18/11/2019

Caminho do PT novamente seguirá uma incógnita até 2020

Nas eleições de 2018, somente aos 45 do segundo tempo que o PT definiu qual seria seu caminho nas eleições estaduais. A retirada de Marília Arraes foi sacramentada na véspera das convenções para dar lugar a uma aliança com o PSB que foi determinante para reeleger Paulo Câmara para governador e Humberto Costa para senador. Naquela ocasião Lula estava na prisão e foi da carceragem da Polícia Federal em Curitiba que saiu a ordem para a retirada de Marília Arraes para retomar a aliança com o PSB. Assim como em 2018, Marília é novamente o epicentro de uma eleição majoritária, e a partir da decisão se ela será ou não candidata que teremos um desenho mais apurado do processo eleitoral. A indefinição de Lula e do PT sobre o caminho adotado é uma forma de valorizar o apoio do partido nas eleições de 2020. Ao mesmo tempo em que mantém […]
18/11/2019

‘A quadrilha nesse país foi montada por Moro, Dallagnol e Bolsonaro’, diz Lula, em discurso no Recife

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursou para uma multidão no Pátio da Nossa Senhora do Carmo, no Centro do Recife, na noite de ontem, durante a programação musical do festival Lula Livre. Além de criticar a agenda econômica do governo de Jair Bolsonaro, o petista voltou a fazer investidas contra Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e a Operação Lava Jato. “Eles tentaram um acordo para que eu saísse da cadeia porque eu passei a ser um problemas para eles. Eu não quis ficar preso em casa porque minha canela não é de pombo para ter tornozeleira”, disse. “Eu poderia ter ido para outro país, mas escolhi a Polícia Federal porque eu tinha que desmascarar Moro, Dallagnol e Bolsonaro. […] A quadrilha nesse país foi montada por Moro, Dallagnol e todos aqueles que me julgaram”. O petista subiu no palco por volta das 19h, de mãos dadas com a […]
16/11/2019

Bolsonaro questiona investigações sobre caso Marielle

O Dia O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na manhã de ontem, ao chegar ao Forte dos Andradas, em Guarujá, litoral de São Paulo, que ficou “chateado” ao ler notícias divulgadas sobre um possível mandado de busca e apreensão na casa de seu filho Carlos Bolsonaro relacionado ao assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. “A vida toca. Vi uma matéria agora de que o PT quer fazer uma busca e apreensão na casa de um filho meu no Rio de Janeiro. O pessoal vê sobre busca e apreensão e pensa que está metido com que coisa errada. Eles querem é saber se eu tenho ligação com caso Marielle. Não conseguiram nada comigo, vão pra cima de um filho meu. É muita marola, mas deixa a gente chateado”, disse. O presidente questionou o “que teria a ver com a morte desta senhora” e provocou: “Tem 150 pessoas […]
15/11/2019

Congresso da UVP acontece em Itamaracá

No período de 20 a 23 de novembro, a região metropolitana do Recife será contemplada com o maior congresso de vereadores(as), servidores(as) de câmaras municipais e prefeituras do estado de Pernambuco. Desta vez, a União de Vereadores de Pernambuco – UVP escolheu a cidade de Itamaracá para sediar o encontro que irá reunir, no auditório do Orange Praia Hotel, representantes de diversas cidades pernambucanas. Nomes com vasta experiência profissional como Francisco Dirceu Barros, procurador geral de justiça do Ministério Público de Pernambuco, José Patriota, presidente da Amupe, Eriberto Medeiros, presidente da Alepe, Sílvia Cordeiro, secretária da Mulher em Pernambuco, Pablo Bismark, especialista em Direito Eleitoral são presenças confirmadas no evento. Para o presidente da entidade, vereador Josinaldo Barbosa, o congresso cumpre o importante papel de fortalecimento dos legislativos municipais, bem como o aperfeiçoamento da atividade dos parlamentares. “Essa edição do congresso também traz a inovação de um dia na programação […]
14/11/2019

Primeiro dia do Brics deixa a política de lado e se centra na economia

A sessão plenária da 11ª Cúpula dos Brics acontece nesta quinta-feira (14/11), mas o presidente Jair Bolsonaro deu o pontapé inicial nas negociações comerciais nesta quarta-feira (13/11). Em reunião bilateral, no Palácio do Itamaraty, com o presidente da China, Xi Jinping, os dos chefes de Estado se dispuseram a ampliar a parceria nas áreas econômica, jurídica e cultural. Os governos brasileiro e chinês assinaram nove atos, entre os quais se destaca o intercâmbio de tecnologia na área do agronegócio. O Brasil facilitará a venda de sua expertise na área e a China responderá aportando investimentos e negociando sua tecnologia na área social e em infraestrutura e construção. A ideia é usar a inovação na busca pelo crescimento econômico. A busca por tecnologia e desenvolvimento da economia digital acabou sendo o foco principal das conversas entre China e Brasil, que teve uma diferença de enfoque. Enquanto Bolsonaro se concentrou nas relações bilaterais, Xi Jinping aproveitou o evento diplomático […]
14/11/2019

Falta coragem cívica a Henry

Não teve a repercussão esperada o ato de filiação do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, ao MDB, segunda-feira passada, naquela cidade sertaneja. Embora só tenha faltado o senador Jarbas Vasconcelos, estavam lá o presidente nacional Baleia Rossi (SP), o presidente estadual Raul Henry, o governador do DF, Ibaneis Rocha, e o senador anfitrião Fernando Bezerra Coelho, pai do prefeito. FBC fez o discurso mais incisivo, colocando a bola na marca do pênalti para Henry fazer o gol, quando o lançou candidato à Prefeitura do Recife. O acanhamento, típico da personalidade dele (Henry), ou frouxura, impediram que a solenidade reverberasse. O deputado, de perfil urbano, identificado com as causas da capital, só não será candidato se não quiser. Baleia Rossi disse que da parte da direção nacional não faltará oxigênio (apoio logístico, político e financeiro). Henry, entretanto, ainda não criou a chamada coragem cívica. (Magno Martins)
14/11/2019

Estratégia de migração de deputados do PSL para o Aliança esbarra em legislação eleitoral

Blog do Vicente A fundação do Aliança pelo Brasil aponta riscos ao futuro partido na Câmara. Isso porque a estratégia do advogado eleitoral da legenda, Admar Gonzaga, ex-ministro do TSE, se baseia no entendimento de que a criação de um novo partido abre uma janela partidária para que congressistas eleitos em sistema proporcional, no caso de deputados, possam migrar de um partido para qualquer outro. A tese, no entanto, é contestável. Para um especialista ouvido pelo Blog, esbarra na legislação eleitoral.  Diferentemente de senadores, prefeitos, governadores e do presidente da República, deputados não são “donos” de seus mandatos. Aliados de Bolsonaro calculam que, da bancada pesselista na Câmara, composta por 53 deputados, cerca de 30 devem ir para a futura legenda. Contudo, para que eles possam migrar para outra legenda sem uma punição do PSL, dependeriam de fatores específicos estabelecidos pelo artigo 22-A da Lei nº 9.096/1995, introduzido pela Lei nº […]
12/11/2019

Ciro: “O lulismo é uma bola de chumbo”

O Estado de S. Paulo – Pedro Venceslau, André Ítalo Rocha /Daniel Weterman  Dois dias depois do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursar para a militância em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e reacender a polarização política com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), candidato derrotado à Presidência em 2018, fez duras críticas ao petista, a quem chamou de “sem escrúpulo”. “Lula é um encantador de serpentes. A presunção dele é que as pessoas são ignorantes e que pode, usando fetiches, intrigas e a absoluta falta de escrúpulos que o caracteriza, navegar nisso. O mal que Lula está fazendo ao Brasil é muito grave e extenso”, afirmou. Ciro falou com jornalistas ontem à tarde, antes de uma palestra na universidade FMU, na capital paulista. O ex-ministro apoiou Lula pela primeira vez na eleição presidencial de 1989, quando era prefeito de Fortaleza, no […]
12/11/2019

Rodrigo Maia diz que não há diálogo com PT se Lula for candidato em 2022

O presidente da Câmara,Rodrigo Maia (DEM-RJ), falou sobre o discurso de Lula, após deixar a prisão, e apesar do ex-presidente afirmar que não seu sentimento não era de ódio, Maia considerou que foi um discurso “muito raivosa” e saiu em defesa de Jair Bolsonaro. “Foi um discurso muito raivoso, ruim. Ele é um ex-presidente da República, o presidente Bolsonaro não tem culpa pelos problemas que o Lula vive. É um discurso já politizando eleitoralmente e é ruim”, disse ele em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo. De acordo com Maia, “algumas pessoas ficaram preocupadas com a virulência do discurso e vão aguardar as próximas semanas”. “Como também são os primeiros dias, é aguardar e ver qual vai ser a ação dele nos próximos, para ver se vai ser em um caminho de inviabilizar, de atrapalhar o governo”, acrescentou, demonstrando de que lado está. Sobre a proposta de diálogo para evitar um avanço da extrema-direita […]