Mega-Sena, concurso 2.329: duas apostas acertam as seis dezenas e ganharão R$ 26,7 milhões cada uma
20/12/2020
Itália decreta novo confinamento
20/12/2020

CORONAVIRUS: Mutação pode ser 70% mais perigoso diz primeiro Ministro Britânico

G1

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse ontem (19) que a nova mutação de coronavírus localizado no Reino Unido pode ser até 70% mais transmissível, segundo análise preliminar.

Não há evidências de que a variante provoque casos mais graves ou com maior índice de mortes. Entretanto, se confirmada por estudos científicos, a mutação não será a primeira a trazer vantagens para a transmissão do vírus (leia ao fim da reportagem).

Durante o pronunciamento neste sábado, Johnson afirmou que os planos para aliviar as restrições de circulação durante o Natal seriam cancelados como tentativa de frear a disseminação do vírus.

“Dadas as primeiras evidências que temos sobre esta nova variante do vírus, e o risco potencial que ela representa, é com o coração muito apertado que devo dizer que não podemos continuar com o Natal como planejado” – Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido.

Agora no nível 4 de restrições, os britânicos não poderão se reunir em locais fechados com pessoas que moram em casas diferentes. Para áreas abertas, reuniões só estarão liberadas por um dia.

De acordo com o líder médico da Inglaterra, Chris Whitty, “como resultado da rápida disseminação da nova variante, dados de modelagem preliminares e taxas de incidência em rápido aumento no sudeste”, o país “agora considera que a nova cepa pode se espalhar mais rapidamente.”

Whitty também disse ter alertado a Organização Mundial da Saúde (OMS), e que continuam a “analisar os dados disponíveis para melhorar o entendimento” da nova cepa do vírus.

“Deixar de agir com decisão agora significará mais sofrimento. Devemos continuar nos perguntando ‘estamos fazendo o suficiente, estamos agindo com rapidez suficiente?'”, disse Jeremy Farrar, membro do Grupo de Aconselhamento Científico para Emergências do governo (SAGE), em uma rede social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.