Declarado morto em hospital, homem é retirado vivo de saco fúnebre
27/05/2020
Limoeiro | Ordenamento de fiação e população sem internet: entenda o caso
27/05/2020

Genival Lacerda é internado no Recife após sofrer AVC

Foto: Marco Vieira/Divulgação

Diário de Pernambuco

O cantor e compositor paraibano Genival Lacerda, 89, foi internado no Hospital D’Ávila, na Zona Norte do Recife, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVC) na madrugada desta terça-feira (26). De acordo com o filho, João Lacerda, o forrozeiro já realizou exames e deve permanecer cinco dias sob observação. Através de nota, a equipe médica informou que o quadro “evolui bem” e “o paciente está consciente, clinicamente estável e se alimentando por via oral”. 

Morador do bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, Genival passou mal e chegou a ser levado para um hospital da Unimed, porém acabou sendo transferido para o D’Ávila diante do contexto da pandemia da Covid-19. Já internado, ele realizou exames de check up e tomografia, que revelaram taxas alteradas.

Lacerda também passou mal e precisou ir ao hospital em 2015. Ao fazer uma série de exames, descobriu que sofria de diabetes. Na época, ele começou a se adequar a uma nova rotina, quando perdeu 14 quilos. O cantor chegou a narrar as mudanças ocasionadas pela doença no Câmera Record, exibido naquele mesmo ano.

Natural de Campina Grande, Genival Lacerda mora em Recife há mais de 25 anos e já recebeu títulos de cidadão Pernambucano (2011) e do Recife (2016) pelos serviços prestados à cultura do estado. No final de 2017, recebeu das mãos do então presidente Michel Temer a Ordem do Mérito Cultural (OMC), a maior honraria pública da cultura no Palácio do Planalto, em Brasília.

O artista tem cinco décadas de carreira. Estreou com o disco O coco de 56, pela extinta gravadora Mocambo. O principal sucesso responsável por conferir visibilidade nacional ao músico, Severina Xique-xique (1975), chegou ao público pelo LP Aqui tem catimberê, álbum com mais de 800 mil unidades vendidas. Lacerda tem 30 discos lançados e coleciona parcerias com nomes de expressão na cultura nordestina, como Dominguinhos e Marinês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.