19/05/2019

Protesto pró Bolsonaro MBL dia 26: Movimento não apoia…

O Movimento Brasil Livre não apoia o protesto programado para o dia 26 de maio por grupos bolsonaristas. A convocatória é contra o Congresso e a favor de pautas radicais, a julgar pelas hashtags, como #Artigo142Já e #OPovoVaiInvadirOCongresso.  “Obviamente, tais pautas antirrepublicanas não são compartilhadas pelo MBL, e pelo bem das reformas e do país ficaremos de fora deste ato”, justifica o grupo. O artigo 142 da Constituição anota que “as Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.” (Magno Martins)
07/04/2019

32% aprovam e 30% desaprovam o governo Bolsonaro, diz Datafolha…

G1 Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (7) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL): Ótimo/bom: 32% Regular: 33% Ruim/péssimo: 30% Não sabe/não respondeu: 4% A pesquisa ouviu 2.086 pessoas com mais de 16 anos, em 130 municípios, nos dias 2 e 3 abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. É a pior avaliação para um presidente da República no início de primeiro mandato desde 1990. Fernando Collor (então no PRN) tinha 19% de reprovação após três meses, contra 16% de FHC (PSDB), 10% de Lula (PT) e 7% de Dilma (PT). A ex-presidente é quem tinha a melhor avaliação: 47% de ótimo/bom em 2011. Lula tinha 43%, contra 39% de FHC e 36% de Collor. Expectativa A expectativa com o futuro do governo, após três meses de mandato, é a pior […]
04/03/2019

Bolsonaro diz que seguirá ouvindo sugestões do filho e que não se afastará dele…

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) saiu em defesa de seu filho Carlos na noite deste domingo (3) de Carnaval, afirmando que há pessoas que querem afastá-los, mas “não conseguirão”. Junto com a mensagem, o presidente publicou uma foto em que Carlos o ampara em um corredor de hospital. “Algumas pessoas foram muito importantes em minha campanha. Porém, uma se destacou à frente das mídias sociais, com sugestões e conteúdos: Carlos Bolsonaro, meu filho. Não por acaso muitos, que nada ou nunca fizeram para o Brasil, querem afastá-lo de mim”, escreveu o presidente. “Não conseguirão: estando ou não em Brasília continuarei ouvindo suas sugestões, não por ser um filho que criei, mas por ser também alguém que aprendi a admirar e respeitar pelo seu trabalho e dedicação”, concluiu. A influência do filho, que é vereador no Rio pelo PSC, tem sido motivo de insatisfação de alguns militares ligados ao governo e tem gerado críticas de […]
30/10/2018

PT apesar da derrota ainda saiu fortalecido das urnas…

Partido hegemônico no Brasil há quatro eleições presidenciais, o Partido dos Trabalhadores sofreu no último domingo sua primeira derrota eleitoral em disputas nacionais desde 2002 quando ascendeu ao Palácio do Planalto com Lula. Antes da eleição de Jair Bolsonaro neste domingo, o PT enfrentou uma série de problemas, primeiro a vitória apertadíssima de Dilma Rousseff em 2014 que deu a sensação de país dividido e deixou a presidente fragilizada para o seu segundo governo. A operação Lava-Jato, iniciada em 2014, foi derrubando um a um entre petistas importantes, culminando na prisão do ex-presidente Lula em 2018. Antes disso, tivemos o impeachment de Dilma Rousseff em 2016 que deixou o país em sua maioria contrário ao PT. As eleições municipais foram suficientes para praticamente varrer o partido do mapa, sobretudo nas capitais onde o PT teve um desempenho pífio. Quando todo o enredo se voltou contra o PT, muitos davam o […]
27/10/2018

Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 55%; Haddad, 45%…

G1 O Datafolha divulgou neste sábado (27) o resultado da última pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado na sexta-feira (26) e no sábado (27) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. O instituto afirma que, um dia antes da eleição, Jair Bolsonaro (PSL), mantém o favoritismo, mas a diferença dele para Fernando Haddad (PT) diminuiu de 18 para 10 pontos percentuais, em nove dias, nos votos válidos. A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, com margem de erro de dois pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 55% Fernando Haddad (PT): 45% No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 56% e Haddad, 44%. Pesquisa Datafolha – 27-10 – Votos válidos no segundo turno da eleição presidencial — Foto: Arte/G1 Para calcular os votos válidos, são excluídos […]
27/10/2018

Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 54%; Haddad, 46%…

G1 O Ibope divulgou neste sábado (27) a última pesquisa do instituto sobre a intenção de voto para o 2º turno da eleição presidencial. Segundo o instituto, Jair Bolsonaro (PSL) venceria se eleição fosse hoje. Mas a distância dele para Fernando Haddad (PT) diminuiu. Vamos ver agora a pesquisa com os votos válidos, que excluem os brancos, nulos e o percentual de eleitores indecisos. Um candidato é eleito no segundo turno se conseguir cinquenta por cento dos votos válidos mais um voto. A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de noventa e cinco por cento, com margem de erro de dois pontos – para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 54% Fernando Haddad (PT): 46% Na pesquisa anterior, Bolsonaro tinha 57% e Haddad, 43% dos votos válidos. Pesquisa Ibope – 27-10 – Votos válidos no segundo turno da eleição presidencial — […]
25/10/2018

Datafolha para presidente: Bolsonaro, 56%; Haddad, 44%…

G1 O Datafolha divulgou, há pouco, o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado ontem e hoje e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 56% Fernando Haddad (PT): 44% No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 59% e Haddad, 41%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Sobre a pesquisa Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 9.173 eleitores em 341 municípios Quando a pesquisa foi feita: 24 e 25 de outubro Registro […]
23/10/2018

Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 57%; Haddad, 43%…

G1 O Ibope divulgou nesta terça-feira (23) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado entre domingo (21) e terça-feira (23) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 57% Fernando Haddad (PT): 43% Na pesquisa anterior, Bolsonaro tinha 59% e Haddad, 41% dos votos válidos. Pesquisa Ibope – 23-10 – Eleição presidencial no 2º turno — Foto: Arte/G1 Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 50% Fernando Haddad (PT): […]
22/10/2018

Pesquisa CNT/MDA: Bolsonaro tem 57% dos votos válidos; Haddad, 43%…

Nova pesquisa do instituto MDA, feita a pedido da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada nesta segunda-feira 22, mostra o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, com 57% das intenções de voto, contra 43% do adversário, Fernando Haddad (PT). Os números dizem respeito aos chamados “votos válidos”, que desconsideram brancos, nulos e indecisos, assim como a apuração oficial da Justiça Eleitoral. Está e a primeira pesquisa CNT/MDA neste segundo turno das eleições 2018, registrando uma diferença levemente menor do que a verificada na semana passada por institutos como Ibope e Datafolha, que traziam o capitão da reserva entre 58% e 59%. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Entre os votos totais, Bolsonaro aparece com 48,8% e Haddad, com 36,7%. Brancos e nulos são 11% e os indecisos somam 3,5%. Além da desvantagem de catorze pontos percentuais, o candidato do PT ainda […]