Bom Jardim/PE- Boletim atualizado/covid-19 / 14 de abril de 2020
14/04/2020
Prefeitura decreta novas medidas restritivas em João Alfredo
14/04/2020

Com 1.284 casos confirmados e 115 mortes, estado faz apelo à população: ‘Acreditem na gravidade da situação’

Diário de Pernambuco

Com a ocupação de leitos dos novos leitos de UTI criados para a Covid-19 variando entre 80% e 90%, o secretário estadual de Saúde, André Longo, fez um apelo, nesta terça-feira (14), para que os pernambucanos mantenham o distanciamento social. Na tarde desta terça, a ocupação dos 204 leitos de UTI do estado exclusivos para o novo coronavírus era de 88%, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde(SES-PE). “Acreditem na gravidade da situação. Não alimentem falsas esperanças. O vírus não tá indo embora”, disse o secretário. Dos 1.284 casos confirmados no estado, 425 são profissionais de saúde. Pernambuco totaliza 115 mortes por Covid-19.

Entre os dias 20 e 23 de março, a taxa de ocupação de leitos de UTI no estado era de 49%. Atualmente, mesmo com a abertura de novas vagas, o índice tem variado entre 80% e 90%, às vezes superando a marca dos 90%, segundo André Longo. “Nos últimos 30 dias, abrimos 467 novos leitos, sendo 204 de UTI. É um recorde na saúde pública no estado, mas a velocidade da doença pode comprometer esse esforço”, afirmou o secretário.

Nesta terça, dos 204 leitos de UTI abertos, 180 estavam ocupados. A ocupação média dos novos leitos está em 74% com pacientes com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave, suspeitos e confirmados da Covid-19. Leitos de enfermaria têm ocupação de 64% e de UTI, 88%.

Um hospital privado, localizado na Zona Sul do Recife, que estava desativado desde 2018, foi requisitado administrativamente pelo governo de Pernambuco. A unidade está passando por reformas e abrirá os primeiros leitos ainda esta semana, passando a compor a rede estadual de saúde, atuando de forma dedicada, exclusivamente, para a atenção aos pacientes com a Covid-19. Ao todo, a estrutura contará com 230 leitos, sendo 100 de UTI. Hospitais de campanha serão abertos em três cidades do interior do estado. 

Em nota, a SES-PE informa que o governo de Pernambuco “continua monitorando, por meio do Gabinete de Crise, comandado pessoalmente pelo governador Paulo Câmara, a evolução da doença no estado e no Brasil, e a partir da necessidade, essa rede será incrementada, seja com a contratação de leitos junto à rede privada, seja com novos leitos na rede própria”.

Há três semanas, a média de internações por Síndrome respiratória aguda grave (Srag) era de 21 por dia. Agora, são cerca de 45 diariamente. “Cada um dos pernambucanos pode fazer a sua parte para a capacidade atual do sistema não transbordar. Você pode adoecer e não ter um leito, seja na rede pública ou privada”, enfatizou Longo. Nas UTIs do estado, 63 pacientes têm diagnóstico fechado que confirma a Covid-19. Outros 117 tem Srag e aguardam resultado de exame para o novo coronavírus ou tiveram a condição provocada por outro agente.

Entre essa segunda-feira (13) e esta terça, foram abertos mais 37 leitos de UTI. “Tentamos estar sempre um passo à frente do vírus. Seguimos um cronograma que envolve uma série de ações e que tem como prioridade a abertura de novos leitos diariamente”, pontuou o secretário estadual de Saúde.

O médico Demetrius Montenegro, chefe do setor de Infectologia do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), explicou ainda que o tempo de permanência dos pacientes nos leitos gera uma necessidade de manutenção das medidas de distanciamento social. Segundo ele, o tempo médio de ocupação nas enfermarias é entre cinco e sete dias. Nas UTIs, porém, o tempo salta para 21 dias. “O leito fica preso por um tempo prolongado, por isso, as pessoas precisam continuar em casa e caso apresente qualquer sintoma gripal, se isolar”, ressaltou.

Números

No boletim epidemiológico desta terça-feira, Pernambuco confirmou mais 130 novos casos da Covid-19. Com isso, o estado totaliza 1.284 ocorrências do novo coronavírus. Desses, 773 estão em isolamento domiciliar e 328 internados, sendo 63 em UTI e 265 em leitos de enfermaria. O mais recente boletim aponta 68 pacientes já recuperados da doença.

Foram confirmadas laboratorialmente 13 novas mortes, sendo 10 mulheres e três homens, ocorridas entre os dias 3 e 13 deste mês. Os pacientes que foram a óbito tinham idades entre 45 e 95 anos. Agora, o estado totaliza 115 mortes pela Covid-19.

Sobre o fato de o número de óbitos ser superior ao de recuperados em Pernambuco, o secretário estadual de Saúde explicou que isso se deve ao fato de ser necessário aguardar os 14 dias de quartentena do paciente, além de 72 horas sem novos sintomas. “O tempo entre a confirmação e a constatação da cura é de mais de 15 dias. A tendência é não conseguirmos acompanhar todas as recuperações. Além disso, não são testados os casos leves, ou seja, as curas são de pessoas que tinham algum agravamento. O acúmulo de óbitos acaba sendo maior ao longo do tempo”, esclareceu.

Até agora, os casos confirmados estão distribuídos por 58 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha e de ocorrências de pacientes de outros estados e países. Dos casos confirmados no estado, 736 pacientes são mulheres (57,3%) e 548 (42,7%) são homens. Dos óbitos registrados em Pernambuco, 65 eram homens (56,5%) e 50 eram mulheres (43,5%).

Profissionais de saúde

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 425 casos foram confirmados e 358 descartados. As testagens abrangem os profissionais de todas unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal), ou privadas. Pernambuco foi o primeiro estado brasileiro a criar um protocolo para testar os profissionais da área da saúde.

Testes

Ao todo, Pernambuco já realizou 4.244 testes da Covid-19. Desses, 3.290 foram feitos pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) e 954 por laboratórios privados. Nas últimas 24 horas, foram realizados 320 testes, sendo 278 pelo Lacen-PE e 42 por unidades privadas. Como o estado tem 1.284 casos confirmados, significa que 2.960 casos suspeitos da Covid-19 foram descartados no estado.  

Os óbitos confirmados no novo boletim do estado foram:

1 –
 Mulher, 85 anos, Moreno, óbito em 10 de abril, histórico de hipertensão e diabetes

2 – Homem, 50 anos, Olinda, óbito em 10 de abril, histórico de hipertensão e diabetes

3 – Mulher, 68 anos, Cabo de Santo Agostinho, óbito em 3 de abril, histórico de hipertensão e diabetes

4 – Mulher, 88 anos, São Lourenço da Mata, óbito em 11 de abril, histórico de obesidade e asma

5 – Mulher, 76 anos, Jaboatão dos Guararapes, óbito em 12 de abril, histórico de hipertensão, diabetes e cardiopatia

6 – Mulher, 65 anos, Timbaúba, óbito em 13 de abril, histórico de hipertensão, diabetes e acidente vascular encefálico

7 – Mulher, 68 anos, Recife, óbito em 7 de abril, histórico de hipertensão e asma

8 – Mulher, 53 anos, Cabo de Santo Agostinho, óbito em 13 de abril, histórico de tabagismo e hepatomegalia (aumento do fígado)

9 – Mulher, 47 anos, Camaragibe, óbito em 5 de abril, histórico de hipotireoidismo e artrite reumatoide

10 – Mulher, 95 anos, Recife, óbito em 3 de abril, sem relatos de

comorbidades

11 – Homem, 81 anos, Carnaíba, óbito em 12 de abril, histórico de hipertensão e acidente vascular cerebral

12 –
 Homem, 57 anos, Recife, óbito em 10 de abril, sem relatos de

comorbidades

13 –
 Mulher, 63 anos, Recife, óbito em 12 de abril, histórico de hipertensão e diabetes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.