Volta Lula !!!
13/05/2014
João Paulo acusa Frente Popular de uso da máquina pública…
13/05/2014

Visita de Dilma a Cabrobó dura cerca de 15 minutos…

20140513045740_cv_dilmafolha_gde

A visita da presidente Dilma Rousseff (PT) a Cabrobó, no Sertão do São Francisco, na tarde desta terça-feira (13), durou apenas quinze minutos. Isso porque houve uma grande manifestação organizada por estudantes e índios trukás que interditou um trecho da BR-428. O acesso à rodovia foi fechado por volta das 14h e não há previsão de liberação.  Em função do protesto, motoristas enfrentam um engarrafamento de aproximadamente 20 quilômetros.

A presidente chegou ao canteiro de obras do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco de helicóptero, vinda de Juazeiro (CE). Ao descer da aeronave, acompanhada do ministro da Integração Nacional, Fernando Teixeira, Dilma cumprimentou os cerca de 400 trabalhadores que atuam no canteiro, saudou o governador João Lyra Neto (PSB) e, em seguida, deixou o município, nesta que foi, sem dúvida, a mais rápida visita de um presidente da República a Pernambuco.

Estação de Bombeamento 1 – A agenda da presidente Dilma Rousseff no município de Cabrobó, no Sertão de Pernambuco, seria para vistoriar as obras da Estação de Bombeamento 1 do Eixo Norte da Projeto de Integração do São Francisco. A obra, que possui 140 quilômetros de extensão, vai captar água do Rio São Francisco, em Cabrobó, e levar o líquido até a cidade de Jati, no Ceará.

De acordo com a presidente, o andamento das obras da transposição encontram-se hoje em 65,4%.

Considerada a maior obra hídrica do país, o Projeto de Integração do São Francisco figura hoje na lista dos 50 maiores programas de infraestrutura em execução no mundo. Orçada inicialmente em R$ 4 bilhões, o equipamento, quando concluído, em 2015, terá custado cerca de R$ 8 bilhões.

A expectativa é que sejam beneficiados 12 milhões de habitantes em 390 cidades de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e Ceará. (Magno Martins)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.