17/05/2020

Em vez do coronavírus, Bolsonaro elege governadores como inimigo número um

Augusto Fernandes e Ingrid Soares/Correio Braziliense Enquanto o mundo luta para encontrar uma forma eficaz de fazer frente a covid-19, o Brasil está em meio a outra crise que se mostra tão perigosa quanto a própria pandemia. Mesmo com o novo coronavírus já tendo tirado a vida de mais de 15 mil brasileiros, o inimigo número um do governo federal neste momento parece não ser o micro-organismo, mas, sim, os governadores, massacrados por Jair Bolsonaro por seguirem o que recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter a proliferação da infecção. Apesar da preocupação dos políticos, o presidente os acusa de tentar “quebrar a economia para atingir o governo” e, na última semana, disse que o país está em “guerra” não contra a doença, mas contra os administradores estaduais. Por mais que o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha decidido que compete a estados e municípios decidir as suas próprias políticas sociais e de saúde […]
12/05/2020

Paulo Câmara ignora Bolsonaro e diz que academias, barbearias e salões seguirão fechados

O governador Paulo Câmara diz que academias, barbearias e salões de beleza continuarão fechados em Pernambuco, mesmo com decreto de Bolsonaro. Lembrando que o STF permitiu a estados e municípios definirem os serviços essenciais, ainda no início da epidemia do coronavírus no Brasil. (Mário Flávio)
08/05/2020

Para Maia, agenda da Câmara não deve mudar com centrão na base do governo

Correio Braziliense O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na manhã de ontem (7) que a agenda de projetos da Casa não deve mudar com a entrada dos partidos do chamado “centrão” (como PP e PL) na base do governo. As informações foram ditas em transmissão ao vivo organizada pelo banco Santander. “Eu não acho que esses partidos, os que estão no governo, os que não foram para o governo, como o PMDB (MDB), PSDB, DEM, PPS, Solidariedade, vão mudar a sua agenda porque uma parte resolveu formar uma base do governo e outra não. Pelo contrário, eu acho que é uma decisão de cada um. O importante é que todos continuam com a mesma agenda”, disse.  Nos últimos meses, o presidente Jair Bolsonaro tem se aproximado de partidos do “centrão” para formar uma base no Congresso e conseguir articular aprovações de matérias de interesse do governo. […]
06/05/2020

Governo muda direção-geral do DNOCS, órgão federal responsável por obras contra secas

G1 O governo federal decidiu mudar a direção-geral do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS). Nesta quarta-feira (6), foi publicado no “Diário Oficial da União” portaria que exonera o antigo diretor-geral do órgão, José Rosilonio Magalhães de Araujo, e nomeia Fernando Marcondes de Araujo Leão para substituí-lo. Araujo é uma indicação do Centrão, grupo da Câmara que reúne parlamentares de legendas de centro e centro-direita. O grupo é menos conhecido por suas bandeiras e mais pela característica de se aliar a governos diferentes, independentemente da ideologia. O presidente Jair Bolsonaro tem feito uma aproximação com o Centrão nas últimas semanas, para fortalecer o apoio ao governo no Congresso. A substituição no Dnocs foi assinada pelo ministro chefe da Casa Civil, Braga Netto. O departamento é vinculado ao Ministério de Desenvolvimento Regional e atua na região Nordeste e no norte de Minas Gerais em ações relacionadas, por exemplo, à construção de […]
06/05/2020

Deputado afirma que auxílio financeiro do governo vai ajudar no pagamento da folha em estados e municípios

Diário de Pernambuco Na avaliação do deputado federal Fernando Filho (DEM-PE), o socorro a estados e municípios, aprovado nesta terça-feira (5) em sessão remota na Câmara dos Deputados, vai permitir o pagamento da folha salarial e evitar que mais pessoas fiquem sem renda, agravando a crise causada pela pandemia do novo coronavírus.  O parlamentar lembrou que o mês de maio deve registrar forte queda da arrecadação de ICMS e ISS por causa das restrições para o funcionamento do comércio em abril.  “A ideia dessa ajuda de aproximadamente R$ 120 bilhões do governo federal é justamente para que as prefeituras e os governos estaduais possam manter a folha de pagamento em dia, ou seja, aliviar os caixas para evitar que mais pessoas fiquem sem receber”, disse Fernando Filho. Ele acrescentou, ainda, que ” a expectativa é que o projeto seja sancionado o quanto antes para que estados e municípios comecem a […]
04/05/2020

Bolsonaro nomeia delegado Rolando de Souza para comando da Polícia Federal

G1 O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta segunda-feira (4) o delegado Rolando Alexandre de Souza como novo diretor-geral da Polícia Federal. A nomeação foi publicada em edição extra do “Diário Oficial da União”. A nomeação de Rolando foi oficializada cinco dias depois de o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspender a decisão de Bolsonaro de nomear o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o também delegado Alexandre Ramagem, para comandar a PF. Rolando Alexandre de Souza é delegado da Polícia Federal e desde setembro de 2019 ocupava o cargo de secretário de Planejamento e Gestão da Abin, aonde chegou por indicação de Alexandre Ramagem. Antes, entre 2018 e 2019, Souza foi superintendente da PF em Alagoas. Ele também foi chefe do Serviço de Repressão a Desvio de Recursos Públicos e ocupou cargos de chefia na Divisão de Combate a Crimes Financeiros e na superintendência em Rondônia.
04/05/2020

‘Sou contra covardia; agredir quem está fazendo seu trabalho não faz parte da minha cultura’, diz Mourão

FolhaPress O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, classificou de “covardia” as agressões sofridas por jornalistas nas manifestações pró-governo neste domingo (3), em Brasília. Questionado pela Folha de S.Paulo sobre o episódio, Mourão respondeu: “Sou contra qualquer tipo de covardia e agredir quem está fazendo seu trabalho não faz parte da minha cultura”. Manifestantes pró-governo Jair Bolsonaro agrediram, ameaçaram e expulsaram jornalistas que cobriam o ato na rampa do Palácio do Planalto realizado neste domingo com a presença do presidente da República. Enquanto o presidente acenava para apoiadores, o grupo passou a dirigir ofensas ao repórter fotográfico Dida Sampaio, de O Estado de S. Paulo, que registrava o momento. Ao mesmo tempo, Bolsonaro foi alertado, segundo imagens transmitidas pela live de sua rede social, da confusão envolvendo jornalistas. Ele prestigiou pessoalmente a manifestação de apoiadores a ele e com críticas ao STF (Supremo Tribunal Federal) e ao Congresso. “Expulsaram os repórteres […]
04/05/2020

Bolsonaro estuda renomear aliado para a PF e mudar comando do Exército

FolhaPress O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estuda tomar duas medidas que vão escalar a crise política de seu governo, evidenciada pela sua participação neste domingo (3) em um ato contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal. A primeira é fazer uma nova nomeação do delegado Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal. A segunda, remover do Comando do Exército o general Edson Leal Pujol. Amigo da família de Bolsonaro, cujos filhos estão sob investigações que ou são feitas, ou passam pela PF, Ramagem teve sua indicação barrada por decisão provisória do ministro do Supremo Alexandre de Moraes, na quinta (30). Na sexta retrasada (24), o então ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) deixou o cargo acusando Bolsonaro de querer interferir politicamente na PF, retirando da chefia Maurício Valeixo. O que veio a seguir, a escolha de Ramagem, corroborou a visão de Moro -que depôs […]
03/05/2020

Aproximação de Bolsonaro com Centrão mostra isolamento do presidente

Correio Braziliense A reaproximação de Jair Bolsonaro com os integrantes do Centrão, bloco parlamentar que ele integrou ao longo dos 27 anos como deputado federal, diz muito sobre a situação do presidente da República. Minado pelas crises que ele próprio criou, vendo os pedidos de impeachment se multiplicarem no Congresso, o chefe do governo acabou obrigado a buscar uma base parlamentar para chamar de sua, pressionado por uma crise sanitária mundial que provocará um número imprevisível de mortes e arrasará a economia. Cada vez mais isolado, Bolsonaro está disposto a entregar aos novos aliados o controle de um orçamento de bilhões de reais, com a oferta de cargos em importantes órgãos públicos. O futuro, porém, parece obscuro, pois os movimentos indicam que o presidente sairá ainda mais desgastado da pandemia. O casamento com os antigos colegas deve ser tórrido, mas curto. As negociações do Planalto com o Centrão envolvem o […]