Ricardo Teobaldo enaltece saída dos Ferreiras da Frente Popular…

A posição do governo do Estado em relação à decisão que o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, o deputado estadual André Ferreira e todo seu grupo político tomou mostra que o desespero Leia mais »

Venha pra TiConnect….

19     Leia mais »

Paulo Câmara: ‘Não vou decidir vaga de Senado e vice agora’…

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirmou, nesta quinta-feira (21), que não vai decidir vaga para o Senado ou para vice agora, mas “no momento certo”. A fala do gestor ocorre Leia mais »

A crônica de um rompimento anunciado …

Teve fim no dia de ontem a relação entre o grupo Ferreira e a Frente Popular, mas já havia indicativos de que esta aliança não prosperaria. Os Ferreira vinham numa clara ascensão Leia mais »

São João 2018 de Salgadinho- PE…

Leia mais »

Hoje:

23 de junho é o 174.º dia do ano no calendário gregoriano (175.º em anos bissextos). Faltam 191 para acabar o ano.

  • 1314 – Primeira Guerra de Independência da Escócia: A Batalha de Bannockburn, ao sul de Stirling, começa.

  • 1483 – Papa Sisto IV profere a excomunhão e o interdito à República de Veneza.

  • 1532 – Henrique VIII de Inglaterra e Francisco I de França assinam um tratado secretamente contra o Imperador Carlos I de Espanha.

  • 1565 – Turgut Reis, comandante da marinha do Império Otomano, morre durante o Cerco de Malta.

  • 1661 – Casamento entre Carlos II de Inglaterra e Catarina de Bragança.

  • 1683 – William Penn assina um tratado de amizade com os indíos Lenapes, na Pensilvânia.

  • 1794 – Catarina, a Grande da Rússia permite que os judeus possam morar em Kiev.

  • 1828 – Rei Miguel I de Portugal usurpa a coroa da sua sobrinha, a rainha Maria II de Portugal, dando início às Guerras Liberais.

  • 1894 – Fundação do Comitê Olímpico Internacional na Sorbona, em Paris, por iniciativa do barão Pierre de Coubertin.

  • 1914 – Revolução Mexicana: Pancho Villa toma Zacatecas de Victoriano Huerta.

  • 1940 – Inauguração da Exposição do Mundo Português, em Lisboa

  • 1991 – Moldávia declara sua independência da URSS.

  • 1995 – Lançado o álbum Mamonas Assassinas, o único álbum oficial de estúdio da banda brasileira Mamonas Assassinas.

  • 1996 – Paulo César Farias, tesoureiro da campanha presidencial de Fernando Collor, é assassinado ao lado de sua amante.

  • 2016 – Foi aprovado o plebiscito sobre a permanência ou saída do Reino Unido na União Europeia.

Reflexão do dia…

Fragmento Bíblico…

Armando confirma apoio dos Ferreiras na próxima terça…

O senador Armando Monteiro, pré-candidato a governador pelo PTB, anunciará na próxima terça-feira o apoio do grupo Ferreira à sua postulação. O evento ocorrerá a partir das 10 horas no The Garden Open Mall, em Piedade. Apesar do apoio não será confirmada ainda a colocação de André Ferreira como nome ao Senado.

Ato das oposições com André Ferreira será na terça…

Já está agendado e ocorrerá na manhã da próxima terça-feira o ato festivo em que o clã Ferreira sacramentará o apoio ao grupo das oposições. O local escolhido para sediar o ato foi o segundo colégio eleitoral do Estado, gerido por Anderson Ferreira: Jaboatão dos Guararapes. Como a coluna cantou a pedra ainda no dia 8 de junho, o deputado estadual André Ferreira, a interlocutores, já havia sinalizado a intenção de promover um evento para cravar sua postulação ao Senado que se desse em momento posterior ao anúncio de Armando Monteiro Neto como pré-candidato a governador e de Mendonça Filho como pré-candidato a senador. Naquele momento, pessoas próximas davam conta de que a intenção era fazer um evento grande em Jaboatão.

Oposicionistas têm preferido dizer que o encontro festivo selará, primeiro, a declaração de apoio e que ainda conversam para amarrar a candidatura de André ao Senado. Mas tudo se desenha para que o deputado seja o nome a completar os concorrentes à Casa Alta na chapa encabeçada pelo petebista. No PSDB, inclusive, foi a possibilidade de atrair o PSC que levou integrantes do tucanato a afirmarem que abririam mão de indicar um nome para o Senado. O PR, de Anderson Ferreira, está na base governista, presidido no Estado pelo deputado federal Sebastião Oliveira, mas o prefeito assinou junto com André Ferreira a nota que formalizou, ontem, o rompimento da família com a gestão Paulo Câmara. E os Ferreira subiram o tom. Governistas e o PSB, por meio de notas, reagiram. Anderson pode não levar o PR, mas o fato de governar o segundo maior colégio eleitoral do Estado carrega uma simbologia e integrantes do grupo Pernambuco Quer Mudar realçam esse fato. À coluna, reforçam que a “comunhão” com os Ferreira já estava acertada há cerca de um mês. Armando e Mendonça estarão ao lado de André no ato da terça-feira e a chapa parece tomar contornos mais definidos. (Renata Melo / Folha de Pernambuco)

Ricardo Teobaldo enaltece saída dos Ferreiras da Frente Popular…

A posição do governo do Estado em relação à decisão que o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, o deputado estadual André Ferreira e todo seu grupo político tomou mostra que o desespero está batendo à porta do Palácio do Campo das Princesas.

Está muito claro para o povo de Pernambuco a incoerência do governador Paulo Câmara e os seus aliados, quando afirmam que Anderson e André saíram porque estão em busca de um espaço majoritário, que não é verdade.

A verdade é que Anderson, André e todos que fazem o PSC tomaram a decisão certa, que é ajudar na construção de um novo Pernambuco.

Um Pernambuco que ofereça uma nova agenda social e econômica para a população e um governo que tenha liderança, que dialogue com a sociedade e volte ter presença e voz no cenário nacional.

Ricardo Teobaldo

Deputado Federal / Presidente do Podemos em PE.

Venha pra TiConnect….

19

 

 

Gleisi acena a Marília Arraes em PE, mas prioriza acordos nacionais…

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), disse ontem, 21, que a vereadora do Recife Marília Arraes (PT) deu “um passo muito grande” ao anunciar uma aliança com o deputado federal Sílvio Costa (Avante), pré-candidato ao Senado, mas reafirmou que as coligações regionais deverão seguir as articulações em nível nacional. Marília tenta convencer o próprio partido a lançar sua candidatura ao governo de Pernambuco, mas esbarra na intenção de dirigentes locais e nacionais de fechar aliança com o atual governador Paulo Câmara (PSB), que deve tentar a reeleição.

“As alianças são feitas pelo PT (nacional) e todas as coligações locais estão observando a movimentação nacional. Nossa prioridade é eleger o ex-presidente Lula e garantir a nossa bancada federal”, declarou a senadora à Rádio Jornal, depois de dizer que Marília é um grande quadro do partido e que é um orgulho tê-la no grupo.

Enquanto o PT não decide se lança nome próprio para concorrer ao governo de Pernambuco ou declara apoio a Câmara, Marília tem se movimentado para viabilizar sua candidatura. Os movimentos de Marília expõem a divisão interna do partido no Estado.

Sílvio Costa foi anunciado por Marília como pré-candidato ao Senado na chapa da petista durante coletiva de imprensa na terça-feira, 19. No mesmo dia, o presidente do PT estadual, Bruno Ribeiro, emitiu nota dizendo que a legenda não reconhece a aliança. No fim de semana, Marília já havia divulgado o nome do advogado Claudio Ferreira como coordenador do programa de governo.

Para Gleisi, essas movimentações de Marília não mudam em nada o posicionamento do partido, que espera formar palanque com PSB e PCdoB. Além de Pernambuco, Bahia e Amapá são prioritários para a consolidação dessa estratégia. “Ela está fazendo um movimento que, se o PT não assumir, não vai ser efetivo. Tudo passa por uma decisão partidária estadual, mas principalmente nacional”, afirmou Gleisi.

Sílvio Costa foi vice-líder do governo Dilma na Câmara e um dos principais defensores da petista no processo de impeachment. Desde o início do ano, o parlamentar vem se apresentando como o “senador de Lula” e percorrendo o interior de Pernambuco em busca de apoio de prefeitos.

“Com todo respeito a Sílvio Costa, mas ele também sabe que a nossa prioridade para o Senado é (a reeleição de) Humberto Costa”, afirmou a presidente do partido à rádio. Humberto é um dos que articulam para que o PT feche a aliança com Paulo Câmara

A assembleia do PT em Pernambuco com os 300 delegados que vão decidir o rumo da legenda deve ocorrer entre os dia 27 e 29 de julho, conforme determinação do diretório nacional do PT. Até lá, Marília segue percorrendo cidades do interior, participando de reuniões e audiências na tentativa de consolidar sua candidatura. (Agência Estado)

Paulo Câmara: ‘Não vou decidir vaga de Senado e vice agora’…

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirmou, nesta quinta-feira (21), que não vai decidir vaga para o Senado ou para vice agora, mas “no momento certo”. A fala do gestor ocorre após anúncio de rompimento do clã Ferreira, que deve integrar a Frente das Oposições, que terá o senador Armando Monteiro Neto (PTB) na cabeça de chapa. De acordo com Câmara, o PSC, do deputado federal André Ferreira quer antecipar o debate.

“O PSC quer antecipar um debate que a gente não vai fazer agora. Tenho que governar Pernambuco, tenho que fazer a administração correr e não vou decidir vaga de Senado, vaga de vice-governador agora. Vamos decidir no momento certo, conversando, sentando na mesa e não soltando nota”, declarou o governador após a entrega do Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia, no Palácio do Campo das Princesas.

Questionado sobre o Solidariedade, que faz parte da base governista, mas que estaria insatisfeita com a perda de espaço na gestão, Paulo Câmara afirmou que “tem conversado muito” com a legenda. “Quanto ao Solidariedade, eu desconheço, pelo contrário, a gente tem conversado muito com o Solidariedade e os movimentos todos que nós fazemos são de valorização desse partido que está presente nessas discussões conosco”, avaliou o socialista.

Indagado se pleneja dar mais espaço para os partidos da base no Governo, Paulo Câmara afirmou que “o momento é de conversar”. “De ver o que falta. Tenho muito o que fazer ainda até dezembro e eu tô com a ajuda de quem quer me ajudar. Vários partidos da base têm indicado pessoas que têm nos ajudado a governar Pernambuco. Estou muito satisfeito com essas indicações”, disse. (Folha de Pernambuco)

A crônica de um rompimento anunciado …

Teve fim no dia de ontem a relação entre o grupo Ferreira e a Frente Popular, mas já havia indicativos de que esta aliança não prosperaria. Os Ferreira vinham numa clara ascensão desde 2010 quando Anderson Ferreira foi eleito deputado federal. Naquela ocasião eles tiveram uma baixa que foi a não reeleição do deputado estadual Manoel Ferreira que exerceu sete mandatos na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Mas pela primeira vez a família conseguiu chegar à Câmara Federal.

Na eleição seguinte, pela segunda vez consecutiva, André Ferreira foi eleito o vereador mais votado do Recife, consolidando um projeto que estava em franca ascensão. Dois anos depois, veio a vitória de Anderson, reeleito com o triplo de votos e a posição de quinto mais votado do estado, e a vitória de André Ferreira, como o quarto deputado estadual mais votado de Pernambuco. Ali já havia sinais de fortalecimento que o Palácio foi incapaz de enxergar. Anderson por sua vez demonstrou astúcia quando conseguiu tirar de Inocêncio Oliveira a presidência estadual do PR, o que mais uma vez o colocava no rol dos principais nomes do estado.

Nas eleições de 2016 após ensaiar disputar a prefeitura do Recife, Anderson acabou optando pela vizinha Jaboatão dos Guararapes, e mesmo sem contar com a simpatia de Paulo Câmara, foi o mais votado do primeiro turno, deixando de fora o candidato escolhido pelo Palácio que foi o inexpressivo Heraldo Selva e enfrentando Neco, um histórico vereador da cidade. Vale ressaltar que o governador chegou a afirmar em alto e bom som que na cidade ele só tinha um candidato e esse candidato era Heraldo.

No segundo turno, apesar de já ter obtido uma boa vitória na primeira etapa, Anderson não contou com a simpatia do Palácio, que permitiu muitos de seus aliados apoiarem a candidatura de Neco, e mesmo sem o apoio do governador, Anderson acabou vitorioso. Aquela eleição deixou trincas na relação entre os Ferreira e o Palácio, mas continuou até ontem quando o grupo que comanda Jaboatão anunciou o seu rompimento com o governador Paulo Câmara.

Apesar de não terem anunciado o caminho a ser trilhado, é justo interpretar que a família Ferreira irá apoiar a postulação de Armando Monteiro, que na eleição de 2016 foi solidário a Anderson desde o primeiro momento. Ainda não se sabe se André Ferreira irá para o Senado ou se optará pelo mandato de deputado federal, mas acabou trilhando o caminho que estava óbvio, que era o palanque oposto ao do PSB, que por sua vez fez uma clara questão de empurrá-los para a oposição.

A partir de agora, Paulo Câmara que já não contava com Camaragibe, Igarassu, Ipojuca e São Lourenço da Mata, terá o município de Jaboatão dos Guararapes na oposição, que é o segundo maior eleitorado do estado e que pode ter um papel importante na eleição estadual de 2018 criando um fato político que, se confirmado, dará maior musculatura ao projeto liderado pelo senador Armando Monteiro. (Por Edmar Lyra)

Hoje:

22 de junho é o 173.º dia do ano no calendário gregoriano (174.º em anos bissextos). Faltam 192 para acabar o ano.

  • 168 a.C. – Batalha de Pidna: Os romanos, comandados por Lúcio Emílio Paulo Macedônico, derrotam e capturam o rei macedônico Perseu, encerrando a Terceira Guerra Macedónica.

  •   816 – É eleito o Papa Estêvão V.

  • 1633 – A Congregação para a Doutrina da Fé em Roma força Galileu Galilei a renegar a sua ideia de que o Sol, e não a Terra, é o centro do universo.

  • 1865 – É disparado o último tiro da Guerra de Secessão.

  • 1874 – É inaugurado o telégrafo submarino ligando o Brasil (Rio de Janeiro) à Europa.

  • 1911 – Jorge V e Maria de Teck são coroados rei e rainha do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda.

  • 1916 – Harvey Spencer Lewis anunciou publicamente a transmutação de zinco em ouro — durante uma demonstração clássica de princípios alquímicos, na cidade de Nova Iorque.

  • 1922 – Começa a luta armada do Exército Republicano Irlandês (IRA) contra o governo de Londres.

  • 1940 – A França assina o Armistício com a Alemanha Nazi.

  • 1941 – Segunda Guerra Mundial: Começo da Operação Barbarossa com a invasão das forças do Eixo por 170 divisões (3 milhões de homens) em território Soviético.

  • 1941 – Adolf Hitler ordena a invasão da União Soviética, sem declaração formal de guerra.

  • 1945 – Segunda Guerra Mundial: fim da batalha de Okinawa.

  • 1976 – A Câmara dos Comuns do Canadá extingue a pena de morte.

  • 2012 – O presidente paraguaio Fernando Lugo sofre impeachment e deixa o cargo. Federico Franco assume seu lugar.

Reflexão do dia

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo