Armando Monteiro disputará o Senado
07/07/2022
Arquivo Fotográfico
07/07/2022

Kassab fecha com Tarcísio e aliança com França naufraga

Os ministros Tarcísio Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) se filiaram ao Republicanos. Tarcísio é a aposta do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), para o governo de São Paulo. Damares deve disputar uma cadeira no Senado pelo estado do Amapá. Alem dos novos filiados estavam presente a primeira Dama Michelle Bolsonaro, o deputado Marcos Pereira e o Vice-presidente Hamilton Mourão. O evento foi realizado no Centro Internacional de Convenções, em Brasilia. .| Sérgio Lima/Poder360 28.mar.2022

Poder 360 – O presidente do PSD, Gilberto Kassab, decidiu apoiar Tarcísio de Freitas (Republicanos) para o governo de São Paulo. O ex-ministro é o nome do presidente Jair Bolsonaro (PL) no Estado. O partido indicará o ex-prefeito de São José dos Campos (SP) Felício Ramuth para ser o vice na chapa. Ramuth chegou a ser lançado pelo PSD pré-candidato ao governo estadual, mas Kassab vinha negociando a entrada da sigla tanto no grupo de Tarcísio quanto na chapa de Márcio França (PSB). Havia também a possibilidade, ainda que em menor grau, de ele apoiar a candidatura de Fernando Haddad (PT). 
A decisão será anunciada em reunião do partido, amanhã, em São Paulo. A reportagem apurou que uma “maioria expressiva” dos dirigentes locais da sigla apoiaram a composição.  Além disso, o PSD deverá ficar neutro na disputa nacional. Com integrantes bolsonaristas e lulistas, a avaliação desde o início da pré-campanha que não teria como apoiar nenhum candidato no 1º turno. Havia, no entanto, uma expectativa de que o partido pudesse se alinhar ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em um eventual 2º turno.
As conversas entre Kassab e França estavam em andamento até o início desta semana. Pressionado, o ex-governador de São Paulo chegou a um acordo com o PT no domingo e decidiu que desistirá da disputa e apoiará Haddad. Ele deverá ser o candidato ao Senado na chapa petista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.