04/12/2018

Mais um ano sem Ferreira Gullar…

Hoje faz 04 anos que partiu para a imortalidade o maranhense: FERREIRA GULLAR pseudônimo de José de Ribamar Ferreira. Foi um poeta, crítico de arte e ensaísta brasileiro, com assento a cadeira de nº 37 na Academia Brasileira de Letras. Gullar, para a televisão, colaborou para as novelas Araponga em 1990, Irmãos Coragem, em 1995 e Dona Flor e Seus Dois Maridos, em 1998.  Sua obra surge para o mundo num período conturbado, simplesmente durante o Golpe Militar de 64. Muitos de seus poemas soam como gritos de protestos, aproveitamos uma estrofe de um de seus poemas intitulado: “Nós Latino-Americanos” para demonstrar como a vida é cíclica e como os fatos se repetem mudando apenas os personagens, o contexto continua o mesmo.  Escrito há anos, sua estrofe grita em forma de poesia o nosso egoísmo, a nossa hipocrisia no tocante a emigração de irmãos nossos como acontece nas fronteiras brasileiras […]
11/11/2018

João Alfredo – “Projeto Gonzagueando Ano II”…

12/07/2016

Marly Mota: Grêmio Lítero Musical Bonjardinense…

Diário de Pernambuco Neste inverno, os fortes ventos assoviam, entrando pelas janelas de onde vejo o Capibaribe carregado de baronesas, contornando o bairro de Casa Forte. Refugio-me do outro lado da memória, nas íntimas paisagens das serras, por onde corre o Tracunhaém, margeando as encostas da cidade de Bom Jardim. Nesta crônica, modestamente homenageio o amigo, músico e compositor Bráulio Gomes de Castro. Entre os muitos conterrâneos, ele e eu, somos dessa cidade musical, de fatos reais, fictícios, sociológicos, de usos e de costumes populares da minha convivência, até os meus bens vividos dezesseis anos de idade quando nos mudamos para o Recife. Em Bom Jardim, morávamos na Praça Barão de Lucena, a pouca distância da Igreja Matriz de Santana, e do senhor Ademário Gomes de Castro, fundador, no ano de 1932, do Grêmio Lítero Musical bomjardinense. Amigo e colaborador do velho vigário João Pacífico. Na sacristia batia o sino […]
01/07/2016

Fenearte 2016 reduz investimentos, mas mantém estrutura…

A crise econômica que assola o Brasil não deve afetar a 17ª edição da Feira nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), a maior feira do segmento na América Latina. Com uma redução de R$ 500 mil em investimentos, a exposição não terá estrutura reduzida em  comparação ao ano passado. Pelo contrário, a Fenearte contará com mais 11 mestres artesãos nesta edição. O evento homenageará Mestre Manuel Eudócio e Naná Vasconcelos, mortos neste ano. Os detalhes da Fenearte foram divulgados durante uma coletiva de imprensa no bairro do Recife na manhã desta quinta-feira (30). O evento está marcado para acontecer entre os dias 7 e 17 de julho no Centro de Convenções, em Olinda. A feira ficará aberta ao público das 14h às 22h, de segunda a sexta-feira, e 10h às 22h, sábado e domingo. Com investimento de R$ 5 milhões, geração de mais de três mil vagas de empregos temporários e […]
16/10/2015

Reinaldo Azevedo: “Supremo vai manter a liminar de Rosa e Zavascki; podem apostar” …

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, deve recorrer nesta sexta contra as liminares concedidas por Rosa Weber e Teori Zavascki contra o rito que ele definiu para a tramitação das denúncias que podem resultar no afastamento de Dilma. Duvido que seja bem-sucedido, como já afirmei nesta quarta no programa “Os Pingos nos Is”, da Jovem Pan. Dois votos a favor do que quer o governo estão garantidos, certo? Os de Rosa e Teori. Marco Aurélio Mello já se pronunciou em favor da liminar. Considerando a volúpia com que Roberto Barroso defende que o Supremo atue como legislador, acho que dará com facilidade o quarto voto. Não tenho dúvida de que Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo, daria o quinto, e talvez Dilma nem precise de Edson Fachin, o mais novo integrante da Corte: Luiz Fux, outro entusiasta do Supremo Legislador, pode se encarregar da tarefa. Assim, Cunha continuará a ser “o […]