanine Añez, disse nesta segunda-feira que serão convocadas eleições depois da renúncia de Evo Morales, para que “em 22 janeiro já tenhamos um presidente eleito”. “Vamos convocar eleições com personalidades comprovadas, que realizem um processo eleitoral que reflita o desejo e o sentimento de todos os bolivianos”, disse à imprensa na entrada da Assembleia Legislativa de La Paz a segunda vice-presidente do Senado, a quem corresponde a presidência interina após a renúncia de todos que estavam antes na linha de sucessão. “Já temos um calendário. Acredito que a população grita para que no dia 22 de janeiro haja um presidente eleito”, disse Añez sobre a data prevista para a posse do próximo presidente. A renúncia de Evo Morales, que nesta segunda-feira chamou dirigentes opositores de “racistas e golpistas”, deixou um vácuo de poder […]
10/11/2019

Após 13 anos no poder, Evo Morales renuncia à Presidência da Bolívia

BBC O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou neste domingo (10/11) que renuncia após as Forças Armadas “sugerirem” que ele deixasse o cargo. Morales comunicou sua decisão em um pronunciamento na televisão ao lado de seu vice-presidente, Álvaro García Linera, minutos depois de as Forças Armadas pedirem que ele abrisse mão de seu mandato para permitir a pacificação e manutenção da estabilidade do país. García Linera disse que também deixa seu cargo. “O golpe foi consumado”, afirmou. Pouco antes, o comandante das Forças Armadas da Bolívia, general Williams Kaliman, divulgou um comunicado em nome do alto comando em que falava que a saída de Morales seria importante para resolver o impasse na crise política em que se encontra o país desde as controversas eleições presidenciais, em 20 de outubro. A crise que levou à renúncia de Evo Morales Segundo o comunicado, o pedido foi feito a Morales levando em consideração “a […]
10/11/2019

Pressionado por protestos, Evo Morales decide convocar novas eleições na Bolívia

G1 O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou na manhã deste domingo (10) que decidiu renovar os membros do Tribunal Superior Eleitoral e convocar novas eleições. “[Decidi] convocar novas eleições nacionais que mediante ao voto permitam ao povo boliviano eleger democraticamente suas novas autoridades, incorporando novos atores políticos”, afirmou. Evo Morales anuncia que vai convocar novas eleições na Bolívia Ele disse também que vai “renovar a totalidade de membros do Tribunal Superior Eleitoral; nas próximas horas a Assembleia Legislativa Plurinacional, em concordância com todas as forças políticas estabelecerá os procedimentos para isso”. “Quero pedir para baixarmos toda a tensão. Todos temos a obrigação de pacificar a Bolívia”. O anúncio veio logo depois que a Organização dos Estados Americanos (OEA) afirmou que houve irregularidades na eleição presidencial do dia 20 de outubro, quando Evo foi reeleito em primeiro turno, e recomendou que uma nova votação seja feita. Morales venceu as eleições realizadas em […]
28/10/2019

Eleição para presidente do Uruguai terá segundo turno

G1 O Uruguai terá segundo turno na eleição presidencial, segundo resultados confirmados na madrugada desta segunda-feira (28). O governista Daniel Martínez disputará o cargo com o oposicionista Luis Lacalle Pou em 24 de novembro. Com 93,99% das urnas apuradas, o resultado era o seguinte:     De acordo com a Corte Eleitoral uruguaia, a taxa de comparecimento chegou a 90% – o que a instituição considerou “histórica”. No segundo turno, Martínez tentará manter a Frente Ampla na presidência do Uruguai – a coalizão de partidos esquerdistas está no poder desde 2005. Ele terá a oposição do advogado Lacalle Pou, que tenta recolocar a direita no governo do país. Os uruguaios também foram às urnas votar para deputado e senador, e o próximo presidente terá de compor coalizão para conseguir apoio nas duas casas. De acordo com o “El País”, nenhum partido conseguiu maioria absoluta. Esse cenário também favorece Lacalle Pou, uma vez que tanto o Partido Colorado […]
27/10/2019

Com mais de 80% das urnas apuradas, Fernández ganha na Argentina

Correio Braziliense Com mais de 82% das urnas apuradas, Alberto Fernández foi eleito em primeiro turno presidente da Argentina, na noite deste domingo (27/10). O peronista tem como companheira de chapa a ex-presidente e senadora Cristina Kirchner. Juntos, os dois formam a coalização “Frente de Todos”.  No país, para ganhar as eleições é necessário 45% dos votos ou 40% dos votos e dez pontos de vantagem em relação ao segundo colocado. No caso deste domingo, com 82% das urnas apuradas, Fernández já tinha 47% dos votos contra 41% de Maurício Macri, que tentava a reeleição pela chapa “Juntos por El Cambio”. Em terceiro lugar ficou o ex-ministro da Economia, Roberto Lavagna, com 6,14%.  Atualmente, a Argentina enfrenta uma grave crise econômica e social, com inflação alta. Enquanto 30% da população vive na pobreza, os sem-teto chegam a quase 10%. Fernández assumirá em 10 de dezembro. Antes mesmo do resultado, o […]
27/10/2019

Trump confirma morte de chefe do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi

G1 O chefe do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, morreu durante uma operação militar dos EUA na Síria, confirmou Donald Trump, presidente dos EUA, durante pronunciamento nesta manhã de domingo (27). Ele afirmou que al-Baghdadi, um dos terroristas mais procurados do mundo, se suicidou ao explodir um colete com explosivos, ao lado de três crianças. Ele estava sendo perseguido em uma operação com oito helicópteros na província de Idlib, no noroeste da Síria. Saiba quem é Abu Bakr al-Baghdadi “Nenhum oficial americano morreu durante a operação”, disse Trump. “Onze crianças foram retiradas do local e estão bem”, completou o presidente, que assistiu a operação ao lado do vice Mike Pence e de oficiais do exército americano. “Um assassino brutal foi eliminado. Ele não vai fazer mal a nenhum homem e nenhuma mulher Ele morreu como um cachorro, como um covarde”, disse Trump. Ele agradeceu a ajuda de informações obtidas com ajuda […]