Liturgia Católica
17/04/2022
Em Afrânio, Miguel recebe apoio da oposição e fala em retirar do papel pavimentação da PE-630
17/04/2022

Número de assassinatos em PE sobe 16,5% nos 3 primeiros meses de 2022 em comparação ao mesmo período de 2021

O número de homicídios em Pernambuco subiu nos três primeiros meses de 2022 comparado ao mesmo trimestre de 2021.
No primeiro trimestre de 2022, foram 965 assassinatos. Em comparação com o intervalo equivalente do ano passado, com 828, o aumento foi de 16,5%.
Março de 2022 terminou com 346 homicídios em Pernambuco, 26,7% a mais do que no mesmo mês de 2021, com 273.
Especificamente no Recife, o cenário é de queda nos homicídios. O balanço do primeiro trimestre deste ano divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS) mostra que ocorreram 136 homicídios na capital pernambucana, um recuo de 8,72% em relação aos 149 casos notificados no mesmo período de 2021. Quando se analisam os dados específicos de março, a retração na cidade é ainda mais significativa, com -17,65%, pois o número de vítimas recuou de 51 para 42.
ROUBOS
O primeiro trimestre do ano finaliza com queda de 6,3% nos crimes de roubo em todo o estado. De janeiro a março de 2022 foram contabilizados 12.049 e, no mesmo período de 2021, esse número chegou a 13.239, ou seja, 830 a menos.
Especificamente em março, Pernambuco teve uma variação percentual de 3,21% nos roubos, saindo de 4.223 em 2021 para 4.369 no mesmo mês de 2022.
A Região Metropolitana teve o maior recuo, de 11,76%, saindo de 4.414 (2021) para 3.895 (2022) boletins de ocorrência no acumulado de janeiro a março. Em seguida, está a Zona da Mata, com -11,06%, diminuindo de 1.121 (2021) para 997 casos (2022). O Agreste teve 2.430 roubos de janeiro a março de 2021 e 2.331 no mesmo período de 2022, ou seja, -4,07%. O Sertão reduziu em 4,02% a incidência dessa modalidade criminosa, diminuindo de 721 (2021) para 692 (2022).
O Recife registrou o menor número de roubos no acumulado do trimestre de toda a série histórica de estatísticas, com 4.494 no período em 2022. Esse tipo de delito começou a ser notificado em 2005, ou seja, a linha do tempo é composta por 18 anos. Em relação ao 1º trimestre do ano passado (4.553), a diminuição foi de 1,3%.
CARGAS ROUBADAS
Com 29 roubos de cargas em março de 2022, esse tipo de crime recuou 12% em Pernambuco no confronto com o mesmo mês de 2021, quando houve 33 registros. No acumulado dos três meses já finalizados do ano, a retração atingiu 1,1%, ao passar de 87 para 86 investidas.
ROUBO OU FURTO CONTRA INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS
Pernambuco não registrou nenhuma investida criminosa consumada contra agências bancárias, caixas eletrônicos ou carros-fortes no trimestre inicial de 2022. De janeiro a março do ano passado, ocorreram dois crimes em bancos – um roubo e um furto (este acontecido em março).
FEMINICÍDIOS CAEM NO TRIMESTRE, MAS CRESCEM EM MARÇO
Em Pernambuco, entre janeiro e março deste ano, foram 18 vítimas de feminicídio, -35,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando houve 28.
No entanto, em março, houve aumento, com 9 mulheres foram vítimas de feminicídio no mês em 2022. Em março de 2021, foram 7, um crescimento de 28,6%.
Neste ano, foram contabilizados ao todo 64 homicídios de mulheres, considerando todas as motivações. Em 2021, foram 61 no mesmo período de janeiro a março, um aumento de 4,9%. No recorte apenas de março, ocorreram 27 assassinatos de mulheres em 2022 e 17 no mesmo período do ano passado, ou seja, aumento de 58,8%.
ESTUPRO E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
O acumulado de janeiro a março de 2022 apresentou uma redução de 26,27% nos crimes de estupro, saindo de 689 (2021) para 508 registros (2022). No mês de março, a queda foi de 13,95% no número de vítimas de estupro. No terceiro mês de 2022, 185 mulheres prestaram boletim de ocorrência na Polícia Civil, isto é, -13,95% quando comparado com as 215 queixas de março de 2021.
Tanto em março como no acumulado do ano, outro crime cujas notificações também apresentaram diminuição foi a violência doméstica contra a mulher. No acumulado de janeiro a março deste ano, Pernambuco obteve uma redução de 17,12% no quantitativo de vítimas, saindo de 10.982 para 9.102, ou seja, -17,12%. Em março, o percentual de violência doméstica e familiar no Estado caiu 2,8%. Em números absolutos, 3.572 mulheres denunciaram terem sido alvo de agressão, enquanto no mesmo mês em 2021 foram 3.675.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.