05/08/2018

Maurício Rands é candidato a governador pelo PROS…

O grupo formado por PDT, Avante e PROS bateu o martelo e decidiu que Maurício Rands será candidato a governador com Silvio Costa senador. O anúncio será feito na sede do PROS. (Edmar Lyra)
02/08/2018

Jorge Corte Real não será candidato a federal…

O deputado federal Jorge Côrte Real (PTB) deverá ser apresentado como o 1º suplente de senador de Mendonça Filho (DEM). As tratativas quanto ao assunto já teriam sido conversadas entre Mendonça e Jorge e a oficialização ocorrerá na manhã do próximo sábado (04), na Convenção do Bloco Pernambuco Vai Mudar, no Classic Hall, em Olinda. Quanto às bases de Jorge, a divisão deverá ocorrer não apenas entre deputados da base aliada, mas também com outros deputados que estariam dispostos a apoiar a candidatura de Armando para governador e Mendonça e Bruno para o Senado. (Blog Silvinho Silva)
02/08/2018

Silvio Costa na disputa pelo governo…

Após a retirada de Marília Arraes do processo oficializada ontem pelo diretório nacional do PT, o deputado Silvio Costa que era pré-candidato a senador na chapa de Marília poderá ser candidato a governador com o objetivo de angariar o eleitorado órfão da candidatura de Marília e tentar forçar o segundo turno. Além disso, Silvio utilizaria sua candidatura para fazer duras críticas ao PSB, que foi o algoz de Marília Arraes e consequentemente da sua candidatura a senador.
27/06/2018

Datena confirma que vai se candidatar ao Senado…

O apresentador de TV José Luiz Datena confirmou que vai se candidatar ao Senado pelo DEM nas eleições 2018. O jornalista deve integrar a coligação do ex-prefeito da capital João Doria (PSDB). Datena confirmou ao Estado, na manhã de hoje, que vai tentar a candidatura, mas disse que não podia dar mais detalhes. “Pode confirmar, mas não posso adiantar nada antes do lançamento oficial”, disse. O partido reservou uma sala no Hotel Intercontinental, na região central de São Paulo, para o anúncio amanhã. 
12/06/2018

Jarbas Vasconcelos: ‘Sou candidato ao Senado da República’…

Deputado federal pelo MDB, Jarbas Vasconcelos garantiu, na manhã desta terça-feira (12), que disputará uma das vagas ao Senado pela Frente Popular. O emedebista que já ocupou uma cadeira na Casa Legislativa, também foi crítico ao fato de pesquisas de intenção de voto considerarem a sua ausência na disputa de outubro próximo. Para ele, retirar o seu nome do levantamento é fraude e a decisão de integrar a chapa majoritária já foi, inclusive, comunicada ao próprio governador Paulo Câmara (PSB). “Sou candidato ao Senado da República. Acho que tenho nome, tenho história, tenho tradição, credibilidade junto ao eleitorado. Construí minha vida política com determinação, com força com honestidade. Por isso que acho que fazer qualquer pesquisa hoje para o Senado e não me colocar como pré-candidato, seja quem for, é uma fraude”, afirmou o emedebista em entrevista ao programa Folha Política, da Rádio Folha FM 96,7.  Continua…
20/05/2018

Com fortuna avaliada em R$ 1,3 bilhão, Flávio Rocha avisa que não precisará de dinheiro do fundo público…

O presidenciável Flávio Rocha (PRB), dono da Riachuelo, é outro pronto para abrir suas vultosas contas pessoais para bancar a campanha. Detentor de uma fortuna avaliada em R$ 1,3 bilhão, ele já avisou que não precisará de dinheiro do fundo público. — Ele externou que pode custear a campanha. Quando me perguntou quanto podia gastar, respondi que seria o teto que já está estabelecido pela lei. E aí já não se falou mais no assunto. Estava decidido — contou ao GLOBO o presidente do PRB, Marcos Pereira. Outro nome em cogitação para compor uma aliança eleitoral como vice, Flávio Rocha rechaça a hipótese: — Não tenho vocação para ser vice, tenho certeza de que ainda vou crescer. Apesar disso, o PRB já iniciou conversas com lideranças de outros partidos visando à campanha presidencial. Caso não decole nas pesquisas até julho, Flávio Rocha pode entrar numa composição como vice de outro candidato […]
12/05/2018

Ele é ou não é candidato?

Carlos Brickmann Lula não é candidato, embora diga que é. A alternativa petista a ele, Fernando Haddad, foi pesadamente atingida pela delação premiada de João Santana e Mônica Moura, seus marqueteiros da campanha para prefeito. Joaquim Barbosa pensou melhor e desistiu da candidatura: se as costas lhe doíam tanto que o levaram a se aposentar do Supremo, doerão também se for presidente. E histórias como a do apartamento de Miami, de problemas familiares e outras, verdadeiras ou falsas, surgirão no moedor de carne que é uma campanha eleitoral. Melhor dar pareceres e ficar sossegado. No campo que se classifica como “de esquerda”, só Ciro Gomes vai crescendo. É um nome para se prestar atenção – desde que pense bem no que fala. Já perdeu muitos pontos, apesar de ter carisma, dizendo algo que pegou mal. Nos meios políticos, excetuando-se setores mais radicais, ninguém está satisfeito com a prisão de Lula. […]
27/02/2018

Dono da Riachuelo também quer ser presidente…

Flávio Rocha,dono da Riachuelo, tem viagens marcadas a 12 cidades de vários Estados. O giro começa em uma semana e irá até o início de abril. Em cada parada, ele apresentará seu movimento Brasil 200, que defende agenda liberal. Embora não admita publicamente, Rocha sonha com uma candidatura presidencial. O empresário já esteve em Natal, Porto Alegre, Recife, Rio e Vitória. Já o Agora! assinará nesta terça (27) carta de compromisso com a Rede Sustentabilidade da ex-senadora Marina Silva (AC). É o segundo partido com o qual o movimento pela renovação política se associa. Ao menos cinco integrantes do grupo serão candidatos a deputado federal pela sigla. Marina participará do anúncio do acordo na próxima semana, mas a carta seguirá o modelo da que foi assinada antes com o PPS, com garantias de autonomia para o movimento. (Por Folha – Painel)
27/02/2018

“Candidatíssimo”, Temer exigirá fidelidade partidária para indicar novos ministros…

Por Daniel Carvalho / Angela Boldrini / Folha O presidente Michel Temer começa nesta semana a desenhar o mapa de substitutos dos ministros que deixarão seus cargos no início de abril para disputar as eleições. Os titulares das pastas e seus partidos já têm indicados para apresentar ao Palácio do Planalto. A lista inclui até nomes envolvidos em denúncias de corrupção. DESINCOMPATIBILIZAÇÃO – Além de ter que decidir o que fazer com os Ministérios do Trabalho e da Indústria —hoje chefiados por interinos— e com o novo Ministério da Segurança, Temer terá que escolher quem vai assumir outras 13 pastas que ficarão vagas a partir de 7 de abril, prazo para a desincompatibilização. Nos próximos dez meses, terão novo comando devido às eleições: Esporte, Desenvolvimento Social, Turismo, Integração Nacional, Relações Exteriores, Saúde, Educação, Ciência e Comunicações, Defesa, Transportes, Meio Ambiente e Minas e Energia. A Fazenda também pode passar por uma troca, […]