Município de João Alfredo – PE

CARTÃO POSTAL DE JOÃO ALFREDO

BEM VINDOS A JOÃO ALFREDO !

Um destino turístico que tem tudo para conquistar você, seja qual for o seu interesse, a sua motivação. João Alfredo, a “Cidade Feliz”, é um dos grandes centros culturais, de lazer, de comércio, indústria moveleira e serviços do Agreste Setentrional do Estado de Pernambuco. Sua paisagem, marcada por serras, riachos dos Bultrins, Ronca e Goiabeira, muitas indústrias moveleiras e pelo contraste harmonioso entre a tradição e o desenvolvimento, inspira até os que não são poetas. Pertinho de João Alfredo está Bom Jardim, consagrada pela Pedra do Navio, Gruta de Lourdes, famosos restaurantes e tantos outros atrativos turísticos. Vale também citar Salgadinho, com suas águas termais e Surubim, com sua vaquejada.

João Alfredo tem a maior feira-livre desta região, realizadas às segundas-feiras. A feira-de-gado está entre as mais concorridas do Estado. Na zona rural, muitas trilhas são constante convite ao turismo ecológico, constituindo-se em opção de lazer. Também o artesanato de bordado manual e a gastronomia, onde João Alfredo destaca-se, e as oportunidades de eventos esportivos, sociais e culturais e compras que fazem desta cidade uma localidade singular e ao mesmo tempo plural.

 

FESTA DE JOÃO ALFREDO-PE

Festa não falta em João Alfredo. Começa saudando o Ano Novo, ganha a alegria do frevo no carnaval, integra o clima religioso da Semana Santa, dança o forró no período junino, fé e folclore em agosto com a Missa de São Bento (Ribeiro Grande), garbosidade e civismo em setembro, o Festival da Cultura em outubro e as confraternizações em dezembro através de conclusões escolares e do Ciclo Natalino.

Venha, conheça e comprove: em João Alfredo, só falta você.

ASPECTOS HISTÓRICOS

ORIGEM

João Alfredo originou-se de uma fazenda instalada na localidade do Imbé, nos meados do século XVIII, pelo capitão português Antônio Barbosa da Silva. Anos depois, em virtude da escassez d’água naquela região, o colonizador resolveu transferir a sede da propriedade para  o local onde se situa atualmente a nossa cidade, aproveitando o manancial hídrico de uma lagoa existente onde hoje está sendo construído o Ginásio Poliesportivo Djair Santos.

Em 1779 as famílias Holanda Cavalcanti e Alves do Rêgo adquiriram a posse da propriedade e passaram a chamá-la de “Boa Vista”. Em 1785 construíram um pequeno engenho de tração animal, ao qual deram o mesmo nome da fazenda. Em 1820  a propriedade foi vendida ao Sr. Francisco Antônio, chefe político do Curato de Bom Jardim, que, em 1850 passou o comando para o Sr. João Felipe de Melo, também bonjardinense. Em 1877, com o falecimento do Sr. João Felipe de Melo, o engenho foi adquirido pelo capitão José Francisco Cordeiro de Arruda.

Em 1879 o coronel José Ferreira da Silva, que também era proprietário do Engenho Melancia, adquiriu o engenho Boa Vista, empreendendo grandes benfeitorias no mesmo, transformando a área circunvizinha em um pequeno aglomerado residencial. Em 1900 obteve da municipalidade de Bom Jardim uma licença para a promoção de uma feira-livre semanal e iniciou a construção de uma capela em devoção à Nossa Senhora da Conceição. A primeira feira-livre foi realizada no dia 06 de janeiro de 1901 e a capela foi inaugurada no dia 18 de junho do mesmo ano, com Missa solene celebrada pelo padre João Pacífico Ferreira Freire.

Capelinha

EVOLUÇÃO

Em 1902 mais casas foram construídas e apareceram os primeiros estabelecimentos comerciais. No ano de 1906 foi criada a Sub-Delegacia de Polícia, sendo designado como titular o Sr. José Soares Cordeiro. Em 1909 o engenho e as casas a ele aglomeradas foram considerados oficialmente como Povoado, recebendo o nome de “Boa Vista da Conceição”. Em 1912 foi fundada a primeira escola municipal, sendo indicada a professora Joana Nóbrega de Vasconcelos. Em 1922 foi criada a primeira escola estadual, a cargo da professora Maria Alves Machado. Em 1924 foi nomeada a professora Maria Amélia Cavalcanti, para também atuar na escola estadual.

A agência Postal foi inaugurada no dia 26 de abril de 1926, com o nome de “Santa Luzia”, em virtude de já haver outra localidade no Estado com o nome de “Boa Vista”. O primeiro agente postal foi a Sra. Maria Pereira de Moura. Através da Lei nº 1.944, de 19 de setembro de 1928, o Povoado de Santa Luzia passou a se chamar de “João Alfredo”, por determinação do então governador do Estado, Dr. Estácio Coimbra. No dia 27 de março de 1931, através do ato nº 43, o tenente Alfredo Agostinho, prefeito de Bom Jardim, elevou o Povoado à categoria de Vila e criou o Distrito Judiciário, com sede nesta terra. O primeiro Juiz de Paz foi o Sr. José Procópio Cavalcanti e o oficial do registro civil o Sr. Manoel Ferreira Campos.

Por efeito da Lei Estadual nº 23, de 10 de outubro de 1935, foi criado o Município de João Alfredo, sendo oficialmente instalado no dia 21 de outubro do mesmo ano. Dentre as figuras que mais batalharam para a nossa emancipação política, destacaram-se : o deputado estadual Dr .Arsênio Meira de Vasconcellos, Dr. Ângelo de Souza, Dr. Costa Pinto, Dr. Mário Melo, Dr. Antônio Raposo e o Dr. Álvaro Lins e Silva. O major Pedro Olímpio de Vasconcelos Maia foi nomeado interventor do novo Município.

Matriz noite

Vista Panorâmica 1

INTERVENTORES E PREFEITOS

Interventores:

a)     PEDRO  OLÍMPIO  DE  VASCONCELOS  MAIA   (1935 a 1937);

b)     SEVERINO ADRIÃO GOMES DA SILVA   (1937 a 1944);

c)      FRANCISCO  FARIAS  (1944);

d)     JOSÉ PONTUAL  PEREIRA  DE  OLIVEIRA  (1944 a 1947);

e)     JOÃO  PEREIRA  DE  MOURA (1947).

Prefeitos :

a) ELOY  PIRES  DE  ANDRADE  LIMA (1947 a 1951);

b) JOAQUIM GOMES  CAVALCANTI (1951 a 1955);

c) CLÓVIS  JATOBÁ  DA  COSTA  LIMA (1955 a 1959);

d) JOSÉ  FERREIRA  DA  SILVA (1959 a 1963);

e) SEVERINO  JOSÉ  CAVALCANTI  FERREIRA (1963 A 1966);

f) JOÃO  FRANCISCO  DE  BARROS  (1966 a 1968);

g) LUIZ PAZ DO NASCIMENTO (1969 a 1972);

h) JOÃO  FRANCISCO  DE  BARROS (1973 a 1976):

i) SEBASTIÃO  MANOEL  DOS  SANTOS (1977 a 1982);

j) SEVERINO  JOSÉ  CAVALCANTI  FERREIRA  JÚNIOR  (1983 a 1988);

k) SEBASTIÃO  MANOEL  DOS  SANTOS  (1989 a 1992);

l) SEVERINO  JOSÉ  CAVALCANTI  FERREIRA  JÚNIOR (1993 a 1996);

m) SEBASTIÃO  MANOEL  DOS  SANTOS  (1997 a 2000);

n) SEBASTIÃO MANOEL DOS SANTOS (2001 a 2004);

o) MARIA SEBASTIANA DA CONCEIÇÃO (2005 a 2008);

p) JOSÉ BATISTA FALCÃO (27/08/2007 a 28/09/2007);

q) SEVERINO JOSÉ CAVALCANTI FERREIRA (2009 a 2012);

r) DIMAS PRAZERES DOS SANTOS (27/07/2009 a 03/09/2009 – 26/07/2011 a 29/08/2011))

s)  MARIA SEBASTIANA DA CONCEIÇÃO (2013 a 2016 e 2017 a 2020)

OUTRAS  INFORMAÇÕES:

a)     Localização :

Agreste Setentrional de Pernambuco

b)     Área:

161 Km, representando 0,2 % do Estado

c) População : 30.735 habitantes (Censo 2010)

                        33.485 habitantes (estimativa em 2017)  

d) Limites:

Bom Jardim (Norte); Limoeiro e Salgadinho (Sul); Limoeiro (Leste) e Surubim (Oeste)

e) Altitude: 320 m

Latitude: 752’ 00’’

Longitude: 3536’ 00’’

f)        Clima:

AS’ quente e úmido, com temperatura média de 26 C

g) Vegetação:

Pastagens artificiais e culturas temporárias ou de subsistência.

h) Economia :

Indústria Moveleira, pecuária, horti-fruticultura e comércio.

i) Agências Bancárias :

Banco do Brasil S. A .

Bradesco

Multibank (postos)

Matriz (Postos)

Popular do Brasil (Posto)

j) Jornal: INFORMATIVO4

K) Rádio : RÁDIO COMUNITÁRIA “STUDIO”  FM

l)Atrativos Turísticos:

Feira-Livre, feira-de-gado, carnaval, Ciclo junino, Missa de São Bento, Festival da Cultura e Ciclo Natalino.

m) Pontos turísticos:

Pedra do Boi, Serra do Cruzeiro, Estádio da Asa Branca, Ginásio Poliesportivo Djair Santos, Cachoeira de Serra da Sororoca, Pedra do Urubu, Parque Aquático Selva de Pedra e Matriz de N. S. da Conceição.

n) Grupos Artísticos:

Sociedade Musical Dom Bosco,  Maracatu ProJovem, Banda Expresso, Pagode Sempre Simpatia,  Nando Sanfoneiro, Caeira, Marcelo Silva,  Natan dos Teclados,Banda de Pífanos do Tabosa, Caboclinhos, Cavalo Marinho ,Mamulengo e bandas e fanfarras escolares.

o) Povoações e Povoados:

Tamanduá, Frei Damião, Brejinhos, Antas, Santa Cruz, Capau, Jenipapo, Campos do Borba, Lagoa Funda, Parari, Catolé, Cajueiro, Serra Verde, Camará, Mufumbo, Tabosa, Pascoal, Lajes, Gangungo, Lagoa Nova, Pindoba, Corredor, Olho D’Água Cercado, Pau Santo, Melancia, Ribeiro Grande e Roque

p) Bairros:

Boa Vista, São José, Manoel Vidal, Centro, Asa Branca, Monsenhor Jonas, Neco de Léu, Raul Soares, Oswaldo Lima, Mãe Rainha, Frei Damião e Bultrins.

ESCOLAS :

a) MUNICIPAIS

Escola João Augusto de Almeida  (Cascavel);

Escola Municipal do Pascoal  (Pascoal);

Escola Severino Alexandre da Silva (Lagoa Funda de Baixo);

Escola João Pereira de Lima  (Serra Verde);

Escola Severino Pereira de Moura (Sororoca);

Escola Severino Alexandre da Cruz (Fundão);

Escola Miguel Azevedo de Oliveira (Melancia);

Escola Manoel Paulo Campos (Lagoa Nova);

Escola Belarmino Bezerra Negromonte (Antas);

Escola Municipal de Santa Cruz (Santa Cruz);

Escola Manoel Tavares Pessoa (Mufumbo);

Escola Vicente Ferreira Campos (Campos do Borba);

Escola Antônio Elias da Silva (Queimados);

Escola Brasiliano José de Arruda (Estaca);

Escola Severino Barbosa de Farias (Gangungo);

Escola Antônio Claudino da Silva (Jitirana);

Escola Bento Jerônimo da Silva (Olho D’Água Cercado);

Escola Carlos Ferreira dos Santos (Corredor);

Escola Maria de Lourdes A . Oliveira (Ribeiro Grande);

Escola Santo Otacílio (Roque);

Escola Maria Soares da Silva (Tamanduá);

Escola João Marques Vitorino (Taperinha);

Escola João Carlos de Oliveira (Cajueiro);

Escola Manoel Costa Silva (Jenipapo);

Escola Maria Anunciada (Lagoa Torta);

Escola João Ferreira da Silva (Pau Santo);

Escola Vicente Ferreira da Graça (Pedra do Manso);

Escola Municipal de Cachoeira (Cachoeira);

Escola Manoel Floriano de Albuquerque (Parari);

Escola João Othmar de Moura (Capau);

Escola João Gomes da Silva (Passassunga);

Escola Márcio  Xavier de Moura (Cidade);

Escola Antônio André da Silva (Serrote);

Escola Governador Miguel Arraes de Alencar (Cidade);

Escola Euclides Tavares Pessoa (Camará);

Escola Manoel Rodrigues de Lola (Chã dos Caboclos);

Escola José Procópio Cavalcanti (Cidade);

Escola José André Filho (Lagoa Funda de Cima);

Escola Heliodoro Gonçalves de Arruda (Povoado Brejinhos).

b) ESTADUAIS

Escola de Referência Jarina Maia (Cidade);

Escola N. S. Auxiliadora (Cidade)

c) PARTICULARES

Escola Monsenhor Jonas Menezes e Silva (Cidade);

Escola Menino Jesus (Cidade);

Escola Moura Santana (Cidade);

Escola N. S. Aparecida (Cidade)

Escola Novo Horizonte (Cidade)

d) INFORMÁTICA

Informática São Severino (Cidade)

Informática Nossa Senhora da Conceição (Cidade)

PODER EXECUTIVO

 

Maria Sebastiana da Conceição (Prefeita)

José Batista Falcão (Vice-Prefeito)

Anna Mendes (Sec. de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos)

Alessandra Santos (Sec. de Educação, Cultura e Esportes)

Márcia Almeida (Sec. de Saúde)

Micheline Xavier (Sec. Especial da Mulher)

Severino Moacyr Ferreira dos Santos (Sec. de  Obras, Transporte e Urbanismo)

Josevaldo José de Santana (Sec. Administração)

Severino Justino de Souza Neto (Agricultura)

Waldeibson Santos  (Sec. de Finanças)

Severino Lúcio Barbosa (Coord. do Sistema de Controle Interno)

 

José Joacir Cristóvão da Silva (Presidente)

PODER LEGISLATIVO

Adriano Soares dos Santos (PSD)

André Pinto Xavier (PTB)

David Prazeres dos Santos (PTB)

Edleide Barbosa da Costa (PP)

Erivaldo Freire Vieira (PSDB)

Joana Amélia do Rêgo Santos (PSB)

José Joacir Cristóvão da Silva (PSB)

José Miranda da Silva Júnior (PTB)

Josivan Tavares de Lira (PP)

Josefa Maria de Lira (PSB)

Alexandre Alves dos Santos (PTB)

Macio Glek da Silva (PP)

Walque Dutra da Silva (PTB)

HINO DO MUNICÍPIO

Letra: Cícero Benedito de Arruda

Música: Laurivan da Silva Barros

 

 

Salve terra por Deus abençoada,

salve mãe, cujo seio adoramos;

o teu céu de estrelas douradas,

o teu chão, nosso lar veneramos.

Estribilho:

Povo forte, valente, incansável,

sangue quente na veia a correr;

tens na luta o sonho imensurável,

João Alfredo teu lema é vencer.

Pelo engenho a cana trituraste,

transformando-a no açúcar, no mel;

no trabalho o valor tu mostraste,

da conquista da terra o laurel.

Teu brasão é de força um engenho,

engrenagens de fé, de verdade;

mostram bem teu viver, teu empenho,

tua luta pela liberdade.

Verde-louro, pendão da esperança,

céu azul, branco véu da pureza;

és o símbolo da paz, da bonança,

és feliz, és trabalho, és riqueza.

Os teus filhos te querem, te amam,

te adoram com profundo ardor;

para o alto o teu nome proclamam:

Salve terra o teu nome é amor !

 

BANDEIRA DO MUNICÍPIO

Bandeira de João Alfredo

 

Criada em 1969 na gestão do prefeito Luiz Paz do Nascimento. Desenhada pelo artista Naelson Souza do Nascimento. É retangular, destacando-se as cores verde e amarelo, tendo ao centro quatro canas e uma moenda (azul) e o número 1935 logo abaixo.

Verde – representa a nossa vegetação.

Amarelo – representa as nossas riquezas e a alegria do nosso povo.

Azul – representa a manto sagrado de Nossa Senhora da Conceição, nossa padroeira.

Distância aproximada em  Km

De João Alfredo para:

Salgadinho…………………………  11 Km

Bom Jardim………………………..  12 Km

Limoeiro…………………………….  25 Km

Carpina…………………………….. . 50 Km

Surubim……………………………..  22 Km

Caruaru …………………………….  90 Km

Recife………………………………..105 Km

 

 

 

 

Fonte: Livro “JOÃO ALFREDO, SUA HISTÓRIA E SUA GENTE” – FIAM – Dimas Santos