João Alfredo: morre Dedim Silva
24/06/2021
Responsabilização de Bolsonaro está mais próxima, avalia CPI
24/06/2021

Prefeita garante espaço para instalação de Universidade em Surubim

Correio do Agreste
A prefeita de Surubim, Ana Célia Farias (PSB), em reunião virtual realizada no dia 22, com representantes da Comissão Pró Universidade, confirmou que a municipalidade garantirá o local necessário para a implantação do campus de uma universidade pública no Agreste Setentrional de Pernambuco.
Além da garantia do terreno e disponibilização de espaços para a instalação de cursos de ensino superior, Ana Célia disse que o município arcará com o pagamento e custeio de seguranças e serviços gerais do campus.
Serão pelo menos 19 municípios beneficiados diretamente que contam com uma população superior a 530 mil pessoas. Quanto aos alunos, somente de Surubim, cerca de 800 diariamente se deslocam em ônibus para regiões como  a Mata Norte, Mata Sul e Agreste Central para frequentarem cursos universitários, expondo suas vidas e comprometendo a qualidade do aprendizado.
A microrregião do Agreste Setentrional é a única em todo o estado de Pernambuco onde não existe sequer uma instituição de ensino presencial pública, quer seja universidade estadual, universidade federal ou um instituto federal.
Isso está sendo compreendido como uma discriminação inadmissível no direito ao ensino superior público pelos moradores da região. Eles sentem-se desconfortáveis por terem sido excluídos do processo de interiorização do ensino superior, mesmo tendo contribuído no cenário político com secretários de educação estadual, deputados estaduais, federais e até com senador da República.
A prefeita Ana Célia, acompanhada pelo seu vice Edigar Leal, assegurou que essa página ficará no passado. Surubim escreverá uma nova história na região a partir de unidades de ensino universitário público e presencial em seu município.
Pela parte da Comissão Pró Universidade participaram da reunião o seu presidente Antônio Barros, o iniciador do movimento, Ir. Gerson, os professores universitários Luciano e Horasa Andrade, a professora Lúcia Farias e o editor do Correio do Agreste, Fernando Guerra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.