27/10/2018

Datafolha para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 55%; Haddad, 45%…

G1 O Datafolha divulgou neste sábado (27) o resultado da última pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado na sexta-feira (26) e no sábado (27) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. O instituto afirma que, um dia antes da eleição, Jair Bolsonaro (PSL), mantém o favoritismo, mas a diferença dele para Fernando Haddad (PT) diminuiu de 18 para 10 pontos percentuais, em nove dias, nos votos válidos. A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, com margem de erro de dois pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 55% Fernando Haddad (PT): 45% No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 56% e Haddad, 44%. Pesquisa Datafolha – 27-10 – Votos válidos no segundo turno da eleição presidencial — Foto: Arte/G1 Para calcular os votos válidos, são excluídos […]
28/09/2018

Pesquisa Datafolha para presidente: Bolsonaro, 28%; Haddad, 22%; Ciro, 11%; Alckmin, 10%; Marina, 5%…

G1 O Datafolha divulgou nesta sexta-feira (28) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 9 mil eleitores entre quarta-feira (26) e sexta-feira (28). O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos. Os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 28% Fernando Haddad (PT): 22% Ciro Gomes (PDT): 11% Geraldo Alckmin (PSDB): 10% Marina Silva (Rede): 5% João Amoêdo (Novo): 3% Henrique Meirelles (MDB): 2% Alvaro Dias (Podemos): 2% Cabo Daciolo (Patriota): 1% Vera Lúcia (PSTU): 1% Guilherme Boulos (PSOL): 1% João Goulart Filho (PPL): 0% Eymael (DC): 0% Branco/nulos: 10% Não sabe/não respondeu: 5% Pesquisa Datafolha – Evolução da intenção de voto para presidente. — Foto: Arte/G1 Em relação ao levantamento anterior do instituto , divulgado na quinta-feira (20): Bolsonaro ficou estável com 28%; Haddad subiu de […]
10/08/2018

Debate inaugural não produzirá virada de votos…

Josias de Souza Nenhum dos quatro principais presidenciáveis —Bolsonaro, Marina, Ciro e Alckmin— protagonizou nada parecido com um tropeço no primeiro debate presidencial de 2018. Por isso, é improvável que o evento resulte numa virada de votos. Serviu apenas para consolidar posições. O canibalismo esteve no limite do aceitável. Os contendores se deram conta de que, a essa altura, a plateia quer mais soluções do que sangue. O debate escancarou uma peculiaridade da atual campanha: todos desejam encarnar a mudança. A temática foi ditada pela rua, de baixo para cima. Incluiu uma agenda tão óbvia quanto urgente —do desemprego à roubalheira, passando pela ruína fiscal e a precariedade dos serviços públicos. A má notícia é que os oito debatedores inundaram o estúdio da TV Bandeirantes com ideias que não deram água para alcançar a canela —em parte por conta do engessamento das regras, em parte pela aridez das propostas. Seja […]
28/04/2018

Joaquim Barbosa não tem paciência para ser presidente…

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa foi recentemente lançado como presidenciável do PSB, porém fez uma afirmação polêmica quando disse que precisava se convencer de ser candidato. Se ele não está convencido de ser candidato como poderá convencer o eleitor a votar nele? Essa dúvida deverá fragilizar sua postulação, mas é apenas um dos problemas que cercam a candidatura dele. De caráter explosivo, Joaquim Barbosa renunciou ao cargo de ministro do STF numa saída até hoje mal explicada. Mas se ele não aguentou ser ministro do STF que são verdadeiros “deuses”, sem nunca serem contrariados, imagine o cargo de presidente que requer jogo de cintura, capacidade de articulação e convencimento dos seus projetos? Essa conta não é fácil de ser fechada porque no primeiro questionamento da imprensa, de eleitores ou de adversários ele poderá ter respostas altamente grosseiras bem ao estilo peculiar de Ciro Gomes, o que tende […]
20/03/2018

Fernando Bezerra Coelho é nomeado presidente da comissão provisória do MDB de Pernambuco…

Após a oficialização da dissolução do diretório estadual do MDB por 17 votos a 6, pela executiva nacional do partido, o senador Fernando Bezerra Coelho foi nomeado presidente da comissão provisória do MDB de Pernambuco.  A dissolução tinha sido autorizada ontem pelo TSE através de uma liminar do ministro Admar Gonzaga e hoje foi efetivada pelo diretório nacional do partido.(Edmar Lyra)
11/03/2018

Pré-candidato do PSOL, Boulos ataca Temer e Bolsonaro…

Paula Soprana – O Globo O PSOL lançou oficialmente ontem Guilherme Boulos como pré-candidato à Presidência da República. O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) prometeu, caso seja eleito, convocar um plebiscito para saber se a população quer revogar medidas do presidente Michel Temer, como a reforma trabalhista. Durante seu discurso, rebateu acusações de que sua candidatura é muito próxima a Lula e criticou o também presidenciável Jair Bolsonaro, a quem chamou de “bandido”. A proposta é semelhante à já feita pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que também acha que a população deve ser consultada sobre medidas de Temer. Na semana passada, a exibição de um vídeo do petista em outro evento de Boulos gerou críticas dentro da sigla, surgida como dissidência do PT. Para uma ala do partido, a candidatura de Boulos não pode virar uma linha auxiliar de Lula nas eleições. Na conferência eleitoral do PSOL, realizada neste sábado em São Paulo, Boulos […]
27/02/2018

Dono da Riachuelo também quer ser presidente…

Flávio Rocha,dono da Riachuelo, tem viagens marcadas a 12 cidades de vários Estados. O giro começa em uma semana e irá até o início de abril. Em cada parada, ele apresentará seu movimento Brasil 200, que defende agenda liberal. Embora não admita publicamente, Rocha sonha com uma candidatura presidencial. O empresário já esteve em Natal, Porto Alegre, Recife, Rio e Vitória. Já o Agora! assinará nesta terça (27) carta de compromisso com a Rede Sustentabilidade da ex-senadora Marina Silva (AC). É o segundo partido com o qual o movimento pela renovação política se associa. Ao menos cinco integrantes do grupo serão candidatos a deputado federal pela sigla. Marina participará do anúncio do acordo na próxima semana, mas a carta seguirá o modelo da que foi assinada antes com o PPS, com garantias de autonomia para o movimento. (Por Folha – Painel)
08/02/2018

Eleições 2018: Luciano Huck discute com FHC retomada de candidatura…

Via Josias de Souza Movimentando-se na direção da retomada de uma candidatura presidencial que dizia ter abandonado, Luciano Huck deve se encontrar com o presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso. Informado de que a conversa poderia ocorrer já nesta quinta-feira, em São Paulo, um correligionário do presidenciável tucano Geraldo Alckmin reagiu com um palavrão. Classificou de “sabotagem” o estímulo de FHC às pretensões políticas do apresentador da TV Globo. Há dois dias, em entrevista à Joven Pan, FHC soou explícito: “É bom ter gente como Luciano, porque precisa arejar, botar em perigo a política tradicional, mesmo que seja do meu partido. É preciso que ela seja desafiada por pessoas portadoras de ideias e processos políticos novos para que o próprio partido possa avançar. Está havendo sinal nessa direção.” O grão-mestre do tucanato como que antecipou a pauta da reunião: “Eu gosto do Huck. Sou amigo dele e da família. Acho que […]
11/01/2018

Eleições 2018: Rodrigo Maia articula sua candidatura a presidente da República…

Os que duvidam das pretensões de Rodrigo Maia (DEM-RJ) deveriam prestar mais atenção à movimentação do presidente da Câmara. Ele recebeu, ontem (10), no Rio, os presidentes do PP, Ciro Nogueira (PI), e do Solidariedade, Paulinho da Força (SP), ao lado de dois ministros de Michel Temer: Alexandre Baldy (Cidades) e Mendonça Filho (Educação). Núcleo duro do suporte a Maia, o grupo saiu com a missão de ampliar o leque de siglas dispostas a apoiá-lo na corrida ao Planalto.Os primeiros partidos a serem abordados pela turma de Maia serão o PSC e o PR. Ainda que a ofensiva não dê frutos agora, aliados do democrata lembram que, a essa altura do campeonato, ele é o único pré-candidato que pode exibir duas siglas, o PP e o Solidariedade, como parceiras. Folha de S.Paulo – Painel