04/10/2019

Pesquisa repercute até na Paraíba…

Portal Mais PB Uma pesquisa realizada pelo Instituto Opinião, em parceria com o Blog do Magno, revela que, faltando exatamente um ano para as eleições municipais, a sucessão para a Prefeitura do Recife apresenta um cenário de  empate técnico. Os resultados apontam que os pré-candidatos João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) têm 13,6% e 12,5%, respectivamente, seguidos de perto pelo ex-ministro Mendonça Filho (DEM), com 9,4%. Em seguida aparece Daniel Coelho (Cidadania), com 7,1%, André Ferreira (PSC), com 5% e Felipe Carreras (PSB), com 4,1%. Mais abaixo Túlio Gadelha (PDT), com 3,6%, Luciano Bivar (PSL), que tem 3,4%, Silvio Costa Filho (PRB), 2,8%, e André de Paula (PSD), 2,7%. Para a sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB), pontuaram, ainda, Raul Henry (MDB), que aparece com 1,8% e Marco Aurélio (PRTB), em última posição, com 1%. Brancos e nulos somam 20,1% e 12,9% disseram que não sabiam ou se recusaram a […]
04/10/2019

João aparece empatado com Marília, diz Opinião…

Magno Martins Faltando exatamente um ano para as eleições municipais, a sucessão do prefeito Geraldo Júlio (PSB), no Recife, apresenta, hoje, um cenário de empate técnico entre os pré-candidatos João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT). Se o pleito fosse hoje, Campos teria 13,6% dos votos e Marília 12,5%, seguidos de perto pelo ex-ministro Mendonça Filho (DEM), com 9,4%. Em seguida aparece Daniel Coelho (Cidadania), com 7,1%, André Ferreira (PSC), com 5% e Felipe Carreras (PSB), com 4,1%. Mais abaixo Túlio Gadelha (PDT), com 3,6%, Luciano Bivar (PSL), que tem 3,4%, Silvio Costa Filho (PRB), 2,8%, e André de Paula (PSD), 2,7%. Pontuaram, ainda, Raul Henry (MDB), que aparece com 1,8% e Marco Aurélio (PRTB), em última posição, com 1%. Brancos e nulos somam 20,1% e 12,9% disseram que não sabiam ou se recusaram a responder. O levantamento é do Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), que trabalha em Pernambuco […]
06/09/2019

Intacto, Moro supera em 25 pontos aprovação de Bolsonaro, mostra Datafolha…

Por Flávia Faria da Folha de São Paulo Sergio Moro continua como o ministro mais bem avaliado do governo Jair Bolsonaro (PSL), com um patamar de apoio da população que supera o do próprio presidente. A conclusão é da mais recente pesquisa nacional do Datafolha, feita na quinta (29) e sexta-feira (30) da semana passada. Segundo o levantamento, Moro é conhecido por 94% dos entrevistados, a taxa mais alta na Esplanada. Dentre os que afirmam conhecê-lo, 54% avaliam sua gestão à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública como ótima ou boa. Outros 24% a consideram regular, e 20%, ruim ou péssima —2% não responderam. Em comparação, são 29% os entrevistados pelo Datafolha que aprovam o governo Bolsonaro, 30% os que o consideram regular e 38% os que avaliam como ruim ou péssimo (2% não responderam). O titular da Justiça mantém esse nível de aprovação em meio às constantes […]
02/09/2019

38% reprovam e 29% aprovam o governo Bolsonaro, diz Datafolha…

G1 Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (2) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL): Ótimo/bom: 29% Regular: 30% Ruim/péssimo: 38% Não sabe/não respondeu: 2% A pesquisa foi realizada nos dias 29 e 30 de agosto com 2.878 pessoas com mais de 16 anos, em 175 cidades brasileiras. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro. Em julho e em abril, quando foram realizadas as pesquisas anteriores, os índices foram: Ótimo/bom: 33%, em julho; 32%, em abril Regular: 31%, em julho; 33%, em abril Ruim/péssimo: 33%, em julho; 30%, em abril Não sabe/não respondeu: 2%, em julho; 4%, em abril Em relação à expectativa com o futuro do governo, 45% […]
19/05/2019

Protesto pró Bolsonaro MBL dia 26: Movimento não apoia…

O Movimento Brasil Livre não apoia o protesto programado para o dia 26 de maio por grupos bolsonaristas. A convocatória é contra o Congresso e a favor de pautas radicais, a julgar pelas hashtags, como #Artigo142Já e #OPovoVaiInvadirOCongresso.  “Obviamente, tais pautas antirrepublicanas não são compartilhadas pelo MBL, e pelo bem das reformas e do país ficaremos de fora deste ato”, justifica o grupo. O artigo 142 da Constituição anota que “as Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.” (Magno Martins)
07/04/2019

32% aprovam e 30% desaprovam o governo Bolsonaro, diz Datafolha…

G1 Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (7) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL): Ótimo/bom: 32% Regular: 33% Ruim/péssimo: 30% Não sabe/não respondeu: 4% A pesquisa ouviu 2.086 pessoas com mais de 16 anos, em 130 municípios, nos dias 2 e 3 abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. É a pior avaliação para um presidente da República no início de primeiro mandato desde 1990. Fernando Collor (então no PRN) tinha 19% de reprovação após três meses, contra 16% de FHC (PSDB), 10% de Lula (PT) e 7% de Dilma (PT). A ex-presidente é quem tinha a melhor avaliação: 47% de ótimo/bom em 2011. Lula tinha 43%, contra 39% de FHC e 36% de Collor. Expectativa A expectativa com o futuro do governo, após três meses de mandato, é a pior […]
04/03/2019

Bolsonaro diz que seguirá ouvindo sugestões do filho e que não se afastará dele…

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) saiu em defesa de seu filho Carlos na noite deste domingo (3) de Carnaval, afirmando que há pessoas que querem afastá-los, mas “não conseguirão”. Junto com a mensagem, o presidente publicou uma foto em que Carlos o ampara em um corredor de hospital. “Algumas pessoas foram muito importantes em minha campanha. Porém, uma se destacou à frente das mídias sociais, com sugestões e conteúdos: Carlos Bolsonaro, meu filho. Não por acaso muitos, que nada ou nunca fizeram para o Brasil, querem afastá-lo de mim”, escreveu o presidente. “Não conseguirão: estando ou não em Brasília continuarei ouvindo suas sugestões, não por ser um filho que criei, mas por ser também alguém que aprendi a admirar e respeitar pelo seu trabalho e dedicação”, concluiu. A influência do filho, que é vereador no Rio pelo PSC, tem sido motivo de insatisfação de alguns militares ligados ao governo e tem gerado críticas de […]
30/10/2018

PT apesar da derrota ainda saiu fortalecido das urnas…

Partido hegemônico no Brasil há quatro eleições presidenciais, o Partido dos Trabalhadores sofreu no último domingo sua primeira derrota eleitoral em disputas nacionais desde 2002 quando ascendeu ao Palácio do Planalto com Lula. Antes da eleição de Jair Bolsonaro neste domingo, o PT enfrentou uma série de problemas, primeiro a vitória apertadíssima de Dilma Rousseff em 2014 que deu a sensação de país dividido e deixou a presidente fragilizada para o seu segundo governo. A operação Lava-Jato, iniciada em 2014, foi derrubando um a um entre petistas importantes, culminando na prisão do ex-presidente Lula em 2018. Antes disso, tivemos o impeachment de Dilma Rousseff em 2016 que deixou o país em sua maioria contrário ao PT. As eleições municipais foram suficientes para praticamente varrer o partido do mapa, sobretudo nas capitais onde o PT teve um desempenho pífio. Quando todo o enredo se voltou contra o PT, muitos davam o […]
27/10/2018

Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 55%; Haddad, 45%…

G1 O Datafolha divulgou neste sábado (27) o resultado da última pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado na sexta-feira (26) e no sábado (27) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. O instituto afirma que, um dia antes da eleição, Jair Bolsonaro (PSL), mantém o favoritismo, mas a diferença dele para Fernando Haddad (PT) diminuiu de 18 para 10 pontos percentuais, em nove dias, nos votos válidos. A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, com margem de erro de dois pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 55% Fernando Haddad (PT): 45% No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 56% e Haddad, 44%. Pesquisa Datafolha – 27-10 – Votos válidos no segundo turno da eleição presidencial — Foto: Arte/G1 Para calcular os votos válidos, são excluídos […]