11/06/2014

Machados – PE : Festejos Juninos 2014….

DIA 15 DE JUNHO* Artista da Terra* Deyvinho do Acordeon* AmazanDIA 23 JUNHO* Artista da Terra * Flor do Araçá* Arreio de PrataDIA 24 DE JUNHO* Alcione do Acordeon* Paulinho e Forró Pauleira* Paulinho do Acordeon DIA 28 DE JUNHO* Artista da Terra* Forrozin Arengado* Forró do PistolãoDIA 29 DE JUNHO* Nelson do Acordeon* Forró da Ostentação* Nordestino do Forró* Banda LuaráDIA 06 DE JULHO* Forró Santa Dose * Vilões do forró* Brasas do forró   Assessoria de Imprensa PMM
11/06/2014

Salgadinho – PE : Festejos Juninos 2014 ….

11/06/2014

Orobó: Festejos Juninos 2014…

09/06/2014

Limoeiro – Prefeitura disponibilizará transporte no São João…

A prefeitura de Limoeiro vai disponibilizar ônibus para transportar as pessoas ao Parque de Exposição de Animais, gratuitamente, durante as festividades juninas do município. De acordo com o prefeito Thiago Cavalcanti, serão cinco ônibus saindo do Terminal Rodoviário todas as noites do evento. O coletivo começará a circular a partir das 20h30. O gestor também assegurou que os ônibus ficarão disponíveis para o retorno. Blog do Agreste
08/06/2014

Cumaru – Programação Junina…

05/06/2014

Brejo: defesa de Asfora diz que ex-prefeito não volta…

As chances do ex-prefeito de Brejo da Madre de Deus, Edson de Souza (PTB), reassumir o mandato em razão do ministro Otávio Noronha, do TSE, ter acatado o agravo impetrado para anular a decisão do TRE de promover uma eleição suplementar e afastá-lo da função em 2012, são mínimas, quase nulas. A avaliação é do advogado Válber Agra, contratado para defender o prefeito Roberto Asfora (PSDB) no processo. “As súmulas 7 e 257 do STF e STJ, respectivamente, proíbem reanálise de fatos em recurso especial. Ele perdeu na 1ª instância, em Brejo, na segunda, no TRE,  e na terceira, no TSE. Não pode rediscutir questão de fato”, diz Agra. Para ele, não há precedente no TSE de se anular uma eleição suplementar, realizada 10 meses atrás, como ato jurídico perfeito, na qual o vitorioso, Roberto Asfora, impôs uma frente de mais de três mil votos. “O ministro Otávio Noronha fez apenas […]
04/06/2014

Reviravolta em Brejo da Madre de Deus : ex-prefeito José Edson pode reassumir…

O ministro José Otávio Noronha, do TSE, acatou agravo impetrado pelo ex-prefeito de Brejo da Madre de Deus, José Edson de Souza (PTB), anulando a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, não reconhecendo a sua vitória nas eleições de 2012. Com isso, a coligação do prefeito Roberto Asfora, eleito num pleito suplementar em julho do ano passado, tem um prazo de 72 horas para apresentar sua defesa. Sendo assim, o ex-prefeito trabalhista só reassume de imediato se o TSE rejeitar a defesa de Asfora. (Magno Martins)
04/06/2014

Bandidos explodem agência do Bradesco de Orobó pela segunda vez…

Sete bandidos fortemente armados explodiram o caixa eletrônico da agência do Bradesco da cidade Orobó. A ação aconteceu por volta das 01:10hs da manhã desta quarta-feira (4). Segundo informações de populares no local, os elementos detonaram as dependências com uma explosão tão grande que o prédio térreo da agência ficou totalmente destruído e os elementos se invadiram do local pegando o destino pela rua do hospital e seguindo pelo Sítio Cazuzinha.  A parte principal do caixa com a explosão foi parar do outro lado da rua, indo de encontro com a porta da garagem, e o impacto chegou a danificar a mesma. A explosão foi tamanhã e assustadora, deixando um rastro de destruição com estilhaços de vidros por toda a frente do banco. (Edinho Soares)
26/05/2014

TCE rejeita contas de ex-prefeito de São Vicente Férrer…

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu parecer prévio, por unanimidade, recomendando à Câmara de São Vicente Ferrer, a rejeição das contas de governo da prefeitura da cidade, relativas ao exercício financeiro de 2012, época em que o município era gerido pelo prefeito Pedro Augusto Pereira Guedes (DEM). De acordo com o voto do relator, conselheiro Carlos Porto, foram cometidas várias falhas relativas à aplicação de limites de recursos nas áreas de educação, saúde, previdência social e gestão previdenciária. Durante o exercício citado, o gestor consumiu todo o saldo de “restos a pagar”, não deixando saldo para o seu sucessor, o que fere o Artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal. Ele também deixou de recolher parte da contribuição previdenciária dos servidores ao Regime Próprio de Previdência Social, totalizando R$ 113.339,50, o que corresponde a 17,25% do total a ser recolhido durante o exercício. O democrata […]