24/01/2018

Como Lula ainda pode ser candidato…

Uma vez que a sentença condenatória do ex-presidente se deu de forma unânime, à defesa de Lula só resta o pedido de embargos de declaração. O embargo não pode mudar o teor da decisão e não possui um efeito procrastinatório significativo. Além desse, Lula ainda pode recorrer internamente ao presidente do TRF da quarta região, Carlos Eduardo Thompson Flores.  Mesmo após os embargos de declaração, a defesa do ex-presidente Lula pode entrar com os chamados “Recursos Especiais Extraordinários” e pedir um efeito suspensivo da decisão para o presidente do TRF 4. O presidente então poderá deliberar sozinho, sem pedir a opinião de seus colegas. Caso Thompson mantenha a decisão do colegiado, a defesa de Lula entrar com um “agravo”, que levaria a decisão para o Superior Tribunal de Justiça e para o Supremo Tribunal Federal. Candidatura de Lula Existem duas correntes com relação ao tema. Uma afirma que a pessoa […]
03/11/2017

Planalto quer candidato que defenda legado do governo…

Via Blog do Camarotti De forma reservada, interlocutores do presidente Michel Temer já defendem a articulação de uma candidatura que possa defender o legado econômico do governo na corrida presidencial de 2018. No Palácio do Planalto, ainda ronda o fantasma da disputa de 1989. À época, o então presidente José Sarney não teve um nome para defendê-lo, tornando-se uma espécie de “Geni” da campanha, em que todos os candidatos jogavam pedra. Diante desse cenário, o nome do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, começa a ser falado entre os interlocutores de Temer. Meirelles é visto como o melhor perfil para defender a política econômica de Temer e impor na campanha um debate realista sobre a situação fiscal do país. Além disso, Meirelles tem o nome bem aceito no mercado financeiro. O ministro da Fazenda Henrique Meirelles e o presidente Michel Temer são visto durante uma cerimônia em Brasília. Já é sabido que, até […]
02/09/2017

[Ponto de Vista ] Joaquim Barbosa (candidato?) diz que país foi sequestrado por políticos corruptos…

Por Pedro do Coutto Numa longa entrevista a Maria Cristina Fernandes, suplemento do Valor, edição de sexta-feira, o ministro aposentado do STF, Joaquim Barbosa, afirmou existir uma balbúrdia institucional no Brasil, pois o país foi sequestrado por um bando de políticos inescrupulosos que reduziram nossas instituições a frangalhos. Em nenhum país do mundo – destacou – o chefe de Governo permaneceria no cargo depois das acusações que foram feitas contra Michel Temer. Para Joaquim Barbosa, Michel Temer deveria ter tido a honradez de deixar a Presidência da República. Joaquim Barbosa, de acordo com o texto de Maria Cristina Fernandes, seria um candidato forte à sucessão presidencial de 2018. Na entrevista, em princípio negou ser candidato, porém o tom da negativa não foi definitivo. Abriu assim a perspectiva de eventualmente assumir a candidatura, lembrando já ter recebido convites de partidos políticos como a Rede, de Marina Silva, de setores do PSB […]
01/09/2017

FBC vai para o PMDB e será candidato ao Governo…

Coluna do Estadão Após uma série de conversas, o senador Fernando Bezerra recebeu a garantia do PMDB de que ele será o candidato do partido ao governo de Pernambuco, o que foi determinante para sua decisão de sair do PSB. A chapa dos sonhos do PMDB para disputar a eleição de 2018 é essa: além de Bezerra para o governo, Jarbas Vasconcelos (PMDB) e Armando Monteiro (PTB) disputarão as duas vagas para o Senado. Monteiro, contudo, quer disputar o governo. O acordo foi fechado com a anuência do presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR). O PMDB também vai ganhar mais um ministro: Fernando Filho (Minas e Energia) seguirá o caminho do pai, Fernando Bezerra, e trocará o PSB pelo PMDB. O DEM tentou levar os dois políticos pernambucanos, mas o PMDB levou a melhor. 
30/08/2017

Noblat: Lula não é candidato a presidente, mas sim a cabo eleitoral…

Uma coisa é o que Lula e os principais líderes do PT dizem para consumo externo, principalmente dos eleitores cativos dos dois. Outra é o que dizem para consumo deles mesmos. Para consumo externo, Lula é candidato à sucessão do presidente Michel Temer. E como candidato se comporta ao sair em caravana por 25 cidades de nove Estados do Nordeste. Para consumo interno, Lula e seus interlocutores concordam que são ralas as chances de ele não ser condenado na segunda instância da Justiça, o que o impedirá de ser candidato. Assim, Lula está em campanha para ser o mais forte cabo eleitoral que um candidato da oposição possa ter – de preferência, um candidato do PT. É aí que entra o nome de Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, o petista com o perfil mais palatável para uma maioria de eleitores conservadores que rejeita os políticos em geral. É remota a possibilidade de […]
28/04/2017

Eleições 2018 : PT já ‘admite’ Ciro no lugar de Lula…

As novas suspeitas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acusado de corrupção por ex-executivos de empreiteiras, fez com que o PT passasse a incluir em suas análises internas do cenário político e discussões sobre estratégias a possibilidade concreta de não contar com o seu líder máximo na disputa eleitoral de 2018. O receio é que uma condenação em segunda instância na Operação Lava Jato o torne inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. A reação do PT às novas suspeitas é reforçar o empenho na defesa de Lula tanto nas ruas quanto nas redes sociais. Ninguém no partido ousa questionar ou cobrar explicações do ex-presidente. Lula é visto no PT como alvo de perseguição da Lava Jato e vítima de uma campanha para impedir sua candidatura em 2018. Mas, com a divulgação dos depoimentos da Odebrecht e a delação do empreiteiro José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo […]
04/04/2017

Se Michel Temer for cassado, FHC é candidato na eleição indireta do mandato-tampão…

Correio Braziliense O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse ontem (3/4), que uma eventual cassação do presidente Michel Temer (PMDB) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e uma consequente eleição indireta trariam uma “confusão” ainda maior para o País. “Já temos tantas dificuldades hoje, o Congresso ainda vai eleger uma pessoa pra ser presidente por um ano? É mais confusão”, disse o ex-presidente em entrevista à rádio CBN. Para FHC, o processo que corre na Corte Eleitoral, cujo julgamento começa nesta terça-feira (4/4), traz riscos para o Brasil, principalmente no setor econômico. “A percepção das pessoas, especialmente dos investidores é: vamos ter outro problema no Brasil? Eles se retraem”, disse o ex-presidente. “O Brasil está há muito tempo de pernas para o ar, está começando a assentar um pouco. Levar muito tempo em um julgamento que põe em risco a situação vigente tem consequências negativas.” Continua…
11/01/2017

“Se necessário, eu serei candidato”, diz Lula…

Folha de São Paulo O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu, hoje, em Salvador, a antecipação das eleições para outubro deste ano e afirmou que o partido “não deve ter vergonha” de dizer que quer um novo pleito presidencial. Lula foi a Salvador para participar do 29º Encontro Estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), no Parque de Exposições da Bahia, numa estratégia do PT de reaproximação dos movimentos sociais ligados ao partido. Parte dos dirigentes petistas defendiam que Lula oficializasse sua pré-candidatura à presidência da República neste evento, o que não ocorreu. Em discurso, Lula afirmou que “se necessário”, voltaria a disputar a presidência da República. E disse que está “pedindo a Deus” que apareçam outras pessoas para serem candidatas ao cargo. “Deus queira que apareçam outros companheiros, nós temos um ano inteiro pela frente. Agora, esse ano eu vou andar o país. Primeiro, para […]
30/07/2016

Mais cotado para vice de Túlio Vieira, em Surubim, empresário Fernando Brito não teme que socialistas prejudiquem vereador Fabrício Brito…

Por Sérgio Ramos/Repórter e Blogueiro O empresário  Fernando Brito PTB é o nome mais cotado para ocupar a vice na chapa do prefeito Túlio Vieira  PT , que disputa a reeleição.  A possibilidade passou a se trabalhada após o irmão dele, vereador Fabrício Brito, que ia disputar a prefeitura, ter a candidatura rifada no PSB. “Meu ‘plano A’ sempre foi Fabrício disputar a prefeitura. Ele construiu esse projeto no PSD, com o apoio de cinco vereadores eleitos, varias lideranças comunitárias, empresários, muitos amigos… existia uma expectativa muito forte. Não faria nenhum sentido ele deixar o PSD e se filiar ao PSB só para renovar mandato de vereador”, conta o empresário. Fernando Brito questiona ainda o suposto critério de pesquisa eleitoral, que teria sido utilizado pelo PSB para optar pela candidatura de Ana Célia Cabral. “Acho que essa ideia está dissipada. Não valeu no PSB nem para o prefeito Geraldo Julio […]