Bolsonaro sanciona lei do ICMS, mas veta compensar Estados
24/06/2022
Recife quer instituir Lei dos Benefícios Eventuais
24/06/2022

Povo Xukuru, de Pesqueira, chega a velório de Bruno Pereira em ritual e emociona presentes

Por: Ana Beatriz Venceslau/Diário de Pernambuco – Os Xukurus foram os primeiros indígenas a  chegarem ao velório do indigenista Bruno Pereira, que acontece nesta sexta-feira (24), no Cemitério Morada da Paz, no Paulista. O grupo, que conta com cerca de 50 pessoas, saiu da cidade de Pesqueira no início desta manhã para homenagear, através de um ritual, o recifense assassinado e esquartejado durante expedição no Amazonas.
Eles chegaram por volta das 10h e já entraram na sala onde o corpo de Bruno está entoando cânticos, o que emocionou aos familiares e amigos presentes no momento da despedida.
“Cadê o meu irmão que não vem brincar mais eu?”, foi uma das frases que eles cantaram.
O cacique dos Xukurus, Marcos Luidson, responsável pela tribo, ressaltou a importância da presença dos indígenas neste momento e caracterizou Bruno como “mártir” e “guerreiro”.
“Bruno hoje se torna um mártir para todos nós. Não poderíamos, de forma alguma, não estar presente nesse dia de hoje para prestigiar o nosso guerreiro”, afirmou bastante emocionado.
Despedida
O caixão com os restos mortais de Bruno Pereira chegaram para a sala do velório às 9h30 desta sexta-feira (24). Mais tarde, às 15h, acontecerá a cremação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.