16/10/2019

Bivar divulga gastos do PSL com advogada de Bolsonaro

Folha de S. Paulo – Por Mônica Bergamo O presidente do PSL, Luciano Bivar, divulgou em um grupo de parlamentares os gastos da sigla com a advogada Karina Kufa, que representa Jair Bolsonaro, hoje às turras com a legenda. Além de receber R$ 40 mil por mês, ela firmou contrato de R$ 200 mil para apresentar ações diretas de inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal). O mesmo relatório mostra que a advogada assinou acordo de R$ 100 mil para defender a senadora Juíza Selma (PSL-MT), acusada de abuso de poder econômico e caixa dois nas eleições de 2018. Os recursos saíram do caixa do PSL de São Paulo. A assessoria de Bivar diz que os dados são oficiais. A assessoria de Kufa diz que os valores “são totalmente correspondentes aos praticados no mercado de Brasília”. O deputado Junior Bozzella (PSL-SP) afirma que a iniciativa de Bivar mostra que as contas do […]
16/10/2019

Para FBC, partilha da cessão onerosa estabelece novo pacto federativo

Um dia para renovar as esperanças na construção de um novo Brasil. Assim o líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), definiu a aprovação pelo Senado do projeto de lei que define critérios para a partilha dos recursos que serão arrecadados com o leilão da cessão onerosa, marcado para 6 de novembro. Do total de R$ 106 bilhões previstos, estados e municípios receberão 30%. “Construímos um acordo, um acordo difícil, mas que veio em nome do estabelecimento de um novo pacto federativo”, disse o líder. Segundo ele, os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tiveram atuação decisiva para alcançar um entendimento com os líderes partidários. “Mas é preciso destacar que a divisão de recursos é fruto de decisão política do governo federal. O presidente Jair Bolsonaro, desde que se elegeu e muito antes de tomar posse, colocou na mesa de negociação o desejo de […]
16/10/2019

PSD e PP viram estratégicos para João Campos

A pré-candidatura do deputado federal João Campos a prefeito do Recife está bastante consolidada no meio político. Ele está bem posicionado nas pesquisas e apesar de representar um projeto de continuidade, é a novidade do processo eleitoral de 2020. Para que o favoritismo de João Campos se confirme nas urnas, ele precisará de uma robusta frente política que lhe dê sustentação para a vitória no ano que vem. Atualmente, está claro que o PT é a grande prioridade do PSB para a aliança visando 2020, porém ainda que seja mantida a parceria, o PSB precisará de pelo menos dois partidos representativos que são o PP do deputado Eduardo da Fonte e o PSD do deputado André de Paula. Os dois partidos possuem significativo tempo de televisão, e juntos têm três deputados federais e quatorze deputados estaduais. Eles exercerão grande influência no quadro eleitoral, uma vez que se ficarem na Frente […]
15/10/2019

Tensão entre Bolsonaro e Bivar linkada no Recife

Gabriel Garcia – O Globo A queda de braço que colocou em campos opostos o presidente Jair Bolsonaro e o dirigente nacional do PSL , Luciano Bivar (PE), em meio a disputas pelo controle dos recursos milionários do fundo partidário e pelo domínio político da segunda maior bancada na Câmara, tem um ingrediente regional: a disputa pela Prefeitura do Recife. Maior colégio eleitoral de Pernambuco, com mais de um milhão de eleitores, a cidade é reduto de Bivar, ex-cartola do Sport Clube Recife, que estuda uma candidatura própria ou de um aliado. Bolsonaro, no entanto, quer emplacar o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Gilson Machado Neto, para substituir o prefeito Geraldo Júlio (PSB). A disputa velada é mais um ponto de tensão na relação implodida que se instalou entre Bolsonaro e Bivar desde a semana passada, quando o presidente da República afirmou a um apoiador que o dirigente do PSL estava “queimado para caramba”. A declaração, feita em […]
15/10/2019

Tabata diz que irá à Justiça para sair do PDT

Da Redação da Veja  Sexta deputada federal mais votada em São Paulo e afastada do PDT desde julho, Tabata Amaral anunciou que entrará na Justiça contra o partido para sair da sigla e manter seu mandato. Em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, ontem 14, Tabata diz que dará mais detalhes sobre a ação em uma coletiva de imprensa nesta terça, ao lado de outros parlamentares também punidos, incluindo membros do PSB. Ela e outros sete deputados que votaram a favor da reforma da Previdência foram suspensos pela Executiva Nacional do PDT, que anunciou em julho a abertura de processos disciplinares. Na época, estimou-se que o partido levaria até 60 dias para decidir se puniria os políticos por contrariarem o posicionamento em relação à reforma. “Não há nenhum diálogo com o PDT desde a minha suspensão. Me relacionei com vários políticos de outros partidos porque eu tinha que cavar […]
15/10/2019

Planalto usará situação de Bivar para reforçar briga

Com Luciano Bivar (PE), presidente do PSL, na mira da Polícia Federal (PF), integrantes do Planalto, ouvidos pelo blog da Andréia Sadi, hoje, admitem que usarão a situação para reforçar os argumentos de irregularidades no partido, na briga com a legenda. Governistas, contudo, se preocupam com o “tratamento diferenciado” ao ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG). Assim como Bivar, ele é investigado sobre o uso de candidatura laranja. Para aliados do presidente, vai aumentar a pressão pela saída de ministro do Turismo, até para que o governo não seja acusado de usar “dois pesos e duas medidas” no tratamento a aliados na mira de investigações policiais. Governistas ouvidos pelo blog repetem que a situação é complexa por esbarrar numa questão: a decisão de demitir ou não o ministro do Turismo é do presidente Jair Bolsonaro, que disse recentemente que Marcelo Álvaro Antônio “não chegou ao final da linha”. Para aliados […]
15/10/2019

Miguel, a aposta para 2022

Em visita, ontem, ao Grupo EQM, do empresário Eduardo Monteiro, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, a caminho do MDB, mostrou números de investimentos no município de deixar qualquer um de queixo caído, principalmente num deserto de verbas públicas em que se transformou o universo municipalista. Em três anos, R$ 300 milhões em obras de infraestrutura, educação e saúde. Só neste ano, R$ 160 milhões. Desconheço algum município com capacidade de atrair tamanha montanha de dinheiro, o que levou Petrolina a manter sua tradição histórica na dianteira como maior polo gerador de empregos, segundo estatísticas oficiais. Miguel é a grande aposta do Grupo Coelho para o futuro. Se reeleito, pode já ser preparado para disputar a sucessão do governador Paulo Câmara. Mas como é muito jovem, pode aguardar 2026. O tempo, que é o senhor da razão, apontará qual caminho.(Magno Martins)
15/10/2019

Ala bolsonarista resiste a deixar o PSL e abrir mão do fundo partidário

Por Gerson Camarotti- G1 Deputados do PSL ligados ao presidente Jair Bolsonaro, e considerados infiéis pelo comando da legenda, resistem à solução dada pela cúpula do partido de deixarem a sigla abrindo mão do valor do fundo partidário. Eles não querem que a ala de Luciano Bivar, presidente do partido, fique com o dinheiro. A cúpula do PSL avaliou, durante conversas no fim de semana, a possibilidade de liberar o presidente Jair Bolsonaro, os filhos dele – deputado Eduardo Bolsonaro (SP) e senador Flávio Bolsonaro (RJ) – e cerca de 20 parlamentares considerados infiéis para saírem do partido desde que assinem um compromisso público dizendo que abrem mão do dinheiro do fundo partidário. Houve discussão também sobre a expulsão de dois deputados do partido: Bibo Nunes (RS) e Alê Silva (MG). Mas qualquer tipo de acordo parece distante. Crise Na semana passada, um grupo de deputados federais do PSL comunicou ao presidente Jair Bolsonaro que vão acompanhá-lo em eventual saída […]
14/10/2019

Lava Jato entra na mira do Supremo…

O Supremo Tribunal Federal (STF) prepara uma série de julgamentos relacionados à Lava Jato com potencial para contrariar os interesses de procuradores e mudar o rumo de investigações em curso no País. Mais do que impor eventuais derrotas para a operação, trata-se de garantir “a vitória da Constituição”, na definição de um ministro da Corte. Até novembro, o STF deve analisar o mérito de ações que discutem a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, um dos pilares da Lava Jato e defendida pelo ministro da Justiça Sergio Moro. O plenário do tribunal também deverá firmar o entendimento sobre o compartilhamento de dados fiscais e bancários de órgãos como a Receita e o antigo Coaf sem autorização judicial, além de definir critérios sobre a anulação de condenações nos casos em que réus delatados não tiveram assegurado o direito de falar depois de réus delatores. “Todo mundo é a favor […]