Raquel Lyra participa de debate com intelectuais do Recife
18/06/2022
Mesmo sem confirmados ainda, Armando e Mendonça são os preferidos para o Senado
18/06/2022

Sebá, o vice de Marília 

Por Magno MartinsDudu da Fonte, principal liderança do PP no Estado, disse, ontem, ao blog, que não deu definiu ainda se apoia Marília Arraes ou Danilo Cabral, respectivamente, pré-candidatos a governador pelo Solidariedade e PSB. “Ainda há muito tempo”, afirmou. Se Dudu não se decidiu, posição diferente tomou o deputado federal Sebastião Oliveira, líder do Avante na Câmara dos Deputados.
No próximo domingo, antes do Arraiá que promove em Serra Talhada, no início da noite, Sebá dará uma coletiva no hotel São Cristóvão, na própria Serra, seu principal reduto eleitoral. Lá, ao lado de Marília e do deputado federal André de Paula (PSD), pré-candidato ao Senado, confirmará que aceitou o convite de Marília para fechar a sua chapa como candidato a vice-governador.
Sua vaga na Câmara dos Deputados será disputada pelo seu irmão, o advogado Waldemar Oliveira, o Dema, presidente estadual do Avante. A assessoria de Sebá e de Marília já distribuíram o convite oficial da coletiva para a mídia estadual, o que põe abaixo qualquer especulação que ainda esteja indeciso, como se dá, no momento, com o aliado Dudu da Fonte, com quem havia acertado marchar unido com Marília.
Sebá não chega em voo solitário ao palanque de Marília. Carrega todo o seu grupo político, formado por 17 prefeitos, uma penca de ex-prefeitos, grande número de vereadores, além de lideranças municipais. Na condição de vice de Marília, em Serra Talhada terá em seu palanque um velho adversário, para quem já perdeu uma disputa pela Prefeitura: o ex-prefeito Luciano Duque.
Ex-petista, prefeito de Serra por dois mandatos, Duque seguiu Marília na filiação ao Solidariedade e pelo mesmo partido disputa uma vaga na Assembleia Legislativa. Pelos prognósticos de quem conhece a política sertaneja, o ex-prefeito deve ser um dos mais votados do Estado na disputa proporcional.
Adesão em Abreu e Lima – Ao anunciar, ontem, apoio ao projeto de Marília Arraes, o ex-prefeito de Abreu e Lima, Jerônimo Gadelha, e sua filha Katiana Gadelha, que disputou a Prefeitura na eleição passada, disse que a pré-candidata do Solidariedade ao Governo de Pernambuco representa o futuro do Estado. “Ela será eleita a primeira mulher governadora do Estado”, afirmou. Jerônimo e Katiana estiveram juntos com Eduardo Campos em 2006, na primeira vitória do ex-governador para o Palácio do Campo das Princesas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.