Opinião: Saída de aliados é efeito-colateral da estratégia de nacionalizar campanha
16/05/2022
Opinião: Disputa pelo Senado começa a ganhar forma com os nomes colocados 
16/05/2022

Em pleito indireto, aliado de Lula e Renan é eleito governador de Alagoas

Congresso em Foco – Paulo Dantas, do MDB, foi eleito governador de Alagoas, ontem, em um pleito indireto realizado na Assembleia Legislativa do estado. O vice-governador eleito é José Wanderley Neto. A chapa eleita teve 21 votos, em maioria absoluta. A Assembleia Legislativa de Alagoas tem 27 parlamentares. 
Os novos mandatários exercerão os cargos até o dia 31 de dezembro de 2022, o que se chama de “mandato-tampão”, com validade apenas pelo período que faltava para conclusão do mandato de seus antecessores.
“Vamos trabalhar duro para dar continuidade ao que já foi feito, tenho certeza de que o governo de Alagoas está preparado. Nunca foi feito tanto, nunca se investiu tantos recursos, mas temos que investir em áreas também como turismo, para conseguirmos mais empregos”, disse Paulo Dantas após o resultado da votação.
A eleição indireta no estado ocorreu porque o então governador Renan Filho (MDB) renunciou no início deste ano para concorrer às eleições de outubro. Já o vice dele, Luciano Barbosa (MDB), havia deixado o cargo para assumir a prefeitura de Arapiraca. O terceiro na linha sucessória, o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Marcelo Victor (MDB) também recusou a cadeira porque vai concorrer à reeleição.
O governo vinha sendo exercido interinamente pelo presidente do Tribunal de Justiça, Klever Loureiro.
Sub Judice
A eleição deste domingo aconteceu sub judice. Ela deveria ter sido realizada no dia 2 de maio, mas o PSB, partido do prefeito de Maceió, JHC, apelou à Justiça e contestou as regras definidas pela Assembleia para a eleição indireta, como a não exigência de chapa para governador e vice ou de filiação partidária. O caso foi parar no Supremo a pedido do PP.
JHC é aliado do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ambos apoiam a candidatura do senador Rodrigo Cunha (União-AL) ao governo em outubro.
Adversário de JHC e Lira, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), pai do ex-governador, tem como candidato o deputado estadual Paulo Dantas (MDB) para as duas eleições: a indireta, hoje, e a direta, em outubro. O grupo de Lira tenta impedir o mandato-tampão de Dantas por entender que, no comando do estado, ele terá mais força para disputar no fim do ano. O partido dele, o MDB, tem 17 das 27 cadeiras da Assembleia.
Nas redes sociais, Calheiros comemorou a eleição do aliado. Segundo ele, a disputa alagoana foi um “ensaio” derrotado do que será em outubro.
“Depois dos ensaios golpistas, Alagoas tem um governador. Por 21, em 25 votos, Paulo Dantas é o novo chefe do Executivo. Alagoas foi um ensaio derrotado. Em outubro ninguém impedirá a escolha do presidente, governador, senador e deputados”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.