Arquivo Fotográfico
21/05/2014
Café Poético com Dimas Santos…
21/05/2014

Questão proporcional aproxima PP da Frente Popular…

pp

Comandado em Pernambuco pelo deputado federal Eduardo da Fonte, o PP vai fechando suas contas para definir o caminho que seguirá nas eleições estaduais. E a questão proporcional tem, segundo informações do bastidor, aproximado a legenda da Frente Popular de Pernambuco, que apresenta a postulação do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB). Com o provável ingresso dos progressistas, o campo governista trabalharia com a possibilidade de eleger até 20 nomes para a Câmara Federal. O que abriria espaço para a eleição de outros postulantes do PP, além do próprio Eduardo da Fonte – que é apontado como um daqueles com grande potencial de voto.

A chapa proporcional que apoiará a postulação do senador Armando Monteiro Neto (PTB), nas contas feitas também nos bastidores, teria o horizonte da eleição de, no máximo, dez deputados federais. Esse cálculo preocupa nomes como o do deputado Roberto Teixeira, que não vislumbra uma votação acima da casa dos 50 mil votos.

Há a avaliação nas coxias do PP de que a Frente Popular de Pernambuco conta com cerca de 13 pré-candidatos a deputado federal que devem ultrapassar a faixa dos 100 mil votos, restando algo em torno de sete vagas para serem disputadas por mais ou menos dez nomes. Como do lado de Armando Monteiro Neto, não há um indicativo claro do potencial eleitoral da maioria dos seus apoiadores, os progressistas estão temerosos sobre o sucesso de suas postulações.

Caso feche com Paulo Câmara, no entanto, o PP seguirá na defesa pela reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). Ou seja, seria o primeiro caso no País de uma “dobradinha” que contempla PSB e PT.  A definição só deverá ser anunciada por volta do dia 10 de junho, cinco dias antes da convenção da Frente Popular de Pernambuco.

ALEPE

No que diz respeito à chapa proporcional estadual, o PP segue discutindo apenas a composição de uma chapinha. Atualmente, a legenda conta com três deputados de mandato. A projeção do partido é reelegê-los e conquistar pelo menos mais uma cadeira. (Blog da Folha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.