II “Forro do Bucho Chei” em João Alfredo…

Leia mais »

Dr. Marcos Araújo – Ginecologista obstetra…

Leia mais »

João Alfredo – Lagoa Funda terá nova Unidade Básica de Saúde…

A prefeita de João Alfredo, Maria Sebastiana (PSD), recebeu no final da tarde de ontem (11) a confirmação da liberação na ordem de R$ 663 mil, do Ministério da Saúde, destinados à Leia mais »

Venha pra TiConnect….

    Leia mais »

Autor de ataque na Catedral de Campinas é analista de sistema de 49 anos…

Policiais civis de Campinas identificaram o homem que atirou contra fiéis na Catedral Metropolitana da cidade: Euler Fernando Gandolpho tem 49 anos e é analista de sistema. Os documentos dele foram encontrados Leia mais »

Festival de Artesanato de Carpina reúne artesãos e artesãs da Mata Norte de Pernambuco…

Diário de Pernambuco

Um deleite de cores, formas e tradição para os olhos de quem visita o I Festival de Artesanato de Carpina e Região, realizado no Largo da Igreja de São Sebastião, no centro da cidade. O evento teve início neste domingo (9), em uma parceria entre a Associação das Mulheres Artesãs Divina Arte (AMADA), Sebrae e Prefeitura de Carpina, através de sua Secretaria de Turismo, Cultura e Desporto.

Participam do Festival artesãos e artesãs de Carpina e cidades como Paudalho, Timbaúba, Araçoiaba, Passira, Limoeiro, Feira Nova, Macaparana, Lagoa de Itaenga, Goiana e Salgadinho. Entre a grande variedade de produtos expostos é possível encontrar bonecas de pano, mamulengos, bordados, fantoches, bijuterias, roupas, brinquedos artesanais e quadros em óleo sobre tela, todos divididos em 24 stands.

“Carpina é uma cidade com grande potencial cultural. Vemos isso quando realizamos projetos como este e vemos o engajamento dos artistas, assim como o interesse da população. Nossa meta é desenvolver esse potencial e trazer de volta o brilho da cultura e tradições para nossa cidade”, disse o Secretário Municipal de Turismo, Cultura e Desporto, Samuel Higino.

No primeiro dia, o Bloco Lira de Carpina realizou uma bela apresentação cultural seguida por um desfile de moda com peças confeccionadas pelas rendeiras da AMADA. O festival seguirá até o dia 15 de dezembro, funcionando das 15h às 22h, nos dias de semana, e das 10h às 22h, no sábado, quando será o encerramento.

Sepultamento de Lourdes Moura será na tarde de hoje (10) em Surubim…

O corpo de Maria de Lourdes Moura da Silva –  “Lourdes da Prestação”, 64 anos, falecida às 12h10min de ontem no Hospital Otávio de Freitas em Recife, está sendo vela em sua residência na Avenida Severino Apúlio Cavalcanti (perto do hospital), em João Alfredo. A partir das 15hs o féretro seguirá para Surubim, onde será sepultado no Cemitério de São José, daquela cidade. 

Bastante querida por todos da “Cidade Feliz”, onde constituiu sua família composta de 4 filhos, 9 netos e 1 bisneto, Lourdes deixa um legado de ótima companheira, mãe, caridosa, religiosa e acima de tudo, amiga. Que Deus lhe dê um descanso eterno! (foto Facebook)

Costuras do secretariado de Paulo impactam na Alepe…

A reforma administrativa que o governador Paulo Câmara (PSB) promoverá, trazendo deputados estaduais para auxiliar seu segundo mandato – conforme informações de bastidores – está estrategicamente ligada a uma reformulação dos espaços do governo na Assembleia Legislativa (Alepe). O rearranjo, no entanto, tem como norte o fortalecimento das hostes socialistas visando à eleição de 2020, na qual o partido pretende angariar o comando de municípios estratégicos, como Petrolina e Garanhuns – hoje na mão de opositores.

O nome do deputado Lucas Ramos (PSB) surge como opção tanto para a liderança do governo, quanto para a presidência da Comissão de Finanças – cuja importância advém do seu papel na apreciação do orçamento do Estado. Ramos deverá disputar a Prefeitura de Petrolina e precisará de estrutura para confrontar a popularidade do prefeito – e opositor do Palácio – Miguel Coelho (PSB). A dança das cadeiras que deverá retirar socialistas da Alepe trará, naturalmente, o primeiro suplente Sivaldo Albino (PSB). Albino pode ser o candidato do Palácio à Prefeitura de Garanhuns, para vencer o sucessor do gestor opositor Izaías Régis (PTB). 

A expectativa é que Paulo Câmara convoque, pelo menos, dois nomes para o seu secretariado da Alepe. A prioridade será a coligação formada por MDB, PSB e PSD. São cotados os nomes dos deputados estaduais Rodrigo Novaes (PSD) e Aluísio Lessa (PSB). Na cota do Solidariedade, o federal Augusto Coutinho (SD) pode ser convocado para abrir espaço para Kaio Maniçoba na suplência, mas o estadual Alberto Feitosa (SD) também poderia voltar para a Prefeitura do Recife. Outra costura cogitada é puxar o deputado Rogério Leão (PR) para o secretariado, contemplando o PR sem afastar o deputado federal Sebastião Oliveira de Brasília. O intuito é manter Oliveira próximo à cúpula do PR para evitar que a sigla vá para a oposição, com o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR).

Na bancada do PSB, há correntes que defendem que a legenda deve ficar com a presidência, seguindo o princípio da proporcionalidade. Esse preceito, contudo, vem sendo negociado ao longo das últimas legislaturas e a tendência é que, agora, mesmo com o PP sendo a segunda bancada, Eriberto Medeiros (PP) prevaleça no cargo. Chefiar o Poder Legislativo, nesse sentido, será um gesto significativo ao PP, que calculava ser a maior bancada na Alepe, mas teve seu desempenho abaixo do PSB. Além disso, seguindo um costume dos tempos de Eduardo Campos, o governador ainda pode justificar a perda de influência do PP na administração estadual como consequência da diminuição do partido na Esplanada dos Ministérios, no Planalto. Logo, inicialmente, o comando da Alepe estará “de bom tamanho”. 

O PSB também tem disputas internas sobre a 2ª Vice-Presidência, desejada por Simone Santana e Aglailson Victor. A inclinação, todavia, está para Simone, uma vez que Victor terá o primeiro mandato. A 1ª Vice-Presidência, que deve ficar com o PSC, é requerida entre Governo e Oposição, já que Guilherme Uchôa Junior é aliado do Palácio e Manoel Ferreira é opositor. Nesse caso, a experiência de nove mandatos de Ferreira deve destacá-lo para a vaga. A 1ª Secretaria deve ser disputada pelo líder governista, Isaltino Nascimento (PSB), e por Clodoaldo Magalhães (PSB), que hoje preside a Comissão de Finanças. Caso Isaltino deixe a liderança do governo, cogita-se Waldemar Borges (PSB) – hoje presidente da Comissão de Justiça – ou Aluisio Lessa. (Folha de Pernambuco)

Nova deputada contra o filho do presidente eleito…

A deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL-SP) estuda processar o senador eleito Major Olímpio. Ele a acusou de vazar conversas de um grupo de WhatsApp do qual ambos fazem parte. Os diálogos expunham uma briga com o deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), filho de Jair Bolsonaro.

“O Olímpio é completamente maluco”, rebate ela. Chamada de “sonsa” por Eduardo, Joice diz que nada afeta o apoio que dá ao presidente eleito.

 “É mais fácil o Bolsonaro dar uma chinelada na bunda do moleque [Eduardo] do que eu romper com o governo. Vou defender o Jair apesar dos rompantes do filho dele”, afirma Joice.

Ela diz também que mantém a pretensão de disputar a liderança do PSL na Câmara. “Estou mais candidata do que nunca”, afirma. (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)

Semana decisiva…

Por Arthur Cunha – especial para o Blog do Magno

Esta semana que se inicia será decisiva para a montagem do novo secretariado do governador Paulo Câmara. O socialista está debruçado sobre a questão. Até a próxima sexta-feira, pretende já está com todos os nomes definidos. Eles serão anunciados de uma vez só. O final de semana foi de articulações – Câmara tem conversando com interlocutores dos partidos da base que ocuparão as pastas. Alguns convites já foram feitos, inclusive. Hoje, o mandatário seguirá fazendo conversas.

Terão, com certeza, espaço no primeiro escalão estadual o PCdoB, PT, PSD, PP e o MDB ligado ao senador eleito Jarbas Vasconcelos. As dúvidas – conforme esta coluna antecipou há quase duas semanas – ficam em relação ao PR, que vai sair do controle do deputado federal Sebastião Oliveira para o prefeito (ainda?) oposicionista de Jaboatão, Anderson Ferreira; e o SD, de Augusto Coutinho – esse será contemplado, só não se sabe se no primeiro escalão.

Também já se sabe que nomes ligados ao governador serão aproveitados no time, a exemplo de Zé Neto, Márcio Stefanni, Nilton Mota, Fred Amâncio, Roberto Tavares, Marcelo Barros e André Campos. E ainda o deputado federal eleito João Campos, que pode ocupar uma secretaria. Cogita-se Turismo, Educação ou uma pasta a ser reconfigurada, onde ficariam as principais obras do governo.

O fenômeno Gleide Angelo também pode ser convocada para uma Secretaria da Mulher com outro perfil, englobando, entre outras atribuições, as da Delegacia da Mulher. A semana será de muita agitação nos bastidores da Frente Popular.

Mudança na lei favorece prefeituras ineficientes…

Fernando Canzian – Folha de S.Paulo

O projeto que flexibiliza a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) para municípios que tiverem perda de arrecadação vai beneficiar principalmente as prefeituras que mais contrataram funcionários nos últimos anos e que tendem a ser as menos eficientes nas áreas de saúde, educação e saneamento.

Aprovado na Câmara e pendente da sanção presidencial, o projeto de lei complementar 270/2016 livra as prefeituras que ultrapassarem o limite de 60% da receita com servidores de punições previstas na LRF.

Na prática, ajudará municípios que contrataram servidores em massa nos últimos anos, assumindo despesas permanentes a partir de receitas variáveis, como de royalties de petróleo.

Cubanas pedem ajuda à OAB para obter refúgio no Brasil…

Estadão Conteúdo

Quatro médicas que atendiam a população de Nova Odessa (SP) pelo programa Mais Médicos protocolaram na quinta-feira pedidos de refúgio no Brasil. As profissionais não cumpriram a convocação de Cuba para retornar à ilha e, lá, são consideradas desertoras.

Segundo o presidente da subsecção local da Ordem dos Advogados do Brasil, sem apoio das prefeituras onde trabalharam, esses médicos estão batendo às portas da OAB para pedir ajuda. “Algumas cidades fizeram jantares de despedida para os cubanos, disseram que iam apoiar, mas viraram as costas para aqueles que ficaram aqui. Mesmo os que constituíram família não podem exercer a profissão porque não estão sendo readmitidos no Mais Médicos e não têm sequer Carteira de Trabalho para tentar outro ofício”, disse Alessandre Pimentel.

Das oito cubanas que atendiam nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Nova Odessa, cinco decidiram ficar no País, mas só uma se casou e regularizou a situação de permanência. Para não serem consideradas clandestinas, a OAB encaminhou os pedidos de refúgio das outras quatro à Polícia Federal, em Piracicaba (SP). “Se forem para Cuba, vão sofrer retaliações. Há orientação do governo cubano de que o médico chamado de volta que não atende à convocação fica oito anos proibido de entrar em Cuba. As autoridades cubanas consideram-nos desertores.”

A cubana Liseti Aguilera, uma das solicitantes, disse que quer revalidar o diploma de médica obtido em Cuba e trabalhar em atenção básica no País. “Vim com a maior boa vontade e encontrei um povo amigo. Quero muito ficar, mas preciso de trabalho até poder fazer a prova.” Suleidys Gonzales, outra cubana, disse que não vai voltar à ilha pela ligação com os pacientes que atendeu em Nova Odessa. “Somos quase como família.”

Em nota, a prefeitura de Nova Odessa informa ter providenciado transporte e acompanhado as cinco médicas que foram requerer a Carteira de Trabalho anteontem. O prefeito Benjamin Vieira (PSDB), diz o texto, entrou em contato com o Ministério das Relações Exteriores para discutir o caso.

Pelo Estado. Em outras cidades, cubanos que se casaram e decidiram ficar no País também enfrentam problemas. “Estamos sendo discriminados, pois saiu edital (para suprir o quadro do Mais Médicos) para os que já têm o CRM (registro no Conselho Regional de Medicina) e outro para formados no exterior. Estão dando prioridade para brasileiros que se formaram no exterior e excluindo a nós, cubanos, que já estávamos trabalhando há três anos, sem reclamação de ninguém”, disse a cubana Lissete Quiñonez, de São Miguel Arcanjo (SP).

Hoje:

10 de dezembro é o 344.º dia do ano no calendário gregoriano (345.º em anos bissextos). Faltam 21 para acabar o ano.

  • 741 – É eleito o Papa Zacarias.

  • 1510 – Goa rende-se às forças portuguesas comandadas por Afonso de Albuquerque.

  • 1520 – Martinho Lutero queima, em Wittenberg (Alemanha), a bula de excomunhão Exsurge Domine, decretada contra ele pelo papa Leão X.

  • 1652 – Vitória Holandesa na Batalha de Dungeness na Primeira Guerra Anglo-Holandesa.

  • 1815 – Criação do concelho do Cartaxo.

  • 1825 – O Brasil e as Províncias Unidas (atual Argentina) entram em guerra.

Continua…

Reflexão do dia…

Fragmento Bíblico…

Bolsonaro será diplomado Presidente amanhã no TSE com forte esquema de segurança…

O Tribunal Superior Eleitoral estima em 700 pessoas o total de autoridades, convidados e jornalistas presentes na diplomação de Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão nesta segunda-feira (10).

A diplomação terá forte esquema de segurança pela presença do presidente eleito.

Fora do plenário, onde ocorre a cerimônia, a Corte reservou os outros dois auditórios do subsolo para acomodar os convidados. Haverá transmissão ao vivo pela internet e TV Justiça, a partir das 16h.

Líder do “Endireita Brasil” será ministro do Meio Ambiente…

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou a escolha do advogado Ricardo Salles para ser ministro do Meio Ambiente. Ele informou a indicação através de publicação em sua conta oficial no Twitter.

Filiado ao partido Novo, Ricardo de Aquino Salles lidera o movimento Endireita Brasil e foi secretário estadual do Meio Ambiente em São Paulo na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB). Neste ano, candidatou-se a deputado federal, porém, não conseguiu ser eleito. Após ser eleito, Bolsonaro cogitou extinguir a pasta. A informação foi antecipada pelo BR18.

Escolhido para ser ministro do Meio Ambiente, o advogado Ricardo Salles disse ao “Broadcast Político” que seu papel à frente da pasta será defender o meio ambiente e respeitar o setor produtivo. Para Bolsonaro, o ministério precisa se aproximar dos ruralistas. O presidente eleito já defendeu acabar com o que chama “indústria de multas” no Ibama(Instituto Brasileiro do Meio Ambiente) e no ICMbio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

“Defender o meio ambiente e ao mesmo tempo respeitar todos os setores produtivos do Brasil é o que sintetiza muito nosso sentimento”, disse Ricardo Salles, após ser confirmado para o cargo. Nesta segunda-feira, 10, ele irá a Brasília começar a trabalhar na equipe de transição do governo eleito. (Portal Terrra)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo