Cerimônia de abertura das Olimpíadas tem homenagem aos mortos pela Covid
23/07/2021
Brasil desfila com delegação curta na cerimônia de abertura das Olimpíadas
23/07/2021

Pernambuco anuncia compra de 1,4 milhão de testes para frear variante delta

Folha de Pernambuco
Visando combater a disseminação de novas cepas do coronavírus em Pernambuco, o Governo do Estado irá investir na compra de 1,4 milhão de testes rápidos de antígeno. A medida tem como foco, sobretudo, a variante delta, que tem gerado preocupação no mundo inteiro.
De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, os exames serão distribuídos para todos os municípios para que possam ser usados na atenção primária.
“Já está em fase de análise das amostras dos testes uma ata de registro de preço para aquisição de mais de 1,4 milhão de testes. Queremos que todas as pessoas sintomáticas e as pessoas que tiverem contato com elas tenham acesso a testagem de antígeno”, disse o secretário.
Ainda segundo Longo, é preciso agir mesmo não havendo transmissão comunitária da variante detectada pela primeira vez na Índia em Pernambuco.
Até o momento, os únicos casos confirmados foram de dois tripulantes filipinos do navio cargueiro Shoveler ancorado no Porto do Recife desde 30 de junho. Com 19 tripulantes, dez testaram negativo para a doença e nove positivos. Dos casos confirmados, três foram hospitalizados. Além do que recebeu alta na quarta-feira (21) e o que segue internado, um morreu no último dia 18 de julho.
Dos outros seis tripulantes positivos, apenas um permanece em isolamento. Os demais já negativaram para a doença.
Vacina abaixo da média
Questionado por que Pernambuco está abaixo da média nacional de vacinação contra Covid, André Longo jogou a responsabilidade para o Governo Federal e cobrou do Ministério da Saúde uma distribuição mais igualitária dos imunizantes.
“Os Estados do Nordeste fizeram um documento para levar ao Ministério da Saúde. Não podemos ver estados podendo progredir muito mais rapidamente que outros. Nesse momento, o Nordeste está prejudicado por essa distribuição desigual e o ministro como paraibano, como nordestino, precisa olhar para isso”, falou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.