14/11/2017

Imunidade adquirida pelo vírus da dengue pode proteger contra o da zika…

A imunidade adquirida por uma infecção pelo vírus da dengue pode proteger contra o vírus da Zika. Em síntese está foi a conclusão de um estudo realizado pelo Instituto de Arboviroses da Universidade de Wenzhow na China, em parceria com outras instituições. Além disso, a pesquisa não encontrou evidências de interações entre as duas doenças. As conclusões do estudo foram publicadas ontem (13) pela revista Nature Communications. A revista é parte da Nature Research – um banco de dados internacional que reúne autores e trabalhos científicos de todo o mundo. Segundo o artigo, a pesquisa tem um valor importante na busca por vacinas contra os vírus dengue e zika. O estudo utilizou camundongos como cobaias e observou que os animais que tiveram dengue desenvolveram a chamada proteção cruzada – termo utilizado para referir-se à transferência de microrganismos. Além disso foram observadas a presença de linfócitos – T CD8 – células de […]
13/09/2017

Saúde anuncia recursos para estímulo precoce e avaliação de crianças com zika…

O Ministério da Saúde anunciou investimento de R$ 26,8 milhões em duas ações para o acompanhamento e o estímulo precoce de bebês com Síndrome Congênita do Zika, cuja malformação mais conhecida é a microcefalia. O anúncio foi feito nesta ontem (12), no Recife, pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros. Desse total, R$ 15 milhões serão destinados a equipes de Núcleo de Apoio à Saúde da Família que contam com profissionais de fisioterapia. De acordo com o Ministério da Saúde, das 4.655 unidades existentes no país, 4.143 contam com esse tipo de profissional. Cada equipe receberá R$ 3,6 mil para aquisição de material destinado a estimular bebês a desenvolverem os sentidos e a coordenação motora . Uma lista com sugestões de material para compra será incluída na portaria publicada amanhá (13), informou a área técnica do ministério. São objetos como colchonetes, bolas, brinquedos e martelo de reflexo, já tratados em protocolos nacionais de […]
11/08/2016

Zika: estudo mostra nova complicação…

Comprometimentos na medula têm levado bebês com a Síndrome Congênita do Zika (SCZ) a desenvolverem artrogripose, condição caracterizada por anomalias nas articulações. Esse é um dos achados feitos pela neurologista Vanessa van der Linden em parceria com pesquisadores do Hospital Barão de Lucena (HBL), Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc) e AACD, publicado ontem (09) na Revista BMJ (British Medical Journal). O estudo avaliou sete bebês que nasceram com SCZ e que apresentaram artrogripose. Dois deles já tinham testes positivos para a infecção por zika no momento da submissão do trabalho. Atualmente, três bebês tiveram o vírus confirmado. A pesquisa é a primeira que busca descrever os mecanismos que levaram o vírus a comprometer os membros. “Alguns pacientes com a Síndrome Congênita do Zika, além de ter o comprometimento cerebral, tem comprometimento de medula”, relatou Vanessa van der Linden. Ela contou que a equipe realizou exames de eletroneumomiografia e ressonância nesses sete […]
16/06/2016

Pernambuco oficializa parceria com EUA no combate ao vírus da zika…

Após uma série de viagens aos Estados Unidos (EUA) para tentar firmar parcerias de pesquisa sobre as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, representantes do governo de Pernambuco finalmente oficializaram um acordo de ajuda mútua para intensificar o combate ao vírus da zika. Juntos, pernambucanos e americanos trabalharão para tentar desenvolver uma vacina, criar parâmetros de tratamento e ampliar o leque de estudos sobre a arbovirose. A parceria foi firmada durante uma reunião com o cônsul geral dos Estados Unidos no Recife, Richard Reiter, na última segunda-feira (13). Um novo encontro foi marcado para o final do semestre para definir a atuação de cada uma das partes e suas responsabilidades. Para o governador Paulo Câmara, o acerto permitirá celeridade nos projetos desenvolvidos tanto no estado como em terras estrangeiras. A demora para fechar essa parceria teria se dado pelo cumprimento de trâmites burocráticos e protocolos de saúde. Continua…
06/06/2016

Zika: pesquisadores brasileiros não veem motivos para mudar data da Olimpíada…

Pesquisadores brasileiros que participam do Programa de Computação Científica da Fundação Oswaldo Cruz (PROCC/Fiocruz) e da Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro (FGV) prepararam um artigo com uma série de evidências científicas indicando que não há motivo para alterar as datas dos Jogos Olímpicos [5 a 21 de agosto] e Paralímpicos [7 a 18 de setembro] do Rio de Janeiro. A mudança das datas foi proposta por cientistas internacionais em carta aberta à Organização Mundial da Saúde (OMS), preocupados com a chegada de turistas à cidade e que poderiam levar o vírus Zika para os seus países de origem. O artigo publicado na revista científica Memórias, do Instituto Oswaldo Cruz, contesta o argumento porque a atividade do Aedes aegypti é muito baixa no Rio de Janeiro nos meses de agosto e setembro. A coordenadora do programa da Fiocruz, Claudia Codeço, informou em entrevista à […]
29/05/2016

Zika: OMS nega pedido de cientistas para adiar Olimpíada do Rio…

A Organização Mundial da Saúde (OMS) rebateu ontem (28) as declarações de um grupo de cientistas e afirmou que não há motivos para adiar ou cancelar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, previstos para agosto, devido ao surto do vírus Zika. Na avaliação da OMS, eventual mudança no calendário da competição não alteraria significativamente a propagação do vírus. O Brasil é um dos 60 países que registraram a presença do Zika em seu território. “Com base na avaliação atual do vírus Zika circulando em quase 60 países globalmente e em 39 nas Américas, não há nenhuma justificativa de saúde pública para adiar ou cancelar os Jogos. A OMS continuará monitorando a situação e atualizando as recomendações, se necessário”, afirmou a entidade, em comunicado. Continua…
18/05/2016

OMS faz apelo para que ações contra o zika continuem…

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, demonstrou preocupação com a continuidade das ações contra o zika e de assistência às crianças com microcefalia num cenário de mudanças no governo brasileiro. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, em Genebra, na Suíça, a dirigente apelou para que medidas que vinham sendo tomadas sejam mantidas pelo novo Executivo Federal, que políticas de enfrentamento ao vírus não se restringem a governos e que a preocupação cresce à me­­­dida em que novas descobertas ocorrem. Chan também lembrou que o desafio engloba o atendimento aos bebês que nascem com a mal­forma­­­ção cefálica, que vem sendo associada à infecção da mãe pelo vírus ainda durante a gestação. Destacou ainda que esse cenário deman­dará mudanças no sistema de saú­de pública brasileiro e esforços no longo prazo. “Os governos precisam monitorar como essas crianças afetadas vão crescer”, disse ao jor­nal, citando consequências […]
02/05/2016

Na era zika, sífilis avança…

A sífilis congênita, doença centenária largamente conhecida e que provoca graves problemas em bebês, anda esquecida nesta era da Síndrome Congênita do Zika. A previsão do Governo Federal é que os novos casos da transmissão vertical de mãe para o filho em 2016 devem superar 22 mil. Faltam dados fechados de 2015, quando a prioridade do País passou a ser o novo vírus. No entanto, profissionais de saúde asseguram um “boom” da enfermidade. A doença vem seguindo uma progressão de casos novos. Continua…
13/04/2016

Remédio tem ‘resultado promissor’ contra o zika…

Cientistas da Universidade Federal do Rio (UFRJ) e do Instituto D’Or de Ensino e Pesquisa estão testando medicamentos que podem inibir a destruição pelo vírus da zika das células neuronais em fetos. Pelo menos um medicamento, entre dez já testados, se mostrou promissor, informou o neurocientista Stevens Rehen. Esse remédio já é aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e tem indicação para ser usado por grávidas. Os pesquisadores esperam publicar nos próximos dois meses um estudo sobre a atuação do remédio, caso os efeitos iniciais sejam comprovados. Não há ainda informação se o medicamento inibe a replicação do vírus. Os pesquisadores estão analisando de suplementos a antivirais, mas preferem não informar os produtos para evitar automedicação da população. O anúncio foi feito durante o lançamento de uma pesquisa que será publicada nesta semana pela revista científica Science sobre o efeito do zika em modelos que representam o cérebro […]