Pernambucana vence concurso de Miss nacional
22/05/2021
Anderson Ferreira cumpre agenda no Agreste
22/05/2021

Rua do Bom Jesus disponível apenas para pedestres a partir da segunda-feira

Diário de Pernambuco
O acesso à Rua do Bom Jesus, no Recife Antigo, ficará disponível apenas pedestres a partir da próxima segunda-feira (24). O local, considerado a terceira rua mais linda do mundo, pela revista norte-americana Architectural Digest, terá foco na mobilidade dos pedestres. De acordo com a Secretaria de Política Urbana e Licenciamento (Sepul) e a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), para viabilizar a mobilidade no trânsito com a pedestrianização da Rua do Bom Jesus, haverá inversão no sentido da circulação das ruas da Guia, Dona Maria César e João Domingos Martins.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, destaca a importância da implantação. “A CTTU tem investido cada vez mais na segurança viária dos pedestres e, agora, com o levantamento de que são as principais vítimas fatais no trânsito, os nossos esforços em educação para o trânsito e desenho das vias vão ser ainda mais dedicados nesse público. Pedestrianizar a Rua do Bom Jesus não é apenas uma atitude para ficar mais próximo da beleza da rua, mas para viver uma experiência diferenciada de mobilidade urbana sustentável”, destaca a gestora.

A intervenção no local, segundo a secretaria, foi ancorada a partir dos dados do Comitê Municipal de Acidentes de Trânsito (Compat), que gerou a publicação do Relatório Preliminar de Vítimas Fatais no Recife, indicando o perfil das pessoas que morrem no trânsito da cidade entre os anos de 2017 a 2019. Dessas, 46% são pedestres e 36% são motociclistas, 80% são homens e 35% têm entre 20 e 39 anos.

“O relatório preliminar de vítimas fatais é um marco importante para divulgar os dados sobre os sinistros de trânsito e é uma das estratégias para conscientizar as pessoas sobre os riscos no trânsito. Sabemos que as intervenções nos espaços públicos são essenciais, mas queremos também fomentar a responsabilidade compartilhada com a sociedade civil, porque se todos respeitarem os mais vulneráveis no trânsito, conseguiremos salvar mais vidas”, explica Amanda Maria da Conceição, coordenadora de dados da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária no Recife.

No Recife, os que andam a pé representaram 46% das vítimas fatais de sinistros de trânsito entre 2017 e 2019, o dado é da publicação do Relatório Preliminar de Vítimas Fatais, publicado pela PCR, com informações do Comitê Municipal de Acidentes de Trânsito (Compat) e organização da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária, que é parceira da cidade e referência mundial sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.