17/02/2020

História: A aliança que derrotou Miguel Arraes em 1998

Blog Edmar Lyra Com o afastamento de Jarbas Vasconcelos de Miguel Arraes que ocorreu em 1992, a União por Pernambuco começaria a ser gestada em 1994, mas somente efetivada em 1996 na eleição de Roberto Magalhães para prefeito do Recife sucedendo o próprio Jarbas Vasconcelos. Jarbas era aliado de Arraes e ficou chateado com a postura dele em 1990 quando não disputou o Senado em sua chapa, e acreditava que nunca chegaria ao Palácio do Campo das Princesas se continuasse subordinado ao ex-governador, já o PFL nunca havia conseguido derrotar Arraes de forma direta, perdendo em 1986 com José Múcio e com Gustavo Krause em 1994. Separados, eles não chegariam a lugar nenhum. O deputado federal José Mendonça Bezerra, importante liderança do agreste e do PFL foi o idealizador de uma aliança que faria frente ao poderio de Arraes, fragilizado pelo escândalo dos Precatórios. A chapa então teve o jovem […]
16/02/2020

Rui Costa responde Bolsonaro: “O governo da Bahia não presta homenagens a bandidos”

Carta Capital O governador da Bahia, Rui Costa (PT), respondeu o presidente Jair Bolsonaro, que neste sábado 15 responsabilizou a “PM da Bahia, do PT”  pela morte do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega, morto no último dia 9, na Esplanada (BA). O presidente também ironizou: “Precisa dizer mais alguma coisa?”. “O Governo do Estado da Bahia não mantém laços de amizade nem presta homenagens a bandidos nem procurados pela Justiça. A Bahia luta contra e não vai tolerar nunca milícias nem bandidagem”‘, afirmou Rui. Na mesma entrevista, Bolsonaro chegou a chamar Adriano de herói da Polícia Militar quando justificava uma homenagem feita ao policial, em 2005, pelo seu filho Flávio Bolsonaro. “Não tem nenhuma sentença transitada em julgado condenando capitão Adriano por nada, sem querer defendê-lo. Naquele ano ele era um herói da Polícia Militar”, afirmou o presidente. Nóbrega é conhecido por ser suspeito de envolvimento com a milícia do “Escritório do Crime”, no Rio de […]
15/02/2020

Brejo da Madre de Deus: Hilário, Dr. Edson e Roberto Asfora estão inelegíveis por oito anos segundo decisão judicial

Divulga Brejo No último dia 05 de Fevereiro o Pleno do Tribunal de Contas de Pernambuco julgou os Embargos Declaratórios interposto pelas defesas do ex-prefeito José Edson de Sousa e do atual prefeito Hilário Paulo, negando- lhes provimento e mantendo a condenação de ambos com aplicação de multas. O ex-prefeito Roberto Asfora também está no mesmo processo, pois trata-se das contas de gestão dos 3 políticos quando passaram pela prefeitura de Brejo Da Madre de Deus no ano de 2013. O processo é referente a aquisição de cartilhas e livros para os alunos da rede municipal. A condenação de ambos não cabe mais recurso e configura em ato de improbidade administrativa. Procurado pelo Blog, um advogado especialista em direito administrativo e eleitoral fez o seguinte comentário: “Um prefeito ordenador de despesa, que tenha suas contas de gestão desaprovada pelo Tribunal de Contas, e que configure atos dolosos de improbidade administrativa, […]
15/02/2020

Júlio Lóssio emite sinais de aproximação com a Frente Popular

Eleito em 2008 e reeleito quatro anos depois como prefeito de Petrolina contra o pujante governador Eduardo Campos e toda força da Frente Popular. Naquele momento apenas com a benção de Temer – ainda vice-presidente- Júlio Lóssio emite seu primeiro gesto de aproximação ao participar de evento de filiação do PSB de diversos prefeitos do Sertão.  Candidato a governador em 2018 pela Rede, Lóssio pousou em diversas fotos ao lado do governador Paulo Câmara. O contexto local pesou, enquanto os Coelhos optaram em romper, ele se aproximou. Filiado ao PSD, Júlio Lóssio já vislumbra alianças com a Frente Popular, onde seu partido está inserido e esquece completamente os embates do passado.  Ele não só foi mais um no evento. Compôs a mesa, pousou pra foto, empunhou os braços e correu para abraço. Esse gesto mostra a capacidade do governador de virar as páginas eleitorais do passado.  (Elielson Lima)
15/02/2020

Terra diz que deixou pasta para Bolsonaro resolver “questão específica” na Casa Civil

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o deputado Osmar Terra (MDB-RS), demitido do Ministério da Cidadania na quinta-feira (13), contou que saiu o cargo porque o presidente Jair Bolsonaro “tinha de resolver uma questão específica em outras áreas do governo”. O ex-ministro disse que o governo “tem o direito de fazer os arranjos políticos que são necessários”, negou estar decepcionado e afirmou que continuará apoiando a atual gestão. De acordo com Terra, o presidente lhe ofereceu a possibilidade de assumir uma embaixada, mas ele recusou o convite. O ex-ministro considerou ainda a possibilidade de retornar ao governo caso haja alguma mudança no número de ministérios, com a criação de uma pasta que cuide de temas ligados a drogas, por exemplo.  Segundo o ex-ministro, Bolsonaro justificou “que precisava resolver uma situação específica, que era da Casa Civil” e que era a alternativa que ele tinha, considerando a conjuntura toda e com  “o […]
14/02/2020

Sem Gleide no páreo, Anderson Ferreira consolida favoritismo

Nos bastidores da Assembleia Legislativa de Pernambuco o sentimento dos parlamentares é o de que a delegada Gleide Ângelo, deputada mais votada da história de Pernambuco com 412 mil votos, não topará entrar na disputa pela prefeitura do Jaboatão dos Guararapes em outubro. A avaliação é de que Gleide não teria equipe para tocar um município do porte de Jaboatão e não estaria disposta a colocar em risco seu capital político e eleitoral em 2020. Se confirmada a tese, uma vez que Gleide nunca admitiu ser candidata em Jaboatão, o cenário clareia para o prefeito Anderson Ferreira na busca pela reeleição, uma vez que seus principais adversários não teriam condições de apresentar um projeto consistente para a cidade, haja vista que o ex-prefeito Elias Gomes mudou-se de mala e cuia para o Cabo de Santo Agostinho e Neco, seu adversário no segundo turno de 2016, saiu bastante fragilizado das urnas […]
14/02/2020

Bolsonaro anuncia Onyx na Cidadania e general Braga Netto na Casa Civil

FolhaPress O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou na tarde de ontem (13) a saída de Onyx Lorenzoni da Casa Civil. Ele assumirá agora a pasta da Cidadania, antes comandada por Osmar Terra. A Casa Civil será assumida pelo general do Exército Walter Souza Braga Netto, confirmando o terceiro ministro militar no Palácio do Planalto. Além de Braga Netto, outros dois generais chefiam a Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e o GSI, Augusto Heleno. O convite de Bolsonaro a Braga Netto, antecipado nesta quarta-feira (12) pela Folha de S.Paulo, consolida a retomada do prestígio do núcleo militar no governo. As trocas foram confirmadas pelo próprio Bolsonaro em suas redes sociais. “Informo que o Ministério da Cidadania será comandado pelo Deputado Federal Onyx Lorenzoni. A Chefia da Casa Civil será exercida pelo General de Exército Walter Souza Braga Netto”, escreveu o presidente. Na manhã desta quinta-feira, ele havia dito que […]
13/02/2020

Oposição lançará duas candidaturas no Recife em outubro

Com a filiação da delegada Patrícia Domingos ao Podemos e sua automática entrada no processo eleitoral da prefeitura do Recife, o quadro na oposição mudou de forma significativa. Se havia o entendimento em torno de uma única candidatura, ele não existe mais, e a probabilidade é do lançamento de dois candidatos a prefeito. Uma dessas candidaturas é naturalmente a de Patrícia, que por ora será apoiada somente pelo Podemos. O seu projeto seria apresentado como efetivamente uma outsider sem contar com a política tradicional. Já o segundo nome converge para ser o deputado federal Daniel Coelho, do Cidadania, que foi candidato a prefeito em 2012 e 2016. Apesar de ser de um partido pequeno, Daniel ingressaria no jogo com o apoio do Cidadania, do Democratas, do PTB, do PL, do PSC e do PSDB, o que lhe daria pela primeira vez um significativo tempo de televisão e um palanque representativo, […]
13/02/2020

Carpina |Câmara aprova projeto que revoga comodato com a Falub

A Câmara de Vereadores do Carpina aprovou na noite de terça-feira (11), por 14×1, a revogação da Lei 1.130/99 de 24 de dezembro de 1999, que autorizava o comodato entre a Prefeitura e a Organização Pernambucana de Educação, Ciência e Cultura (OPECC), mantenedora da Faculdade Luso-Brasileira (FALUB). O Projeto de Lei foi enviado pelo prefeito Manuel Botafogo (PDT), que justificou o pedido de revogação da lei, por apresentar-se contrário ao interesse e as finanças públicas e a moralidade administrativa. VEJA COMO VOTARAM OS VEREADORES: Votaram a favor: Aldinho do Danone (PDT), Djalma (PRP), Pedrinho da Ambulância (PROS), Jozias Marques (SD), Roberto da Saúde (PDT), Faraó (SD), Eliton Lopes (PV), Preto do Ipsep (PSC), Neco da Kombi (PHS), Marcinho do Pastel (PCdoB), Dapaz (PRP), Edilson Casas (PPL), Marcone Fogo (SD) e Bila (PDT). CONTRA: Apenas o vereador Tota Barreto (PSB). (Elielson Lima)