Mulher é picada por cobra de 2 metros de comprimento quando usava vaso sanitário de sua casa…
14/05/2014
Henrique Alves vai à Marcha dos Prefeitos e anuncia instalação de comissão sobre aumento do FPM…
14/05/2014

Eduardo: “Brasil precisa trocar o governo que está aí”…

20140513011005_cv_eduardo_gde

O pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, elevou ontem (13) o tom contra a administração da presidente Dilma Rousseff (PT), dizendo é preciso trocar o atual governo, que, segundo ele, tem gente incompetente. As críticas vieram acompanhadas de promessas, como, por exemplo, a criação de um conselho de responsabilidade fiscal.

‘Para ganhar 2015 é fundamental que a vitória comece em 2014, tirando o governo que está aí, um governo que gera descrença nas instituições, que gera paralisia no investimento’, disse o ex-governador, durante evento em São Paulo. ‘A crise não é de fundamentos macroecômicos, é de confiança porque o governo interfere em regras, muda as regras e perturba a capacidade de investimento em setores importantes do Brasil’, acrescentou.

Eduardo afirmou que os fundamentos da economia são fortes, mas voltou a defender a necessidade de realizar um rearranjo na economia para combater a alta dos preços, que tem flertado com o teto da meta de inflação de 4,5% mais 2% de tolerância, retomar o controle da política fiscal e dar autonomia para o Banco Central conduzir a política monetária.

Para melhorar a gestão da política fiscal, o socialista prometeu instalar um conselho de responsabilidade fiscal para dar transparência e ser fiscalizador da disciplina dos gastos públicos.

O ex-governador criticou, ainda, a escolha política de pessoas ‘incompetentes’ para comandar importantes áreas da economia. ‘O arranjo de 39 ministérios, distribuído com partidos sem uma discussão por competência, com gente incompetente gerindo áreas que não sabe gerir, é uma conta que não fecha’, disse. (Reuters)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.