Pesquisa Ipec governo do Rio: Castro tem 19%; Freixo, 13%; Crivella, 10%. Romário lidera para o senado
24/07/2022
Papa Francisco inicia ‘peregrinação penitencial’ no Canadá por abusos da Igreja
24/07/2022

Avante lança candidatura de André Janones à Presidência da República

O Avante oficializou ontem (23) a candidatura de André Janones para a Presidência da República. O anúncio foi feito durante convenção nacional do partido, realizada no Grande Teatro do Minascentro, em Belo Horizonte. Essa é a primeira vez que Janones tentará assumir o posto de presidente.
Em seu discurso na convenção do partido, Janones destacou que o eixo central do seu programa de governo é a redução da desigualdade social no país. “Hoje, temos um projeto que contempla todas as áreas, saúde, segurança, educação, agro. Todas as áreas e com a mesma mensagem: a diminuição da desigualdade social no país, a diminuição da distância entre os mais ricos e os mais pobres”.
André Janones defende o retorno do auxílio emergencial no valor de R$ 600 mensais, além de uma reforma tributária ampla, que taxe lucros e dividendos, institua o Imposto sobre Grandes Fortunas (IGF), tribute menos o consumo e mais a renda, além de conceder isenção para quem tem salários de até R$ 5 mil. “A classe média está pagando o auxílio do mais pobre. Em vez de a classe média puxar o mais pobre lá de baixo [para cima], ela está indo junto”.
O Avante ainda não definiu o candidato a vice-presidente. O partido tem até o dia 15 de agosto para registrar a candidatura, conforme calendário definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Perfil
Natural de Ituiutaba (MG), André Luis Gaspar Janones trabalhou como cobrador de ônibus e como escrevente no Tribunal de Justiça de Minas Gerais antes de ser formar em direito e abrir seu próprio escritório, em 2008. Candidatou-se a prefeito de Ituiutaba em 2016, mas não foi eleito. Em 2018, durante greve dos caminhoneiros, Janones acabou se tornando uma espécie de porta-voz do movimento, com vídeos transmitidos da BR-365 para as redes sociais. O episódio o colocou em evidência e, em 2019, foi eleito deputado federal por Minas Gerais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.