Mortes de pessoas com menos de 60 anos por Covid-19 superam as de idosos em Pernambuco
09/06/2021
Brasil se aproxima de 480 mil mortes por Covid, com 2.484 registradas nas últimas 24 horas
09/06/2021

Após morte por Covid-19, Papa nomeia novo bispo para a Diocese de Palmares

Diário de Pernambuco
A Secretaria SES-PE registrou, nesta quarta-feira (9), 6.487 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 267 (4%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 6.220 (94%) são leves. Do total de casos confirmados, apenas 2.810 foram registrados nos últimos três dias. Este maior registro de casos está ligado ao acúmulo de dados do fim de semana e em problemas na extração no sistema do Ministério da Saúde. Para se ter ideia, no informe de hoje, cerca de 20 mil exames foram notificados no sistema, dos quais 31% foram positivos – a maior parte de casos leves. Agora, Pernambuco totaliza 509.184 casos confirmados da doença, sendo 46.718 graves e 462.466 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.
Além disso, o boletim registra um total de 423.540 pacientes recuperados da doença. Destes, 26.636 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 396.904 eram casos leves.
Também foram confirmados laboratorialmente 81 novos óbitos (46 masculinos e 35 femininos), ocorridos entre os dias 01/03/2021 e 08/06/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Afogados da Ingazeira (1), Araripina (1), Arcoverde (2), Belém de São Francisco (1), Belo Jardim (1), Bom Conselho (1), Bom Jardim (1), Capoeiras (1), Carnaíba (1), Carpina (3), Condado (2), Exu (1), Flores (1), Frei Miguelinho (1), Garanhuns (5), Goiana (1), Itapetim (1), Jaboatão dos Guararapes (2), Jucati (1), Lagoa Grande (1), Macaparana (1), Olinda (5), Palmares (3), Paudalho (1), Paulista (1), Pedra (1), Petrolândia (1), Petrolina (2), Recife (22), Ribeirão (1), Salgueiro (1), Santa Cruz da Baixa Verde (1), São Bento do Una (1), São Caitano (2), São João (1), São José do Belmonte (1), São Vicente Ferrer (1), Surubim (1), Tamandaré (2), Timbaúba (1), Verdejante (1) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 16.549 mortes pela doença.
Os pacientes tinham idades entre 24 e 91 anos. As faixas etárias são: 20 a 29 (2), 30 a 39 (4), 40 a 49 (15), 50 a 59 (19), 60 a 69 (15), 70 a 79 (10), 80 ou mais (16). Do total, 51 tinham doenças preexistentes: doença cardiovascular (26), diabetes (20), hipertensão (11), obesidade (7), doença respiratória (4), tabagismo/histórico de tabagismo (4), doença renal (3), doença neurológica (2), histórico de AVC/AVE (2), imunossupressão (1), doença hepática (1), doença genética (1), dislipidemia (1) e doença de Alzheimer (1) um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais seguem em investigação.
Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 29.909 casos foram confirmados e 52.145 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais. O boletim de hoje também traz, em sua parte final, o detalhamento da testagem destes profissionais.
Balanço da vacinação

Pernambuco já aplicou 3.169.918 doses da vacina contra a Covid-19, chegando a 2.197.717 pernambucanos já vacinados com a primeira dose. Ao todo, foram feitas a primeira dose em 288.013 trabalhadores de saúde; 25.925 povos indígenas aldeados; 42.295 em comunidades quilombolas; 7.641 idosos em Instituições de Longa Permanência; 611.190 idosos de 60 a 69 anos; 396.462 idosos de 70 a 79 anos; 200.987 idosos de 80 anos e mais; 1.418 pessoas com deficiência institucionalizadas; 17.028 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; 322.842 pessoas com comorbidades; 18.954 pessoas com deficiência permanente; 41.859 gestantes e puérperas; 96.760 pessoas de 50 a 59 anos; 472 pessoas em situação de rua, 348 pessoas privadas de liberdade; além de 125.523 trabalhadores de serviços essenciais.
Em relação à segunda dose, já foram beneficiados 216.103 trabalhadores de saúde; 25.587 povos indígenas aldeados; 1.190 em comunidades quilombolas; 5.612 idosos institucionalizados; 259.949 idosos de 60 a 69 anos; 316.104 idosos de 70 a 79 anos; 141.456 idosos de 80 anos e mais; 1.181 pessoas com deficiência institucionalizadas e 5.019 trabalhadores das forças de segurança e salvamento; totalizando 972.201 pessoas que já finalizaram o esquema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.