13/08/2018

Júlio Cavalcanti confirma em nota que não vai disputar eleição…

Em uma nota divulgada em sua rede social, o Deputado Estadual Júlio Cavalcanti (PTB) confirmou que não irá disputar as eleições deste ano quando iria em busca de um terceiro mandato. Na nota, o parlamentar trabalhista agradece o apoio do irmão e deputado federal Zeca Cavalcanti (PTB) e de sua esposa e presidente do PTB, Nerianny Cavalcanti, além de lideranças, familiares e ao senador Armando Monteiro, reafirmando a determinação de trabalhar para sua eleição a governador. Eleito pela primeira vez em 2010 com o apoio do irmão, então prefeito de Arcoverde, Júlio Cavalcanti se reelegeu em 2014 com mais de 47 mil votos. Na nota ele diz que não será candidato por questões de foro pessoal e familiar, mas reafirma que continuará presente em Arcoverde e região. Veja abaixo a nota na íntegra. NOTA DE ESCLARECIMENTO E AGRADECIMENTOS Meus amigos e minhas amigas, Desde 2011, quando assumi o meu primeiro […]
07/08/2018

Os principais desafios de Paulo Câmara …

O grande desafio do governador Paulo Câmara não é apenas vencer a eleição. Vencê-la é apenas o resultado da estratégia a ser adotada. O grande desafio do governador e candidato a reeleição é vencer sua própria rejeição. Tanto os políticos aliados a Paulo, como contrários e adversários dizem que o governador é aquela pessoa “tranquila, honesta e dedicado ao seu trabalho” e pronto. Paulo não é um político, e essa foi uma das dificuldades que ele já conseguiu vencer e chegar onde chegou.  Agora vem o seu segundo desafio: Vencer a grande rejeição dos pernambucanos ao seu governo. Pesquisas feitas por diversos institutos apontam uma alta rejeição ao governo Paulo que atingiu números acima de 50%. No entanto, a sua sorte é que a rejeição não se tornou em votos para a oposição, ou pelo menos ainda não, devido ao descrédito e a desconfiança do povo para com a classe […]
22/05/2018

Histórico eleitoral beneficia reeleição de Paulo Câmara …

Faltando pouco tempo para a definição de candidaturas, o governador Paulo Câmara tem um quadro bastante favorável para a sua reeleição mesmo com todos os desafios que vem enfrentando no seu governo. Desde que a reeleição foi instituída em 1998, considerando aqueles que foram eleitos no tocante a disputa de prefeito do Recife e de governador Pernambuco e tentaram a reeleição, apenas em duas ocasiões não tivemos a consumação da renovação dos mandatos dos governadores e dos prefeitos. Na primeira eleição que se instituiu a reeleição, Miguel Arraes enfrentava uma série de dificuldades no seu governo, sobretudo o escândalo dos Precatórios que mexeu diretamente no quadro eleitoral. Além do mais ainda não havia a cultura da reeleição . Todos os fatores beneficiaram a ascensão de Jarbas Vasconcelos ao Palácio do Campo das Princesas. Assim como Miguel Arraes, Roberto Magalhães na disputa de prefeito acabou derrotado. O diferencial é que Roberto […]
03/04/2018

Paulo Câmara alinhavou bem sua reeleição …

Por Edmar Lyra Apesar de ser um neófito na política tendo sido obrigado por uma fatalidade a governar Pernambuco sem o seu mentor Eduardo Campos, o governador Paulo Câmara mesmo diante dos desafios está prestes a encerrar a primeira fase da pré-campanha com uma situação bastante confortável do ponto de vista político e eleitoral. Mesmo com algumas saídas do PSB por questões meramente eleitorais, o governador não contabiliza nenhuma baixa para a oposição além dos que já eram esperados como Fernando Bezerra Coelho, Mendonça Filho e Bruno Araújo, e caminha para a sua reeleição com a tropa unida. Evidentemente que Paulo Câmara não é uma sumidade de governador, primeiro porque as condições não contribuíram para isso, segundo porque a referência de Eduardo Campos, como grande governador que foi, ainda está muito presente na mente dos pernambucanos e este parâmetro seria cruel com quem quer que fosse o seu sucessor, porém […]
24/03/2018

Michel Temer oficializa projeto de reeleição 

O presidente Michel Temer já não usa mais da sua cautela peculiar para falar que será candidato a reeleição em 2018 porque deu-se conta de que nenhum candidato poderá fazer a defesa do seu governo melhor do que ele. Na verdade, com a reprovação popular que o presidente possui, ninguém iria ousar utilizá-lo na campanha, o que naturalmente daria a entender ao eleitorado que tudo o que foi feito nestes dois anos de governo foi ruim. Na condição de candidato a reeleição, Michel Temer terá a oportunidade de fazer o enfrentamento político e defender o legado de um governo que tem sérios problemas éticos, igualmente ao da sua antecessora, mas que diferentemente do governo anterior, conquistou avanços inegáveis na economia, como a retomada do crescimento econômico, a diminuição do desemprego e o controle da inflação. Como candidato a mais quatro anos, Temer terá dificuldades de vencer, evidentemente por conta do […]
18/03/2018

Temer vai à reeleição para preservar seu “legado”…

Michel Temer avisou a aliados que vai disputar a presidência da República em 2018 para defender o que fez no mandato usurpado da presidente Dilma Rousseff. A informação é do jornalista Marcelo Moraes. “Michel Temer já começou a avisar seus principais interlocutores que está disposto a disputar a reeleição presidencial. Apesar dos baixos índices de aprovação do seu governo – 6% segundo o último levantamento do Instituto Ibope -, o presidente acha que ninguém melhor do que ele será capaz de defender seu legado e sua própria honra Mesmo sabendo que esse patamar de popularidade é um obstáculo pesado para sua candidatura, Temer acha que poderá melhorar de situação com a confirmação da recuperação da economia e com outras medidas que pretende adotar até o final de seu mandato”, escreve. (BR 247)
17/02/2018

Paulo Câmara “girou a chave” e tomou as rédeas da sua reeleição …

Por Edmar Lyra Durante os três primeiros anos do governo, Paulo Câmara foi muito criticado por não fazer política, se preocupando exclusivamente com a gestão e os problemas do estado. Isso terminou prejudicando sua imagem perante os eleitores e a classe política. Porém nestes três anos que se passaram nem mesmo Armando Monteiro que foi seu adversário em 2014 conseguiu surfar na dificuldade do governo, o que permitiu que Paulo Câmara mesmo na adversidade não ficasse completamente inviabilizado. Na segurança pública o governador fez massivos investimentos ao longo de 2017 e já colheu frutos em janeiro deste ano quando houve redução de 6,47% do número de homicídios em relação ao mesmo período do ano passado, o mesmo ocorreu com os estupros quando houve redução de 13,13% em relação ao ano passado. Na educação não é diferente, há uma série de ações que mantêm o excelente resultado obtido nas gestões do […]
17/11/2017

PMDB inicia na TV a campanha para reeleição de Temer, enaltecendo o governo…

Via Marina Dias e Gustavo Uribe / Folha O PMDB usará a propaganda partidária que vai ao ar em rede nacional a partir desta quinta-feira (16) para fazer a defesa do governo Michel Temer e dizer que “a perseguição” contra o presidente “ultrapassou todos os limites”. Em um dos vídeos, ao qual a Folha teve acesso, não há citação nominal ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, mas um narrador afirma que houve uma “trama” para “derrubar” Temer e que ela foi “desmontada”. O presidente e seus aliados dizem que Janot trabalhou para tirar Temer do cargo ao apresentar contra ele duas denúncias – uma por corrupção passiva e outra por obstrução da Justiça e organização criminosa. Ambas tiveram seu prosseguimento barrado pela Câmara. MAIS FORÇA… – “Tentaram derrubar o presidente, mas o Brasil está de pé”, diz o narrador, seguido pelo discurso de Temer: “A verdade é libertadora e não só nos livra das […]
25/10/2017

Tiririca diz que não disputará reeleição em 2018…

“Totalmente” decepcionado com a política, um dos deputados mais presentes em plenário, Tiririca (PR-SP) disse nesta quarta-feira (25) que não vai disputar a reeleição em 2018, depois de dois mandatos. “Não volto”, disse à Folha de S.Paulo o deputado, ator e palhaço. “Precisava do segundo mandato para mostrar que não foi só voto de protesto”, afirmou Tiririca, que irá se dedicar integralmente à vida de ator. “Esperava chegar aqui e aprovar projetos, mas a mecânica daqui é complicada”, disse ele, que nega pretensão de escrever livro para contar o que viu nos bastidores do Congresso. Ele, que nunca fez um discurso no plenário, disse que, até o final do mandato, falará se “despedindo da galera”. “Isso aqui é coisa séria, apesar de ter uns que fazem palhaçada.” Lula Na eleição de 2018, afirmou que apoiará o ex-presidente Lula “se não aparecer nada” contra ele. “Pro povo ele foi fera e […]