II “Forro do Bucho Chei” em João Alfredo…

Leia mais »

Dr. Marcos Araújo – Ginecologista obstetra…

Leia mais »

João Alfredo – Lagoa Funda terá nova Unidade Básica de Saúde…

A prefeita de João Alfredo, Maria Sebastiana (PSD), recebeu no final da tarde de ontem (11) a confirmação da liberação na ordem de R$ 663 mil, do Ministério da Saúde, destinados à Leia mais »

Venha pra TiConnect….

    Leia mais »

Autor de ataque na Catedral de Campinas é analista de sistema de 49 anos…

Policiais civis de Campinas identificaram o homem que atirou contra fiéis na Catedral Metropolitana da cidade: Euler Fernando Gandolpho tem 49 anos e é analista de sistema. Os documentos dele foram encontrados Leia mais »

Tag Archives: Eduardo da Fonte

Bruno Araújo entra definitivamente na disputa pelo Senado…

Último candidato das duas principais chapas ao Senado, Bruno Araújo era visto como alguém que demorou muito a entrar no jogo e arriscar de forma considerável o seu mandato praticamente garantido de deputado federal. Eleito em 2014 com 131.768 votos, Bruno Araújo foi o sétimo mais votado daquele pleito e teria uma reeleição encaminhada após sua passagem pelo ministério das Cidades.

Tão logo definiu pela sua candidatura a uma vaga na Câmara Alta, Bruno se diferenciou de alguns de seus adversários na disputa e não lançou substitutos, distribuindo suas bases com vários deputados federais, isso fez com que o meio político começasse a observar com outros olhos a sua postulação.

Ontem a pesquisa Ibope trouxe uma notícia positiva para sua candidatura, que já lhe colocou com dois dígitos para o Senado, e lhe aproximou de seus principais adversários, Jarbas Vasconcelos, Mendonça Filho e Humberto Costa. Mas a grande evidência foi a oficialização do apoio do PP, que está na Frente Popular, para a sua candidatura, cujo partido tem condições de atingir até 1,4 milhão de votos para deputado estadual, elegendo até 17 parlamentares, e possui ainda o candidato com potencial para ser o mais votado na disputa de deputado federal que é Eduardo da Fonte.

Hábil articulador político, Bruno Araújo ainda é desconhecido de quase 70% do eleitorado, então com um bom guia eleitoral e com uma rede de apoios as chances de crescimento são significativas, pois seus principais adversários possuem recall de disputas majoritárias anteriores.  Diferentemente do que muitos apostavam, Bruno está no jogo e poderá emplacar um mandato, que até então parecia distante. (Edmar Lyra)

Efeito Inocêncio pode se repetir em 2018 …

Nas eleições de 2006 o então deputado federal Inocêncio Oliveira deixou o PFL no sentido de ser candidato a governador, chegou a assinar filiação ao PMDB mas quando percebeu que os dois partidos apoiariam Mendonça Filho, então vice-governador que herdaria o cargo para disputar a reeleição, decidiu ingressar no PL, atualmente PR, para presidir o partido no estado.

Líder de dezenas de prefeitos, Inocêncio Oliveira pediu duas secretarias a Mendonça Filho para apoiá-lo, mas como não teve uma resposta positiva, decidiu romper com Mendonça para ser um dos primeiros apoiadores de Eduardo Campos, que estava desacreditado nas pesquisas. Aquele posicionamento de Inocêncio foi fundamental para dar a Eduardo a condição de disputa que ele precisava, tanto é que a vitória de Eduardo teve início pelo Sertão onde Inocêncio Oliveira era muito forte.

Na eleição deste ano, o governador Paulo Câmara está repetindo Mendonça Filho e desconsiderando o peso de Sebastião Oliveira, que tem força semelhante a que Inocêncio tinha naquela época, e de Eduardo da Fonte que além de ter votos, tem também um partido importante e com tempo de televisão. Juntos, PR e PP têm votos e tempo de televisão para contribuir com Paulo Câmara se ficarem na Frente Popular ou atrapalhá-lo se decidirem migrar para o projeto liderado por Armando Monteiro.

Está óbvio que assim como Inocêncio naquela época que queria uma atenção de Mendonça Filho, Sebastião e Eduardo querem que Paulo Câmara reconheça o peso político e eleitoral de ambos destinando pelo menos uma vaga na chapa majoritária. Juntos, eles têm potencial para 500 mil votos caso sejam candidatos a federal, se forem para a oposição se elegem e ajudam a eleger mais um deputado federal somente com seus votos, tirando três vagas da Frente Popular e garantindo para a oposição.

Se naquela ocasião o apoio de Inocêncio Oliveira tirou Eduardo da condição de candidato desacreditado, o apoio de PR e PP a Armando Monteiro daria o molho que falta para a eleição ser mais acirrada. É importante que Paulo Câmara abra o olho e valorize os dois quadros sob pena de sofrer o que Mendonça sofreu em 2006 e depois dizer que ninguém avisou. (Edmar Lyra)

Deputado Eduardo da Fonte vira réu no STF…

Do G1

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, hoje, tornar o deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele passará a responder uma ação penal no âmbito da Operação Lava Jato.

Eduardo da Fonte é o sexto deputado a virar réu na Lava Jato no STF – há ainda mais cinco senadores réus. O deputado do Progressistas foi acusado de receber R$ 300 mil da construtora UTC para beneficiar a empresa com um contrato na Petrobras. O caso teria ocorrido entre 2009 e 2010, durante seu mandato anterior como deputado federal.

A decisão foi tomada com o voto de desempate de Celso de Mello: “Para recebimento de denúncia não se exige prova integral, basta acusação forjada em elementos consistentes, em prova mínima. Parece que a realidade material está presente, tendo indícios suficientes de autoria”, disse.

O julgamento da denúncia começou em agosto do ano passado, mas foi interrompido três vezes por pedidos de vista. O último pedido de vista foi de Ricardo Lewandowski, quando o julgamento estava em dois votos para ele virar réu (Fachin e Lewandowski) e dois para arquivar a denúncia (Dias Toffoli e Gilmar Mendes). Quando foi retomado nesta quarta, Lewandowski manteve seu voto e Celso de Mello desempatou.

Continua…

STF rejeita denúncia contra Eduardo da Fonte…

Hoje, por três votos a dois, o pedido da Procuradoria Geral da República de reabertura de um inquérito contra Eduardo da Fonte foi negado pelo plenário da segunda turma do Supremo Tribunal Federal.

Votaram a favor do arquivamento em definitivo do processo os ministros Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes. Divergiram os ministros Edson Fachin e Celso de Mello.

O inquérito de número 3998 apontava que Eduardo da Fonte teria intermediado um suposto pedido de propina para o ex-senador do PSDB Sérgio Guerra em 2009. A maioria dos ministros da segunda turma identificou falhas na delação de Paulo Roberto Costa e acatou uma nova prova apresentada pela defesa em que comprova que o próprio Sérgio Guerra havia entregue à PGR 19 representações sobre as supostas irregularidades na Petrobras em 2009. (Magno Martins)

O maior fiador de Paulo Câmara …

Foto: DIDA SAMPAIO/AE

Por Edmar Lyra

Nas eleições de 2014 o ex-governador Eduardo Campos alinhavou a maior aliança da história de Pernambuco em prol de Paulo Câmara com 21 partidos na Frente Popular. Ali, Eduardo foi o principal fiador do projeto, e mesmo após a sua morte, foi determinante para que Paulo Câmara virasse o jogo e vencesse a eleição.

Uma vez no governo, Paulo Câmara considerou como seu principal fiador o ex-governador Jarbas Vasconcelos, tanto que distribuiu entre o seu grupo as secretarias de Imprensa, Habitação e Desenvolvimento Econômico e a presidência de Suape, bem como outros órgãos de menor importância mas com força política dentro do governo. Além da reverência a Jarbas Vasconcelos, o governador considerou o peso do MDB, que até 2017 era fundamental na aliança e tinha cadeira cativa na chapa majoritária. Com a guerra de liminares envolvendo o partido, e o risco real de ele ir para as mãos do senador Fernando Bezerra Coelho e consequentemente para a oposição, Jarbas perdeu o posto de maior fiador político e eleitoral do governador Paulo Câmara.

Esse papel agora é ocupado por outro Eduardo, que assim como seu xará, tem uma leitura política do jogo como poucos. O deputado federal Eduardo da Fonte comanda o PP, que é o maior partido garantido da Frente Popular em termos de tempo de televisão, e findou o prazo de filiação com quatro candidatos a deputado federal, todos com chances de vitória, e 14 deputados estaduais, consolidando assim a maior bancada da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

As condições criadas por Eduardo da Fonte e as circunstâncias políticas fizeram dele o principal aliado do governador Paulo Câmara, dando-lhe o direito de exigir uma vaga na chapa majoritária da Frente Popular. O Palácio, que já havia aumentado o espaço de Eduardo no governo, deverá ampliar significativamente esse espaço, com a entrega da secretaria de Desenvolvimento Econômico, que antes era ocupada pelo grupo de Jarbas.

A verdade é que se antes Jarbas Vasconcelos era presença garantida na majoritária do governador devido a sua relevância política e eleitoral, agora quem terá essa cadeira cativa é o próprio Eduardo da Fonte, que só não irá para a majoritária se não quiser, pois tem votos, poder político, e principalmente um partido relevante, exatamente o que Paulo Câmara precisa para garantir a sua reeleição.

Eduardo da Fonte pede ressarcimento à população prejudicada pelo blecaute…

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) encaminhou, ontem (21), um pedido de abertura de processo de investigação à Procuradoria Geral da República em que alega os prejuízos causados à sociedade com o apagão que atingiu as regiões Norte e Nordeste. O deputado pede que as empresas fornecedoras de energia façam o ressarcimento ao consumidor prejudicado.

“A Aneel tem obrigação de conduzir o ressarcimento dos consumidores prejudicados por esse apagão. Para isso, também alertamos o TCU e a PGR sobre esse descaso da Aneel, que — em vez de ficar ao lado da população —defende essas empresas, que lucram com o dinheiro do povo brasileiro”, ressaltou Eduardo da Fonte.

Eduardo da Fonte foi presidente da CPI da Conta de Luz, em 2009, que identificou um erro no cálculo pago a mais pelo consumidor. Esse valor não foi ressarcido, porque não foi autorizado pela Aneel.

O apagão desta quarta atingiu pelo menos 12 estados. As regiões Norte e Nordeste também sofreram com blecautes em 2013 e 2012, ano em que mais de 3,5 milhões de consumidores foram prejudicados.

Eduardo da Fonte diz que prioridade do PP é o Senado…

O deputado federal Eduardo da Fonte, presidente estadual do PP, negou que Cleiton Collins será candidato a vice-governador de Paulo Câmara. O dirigente da sigla afirmou que a prioridade é a chapinha de deputado estadual onde pretende eleger dez parlamentares pelo menos.

E que se houver uma indicação do partido para a majoritária, será para o Senado. Eduardo acredita que só deverá ter qualquer desfecho na majoritária em maio. Até lá o objetivo é fortalecer as chapas proporcionais. (Edmar Lyra)

Delegado Erick Lessa assina ficha de filiação ao PP…

O delegado Erick Lessa, simpatizando com o trabalho realizado pelo deputado estadual pastor Cleiton Collins e pela missionária e vereadora do Recife, Michele Collins, assinou a ficha de filiação ao Progressistas. Lessa obteve significativa votação na eleição para prefeito de Caruaru, em 2016, ficando na terceira colocação. Agora, ele se coloca à disposição do partido para concorrer a uma das vagas da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Na assinatura, estavam presentes o deputado federal e presidente do Progressistas em Pernambuco, Eduardo da Fonte, e lideranças que estiveram no grupo de apoio na candidatura a prefeito do município de Caruaru.

Em um momento no qual se busca transformação para engajar e mobilizar a população por uma sociedade com oportunidades para todos, a filiação do delegado Lessa representa a renovação de quadros políticos no estado. “Continuando a minha missão de servir ao povo pernambucano e buscando colocar o nome à disposição de cada cidadão caruaruense e do nosso estado, passo a integrar o Progressistas em busca de dias melhores para nosso povo”, enfatizou o delegado.

Nome de Eduardo da Fonte é cotado para o Senado…

As especulações em torno do rumo do Partido Progressista (PP) na eleição do ano que ganharam novos contornos, nesta semana. A sigla, que chegou a ensaiar a formação de uma chapinha fora Frente Popular, estaria perto de voltar para o chapão governista. Para isso, o presidente estadual da legenda, deputado federal Eduardo da Fonte, já teria acertado com o Palácio do Campo das Princesas a indicação do seu nome para disputar uma vaga no Senado.

Em reserva, uma fonte governista revelou que, nos bastidores da Assembleia Legislativa, o comentário é que Eduardo da Fonte expressou seu desejo de participar da eleição majoritária e recebeu o aval do governo Paulo Câmara. Com isso, estaria disposto a abortar a formação de uma chapinha com legendas como PDT e PCdoB, que havia sido fortemente criticada por partidos da Frente Popular.

O arquivamento da denúncia contra o deputado na Lava Jato, na última segunda (18), por parte do Supremo Tribunal Federal, também teria favorecido, de acordo com a mesma fonte, a tese de que a sua postulação não causaria prejuízos para a imagem da coligação liderada pelo PSB.

O PP, que tem a segunda maior bancada na Assembleia, ganhou espaços significativos no governo, recentemente, com a nomeação de Guilherme Rocha como secretário executivo de Recursos Hídricos e de Clóvis Benevides como secretário de Desenvolvimento. Outro espaço entregue ao PP foi a Diretoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Suape, com indicação de Michelle Karine Zacarias de Souza, ex-gestora de Projetos do Porto do Recife.

PT

Caso a postulação de Eduardo da Fonte se consolide, a aliança entre PT e PSB, que estaria sendo costurada pelo próprio ex-presidente Lula e vem recebendo apoio de boa parte da bancada socialista, pode ficar ameaçada. Segundo a fonte governista, se Eduardo da Fonte disputar a Casa Alta, o senador Humberto Costa (PT), que pretendia se reeleger pela Frente Popular, pode ter que disputar uma vaga na Câmara Federal. (Folha de Pernambuco)

Eduardo da Fonte é novo líder do maior bloco na Câmara Federal…

eduardo-da-fonte-size-598

Quatro partidos (PP, PTB, PSC, PHS) formalizaram, há pouco, um novo bloco com 82 parlamentares na Câmara dos Deputados. O deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) é o líder do bloco, que representa a maior bancada na Câmara. Os quatro partidos deixaram de participar do bloco anterior formado com o PMDB.

“É um momento importante para que possamos ajudar o País a sair da crise”, afirmou Eduardo da Fonte. (Mário Flávio)

 

“Estou à disposição da justiça para colaborar”, diz Eduardo da Fonte…

05/05/2011. Crédito: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press. Brasil. Brasília - DF. Deputado Eduardo da Fonte após reunião da mesa diretora, onde apontou indícios de quebra de decoro parlamentar por parte da deputada Jaqueline Roriz, na Câmara dos Deputados, no Congresso Nacional.

05/05/2011. Crédito: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press. 

Com palavras curtas, o deputado federal Eduardo da Fonte (PP), líder do partido na Câmara Federal, declarou, através de sua assessoria de imprensa, que está tranquilo. “Estou à disposição da justiça para colaborar no que for possível, esclarecer logo todos os fatos”, disse o parlamentar. O deputado é um dos investigados na Operação Politéia, que foi deflagrada hoje de manhã a partir de novas provas da Operação Lava-Jato, com cumprimento de 53 mandatos de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em seis estados e no Distrito Federal. A operação está sendo desenvolvida, em conjunto, entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

A assessoria de imprensa do deputado informou que, nesta terça-feira, o parlamentar está em Brasília, onde cumpre, normalmente, suas atividades diárias. A assessoria, negou, no entanto, a informação inicial de que teria ocorrido buscas no apartamento de Eduardo da Fonte em Brasília. As buscas aconteceram, apenas, no Recife, onde o deputado tem, além de seu escritório, uma residência. Em depoimento, doleiro Alberto Youssef disse que o deputado federal pernambucano Eduardo da Fonte (PP) e o senador Ciro Nogueira (PP-PI) receberam entre 2010 e 2011 propinas.

Os valores, ainda não determinados, teriam sido pagos pela construtora Queiroz Galvão em contrato para implantação de tubovias em Abreu e Lima, em Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. O contrato referente a este serviço é da ordem de R$ 2,7 bilhões. Eduardo da Fonte, ainda segundo o delator, é acusado de intermediar a aproximação do esquema com o então senador Sérgio Guerra (PSDB), morto em março de 2014. As propinas seriam para evitar a instalação de uma CPI no Congresso. O tucano recebeu, de acordo com Youssef, parte dos R$ 10 milhões destinados para impedir a realização da CPI da Petrobras. (Diário de Pernambuco)

Investigado na Lava Jato, Eduardo da Fonte desiste de relatar MP do ajuste fiscal…

eduardodafonte-624x408-580x379

Investigado de ter recebido propina desviada da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), da Petrobras, no Porto de Suape, em Pernambuco, o deputado federal Eduardo da Fonte, líder do PP, teria desistido de ser relator de uma Medida Provisória do ajuste fiscal, por medo do desgaste que isso pudesse causar. As informações são da coluna Painel, da Folha de S. Paulo.

Eduardo da Fonte havia sido escolhido para relatar a Medida Provisória (MP) 664, que altera as concessões do auxílio-doença e da pensão por morte. A comissão para discutir a MP será presidida pelo líder do governo no Congresso Nacional, o senador José Pimentel (PT-CE).

O deputado pernambucano é acusado de receber propina da Queiroz Galvão, que tinha um contrato de R$ 2,7 bilhões para instalação de tubovias na Refinaria Abreu e Lima.

A propina para Eduardo da Fonte teria sido paga para evitar a instalação de uma CPI no Congresso. O dinheiro também teria sido recebido pelo senador Ciro Nogueira, presidente do PP.

Eduardo da Fonte também é acusado de intermediar a aproximação do esquema de propina com o então senador Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB, que também teria cobrado dinheiro para inviabilizar uma CPI que ia investigar a Petrobras. (Jamildo)

Powered by WordPress | Designed by: diet | Thanks to lasik, online colleges and seo