Para Aluísio Lessa, Armando ‘apela’ ao esconder que o PTB integra o governo Temer…

O deputado estadual Aluísio Lessa (PSB) criticou a postura do senador Armando Monteiro (PTB), sobre a relação do bloco de oposição no estado com a imagem do presidente Michel Temer (MDB). Segundo ele, o petebista “quer esconder” que seu partido integra o Governo Federal e indicou, para comandar o Ministério do Trabalho, a deputada federal Cristiane Brasil, que foi alvo de uma ação da Polícia Federal, nesta terça-feira (12).

“O senador é presidente estadual do PTB, que integra o governo Temer, com o Ministério do Trabalho. Até recentemente, defendiam o nome da deputada Cristiane Brasil para a vaga, que está sendo investigada pelo Ministério Público. Esse é o partido de Armando. Querer esconder que ele integra o governo Temer é apelo, desespero”, colocou.

No evento que lançou sua pré-candidatura ao governo, nesta segunda (11), Armando elogiou a figura do ex-presidente Lula e argumentou que o PSB terá que explicar como se posicionou contra os governos petistas e agora busca uma aliança com o partido. “Nós não fazemos alianças ocasionais. Não fazemos alianças oportunísticas”, pontuou.

Já Cristiane Brasil foi alvo de mandados de busca e apreensão nos seus endereços, por causa de mensagens de celular trocadas entre ela e um dos principais investigados da Operação Registro Espúrio, o ex-coordenador de Registro Sindical do Ministério do Trabalho Renato Araújo Júnior. Há indícios, segundo a investigação, de que a congressista integrava esquema de cobrança de propina em troca da liberação de cartas sindicais.

PP
O socialista também comentou sobre a presença do deputado federal Marinaldo Rosendo (PP) no evento oposicionista. O partido integra a base de governo, mas ameaça migrar para a oposição caso não seja contemplado com uma vaga na chapa da Frente Popular. “Ao que me consta, o deputado Marinaldo Rosendo é uma figura que chegou recentemente ao PP. Chegou com o único objetivo de buscar sua reeleição. Então saiu de onde estava, como deputado eleito pelo PSB. Mas não acho que ele fala nem pelo presidente estadual Eduardo da Fonte, muito menos pelos 14 deputados do partido na Assembleia Legislativa. Não vejo ele representar o sentimento desses que são aliados de Paulo Câmara, desde a eleição de 2014”, disse. (Blog da Folha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo