Liminar suspende trecho da Lei da Ficha Limpa
21/12/2020
PE confirma 418 novos casos e mais 17 óbitos causados pela Covid-19
21/12/2020

Embaixadores da União Europeia vão se reunir para abordar variante do vírus no Reino Unido

(FILES) In this file photo taken on July 04, 2016 A picture taken on July 4, 2016 shows the European flags hanged at the European Parliament in Strasbourg, eastern France ahead of the monthly session. - Britain on December 17, 2020 sounded a more pessimistic note over the outcome of last-ditch Brexit trade talks with the European Union, saying a "no-deal" scenario was still on the cards. Prime Minister Boris Johnson's spokesman said negotiators from both sides were working to "bridge the gaps that remain", as the EU indicated a deal was "difficult but possible" by Friday. (Photo by PATRICK HERTZOG / AFP)

AFP

Os embaixadores da União Europeia (UE) realizarão uma reunião de crise em Bruxelas na segunda-feira para abordar as restrições de viagens com o Reino Unido, após o surgimento de uma variante do novo coronavírus neste país que pode ser altamente contagiosa. 

Vários países europeus (Áustria, Bélgica, França, Alemanha, Irlanda, Itália e Holanda) anunciaram a suspensão das conexões aéreas e, em alguns casos, das conexões marítimas e ferroviárias com o Reino Unido. 

Na maioria dos casos, as medidas entrarão em vigor a partir da meia-noite de domingo e durarão pelo menos um ou dois dias, enquanto a ameaça da nova cepa é avaliada e uma resposta é coordenada.

Uma autoridade da UE disse que os embaixadores que representam os 27 Estados-membros se reunirão na segunda-feira como parte do mecanismo de resposta integrada do bloco às crises políticas, projetado para fornecer uma resposta rápida às crises. 

Serão estudadas medidas como proibição de voos e testes de detecção de coronavírus por PCR para viajantes do Reino Unido.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse no sábado que Londres e o sudeste da Inglaterra devem voltar a um confinamento estrito devido à nova variante do vírus, que, segundo ele, pode ser 70% mais contagiosa, de acordo com dados preliminares.

Tanto o primeiro-ministro quanto as autoridades médicas do governo disseram não haver indicação de que essa nova variante é mais mortal ou imune às vacinas que estão começando a ser usadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.