Tabagismo: abandonar o vício melhora a saúde e reduz o risco de desenvolver doenças
02/11/2020
RealTime Big Data: João Campos 32%, Marília Arraes 18%, Delegada Patrícia 15%, Mendonça Filho 11%
02/11/2020

Trump e Biden fazem campanha em estados decisivos na véspera da votação

G1

Joe Biden e Donald Trump, os dois candidatos à presidência dos Estados Unidos, vão fazer comícios em estados decisivos nesta segunda-feira (2), o último dia de campanhas antes das eleições no dia 3 de novembro.

Biden, do Partido Democrata, vai concentrar seus esforços nos estados de Pensilvânia e Ohio.

Por que a Pensilvânia?

Na eleição presidencial dos EUA, os candidatos precisam de uma estratégia para vencer de estado em estado até chegar ao mínimo de 270 votos do Colégio Eleitoral. Cada estado tem um número pré-definido de votos de delegados conforme a população.

A votação estadual funciona no sistema apelidado de “o vencedor leva tudo”: o candidato a presidente que vencer em cada estado conquista o direito a todos os votos em jogo no Colégio Eleitoral, mesmo se a vitória for por uma margem pequena.

A vantagem de Biden na Califórnia é tão grande que os candidatos nem mesmo gastam tempo, energia e dinheiro para fazer campanha lá. Já Trump tem uma força tão grande no Mississipi que ele não precisa se preocupar em conquistar mais votos lá, e Biden nem mesmo tenta converter eleitores.

Donald Trump, que está atrás nas pesquisas de intenção de votos, também vai à Pensilvânia, mas, além disso, fará comícios na Carolina do Norte, Wisconsin e Michigan (onde fará dois eventos).

Em 2016, Trump foi vitorioso em todos esses estados no confronto contra Hillary Clinton, mas neste ano as pesquisas indicam uma vitória dos democratas.

A disputa mesmo acontece nos estados que podem eleger um ou outro. Neste ano, os maiores são a Flórida e a Pensilvânia.

O ato final do atual presidente será na cidade de Grand Rapids, no Michigan, o mesmo lugar onde concluiu sua campanha vitoriosa em 2016.

No domingo, Trump participou de cinco eventos de campanha. Ele afirmou que ele está em um bom momento. Ele prometeu que haverá uma retomada da economia com uma vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.