16/11/2018

Com Cuba fora do Mais Médicos, 414 profissionais deixarão de atender em Pernambuco…

Atendendo populações carentes do interior dos estados e das periferias das grandes cidades brasileiras há cinco anos, os profissionais cubanos deixarão de atuar pelo Mais Médicos a partir de janeiro, quando começa a gestão Jair Bolsonaro, que exigiu mudanças no acordo. A decisão do governo de Cuba de encerrar a participação no programa, motivada por “declarações depreciativas e ameaçadoras” do presidente eleito, segundo os cubanos, foi anunciada ontem pelo Ministério da Saúde daquele país, retirando 8,3 mil médicos no atendimento nos postos de saúde brasileiros. Uma estimativa do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) aponta que 24 milhões de pessoas serão diretamente afetadas. Em Pernambuco, nono estado com maior atuação de médicos cubanos, serão 414 profissionais a menos, sendo 13 em unidades indígenas. Diante da ameaça de deixar parte da população sem atendimento, o Ministério da Saúde afirmou que abrirá, nos próximos dias, um edital para preenchimento das […]
15/11/2018

Médicos do interior vão para grandes centros…

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo A lei que criou os Mais Médicos, em 2013, incentivou também a abertura de cursos de medicina no Brasil: desde que ela foi promulgada, 9.137 vagas foram abertas em novos 117 cursos —81% delas, no interior do país. A possibilidade de que os novos profissionais se fixem no interior, onde hoje trabalham os médicos cubanos que sairão do Brasil, é remota de acordo com o histórico do país: 93,4% dos doutores formados em cidades pequenas migraram para centros maiores, segundo estudo feito pela Faculdade de Medicina da USP.  “Os dados mostram como será um problema de difícil solução”, diz o professor Mario Scheffer, autor do levantamento.  “A quantidade de novos profissionais que se formarão mostra o potencial de ocupação desses espaços. Resta saber se os novos médicos brasileiros estarão capacitados, como os cubanos, para trabalhar na atenção primária de locais desassistidos”, afirma.  De acordo com ele, […]
16/12/2016

Mais Médicos: 101 profissionais são substituídos em Pernambuco…

Pernambuco irá receber 101 profissionais para a reposição no programa Mais Médicos, que serão encaminhados para 71 municípios pernambucanos. Até o fim de dezembro, 1.380 profissionais chegarão aos municípios para repor vagas do Programa em todo o país. O anúncio foi feito em Brasília (DF), pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante o encontro com um grupo de médicos, da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que seguiu hoje para os municípios do Nordeste. Dos 1.380, mais de 500 profissionais estão em deslocamento para os municípios, onde atuarão nos próximos três anos. Os demais serão encaminhados até o dia 21 dezembro, entre eles os profissionais que ficarão em Pernambuco. Antes de iniciar as atividades, os médicos participam de acolhimento e regularizam a documentação em Brasília (DF). Ao todo, os profissionais de Cuba vão repor vagas em 1.040 cidades.Confira a quantidade de cidades e vagas que receberão profissionais Continua…
16/04/2016

Mais Médicos abre adesão para novos municípios…

Municípios que estão de fora do Mais Médicos poderão aderir ao programa do Ministério da Saúde e solicitar vagas para médicos na atenção básica. A informação está em editais publicados nesta sexta-feira no Diário Oficial da União. O programa não abre adesão a novos municípios desde janeiro de 2015. Segundo o Ministério da Saúde, para a concessão de vagas do programa a novos municípios serão obedecidos critérios já definidos anteriormente em resolução, como a estimativa da população que necessita ser coberta pela atenção básica em saúde, a quantidade de equipes necessárias para atendimento de 100% da população com maior prioridade, o teto de financiamento do ministério para equipes de Saúde da Família e a infraestrutura física das unidades básicas de saúde. Continua…
03/01/2016

Mídia ignora: Mais Médicos chama 4.146; só brasileiros…

 Fernando Brito A notícia saiu no final do ano e foi solenemente ignorada pelos grandes jornais, salvo se tiver saído algo que escape ao Google: o Mais Médicos contratou este ano 4.146 médicos. Todos eles brasileiros. 92% formados aqui e 8% diplomados no exterior. Um pouco  mais de incentivo – um bônus nas provas de residência médica – e muito menos oposição da mídia e dos órgãos cooperativos, que chegaram a fazer campanha pelo boicote ao programa para que a procura da oportunidade por profissionais brasileiros se multiplicasse. 63 milhões de brasileiros que não tinham médico nas suas localidades são atendidos pelo programa, quase uma em cada três pessoas, em 4.058 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas. 73% das cidades brasileiras estão no Mais Médicos. E agora, o que faltava: os médicos brasileiros estão no Mais Médicos. É uma vitória deles, mas não só deles. É de todos os homens e mulheres de bem […]
18/09/2014

Armando no Jornal da Clube: mais 1.500 médicos para o PSF‏…

O candidato ao governo do Estado Armando Monteiro (PTB) foi o entrevistado do Jornal da Clube, da TV Clube, na noite de ontem (17). Durante dez minutos, Armando elencou suas propostas para as áreas de educação, mobilidade e segurança. Na saúde, o petebista anunciou que, para garantir a cobertura de 100% do Programa de Saúde da Família, vai contratar 1.500 médicos.Ainda na área de saúde, Armando lembrou que a solução não é apenas construir hospitais. “Vamos investir na atenção básica, implantar centros de diagnóstico e imagem para reduzir o tempo de espera por exames, que, em alguns casos, chega a seis meses”, discorreu o petebista. O candidato ainda afirmou que vai priorizar o tratamento das doenças do coração, com a implantação de duas unidades cardiológicas no interior (Agreste e Sertão), além de seis UPAs do Coração na Região Metropolitana do Recife, como maneira de descentralizar o atendimento.Na educação, Armando voltou a […]
16/07/2014

Aécio quer alterar Mais Médicos e manter Bolsa Família…

O candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, senador Aécio Neves, afirmou nesta quarta-feira (16) que, se for eleito em outubro, não terá o “menor constrangimento” em manter os programas sociais criados pelo PT no governo federal, como o Bolsa Família e o Mais Médicos. O presidenciável participou de sabatina promovida pelo jornal Folha de S.Paulo, pelo portal UOL, pelo SBT e pela rádio Jovem Pan em São Paulo. Segundo o senador do PSDB, é normal na política “copiar” os projetos que deram certo e aprimorá-los. Na tentativa de dissipar os boatos que afirmam que há risco de extinção do Bolsa Família caso a oposição vença as eleições deste ano, Aécio reafirmou que o programa de transferência de renda criado no governo Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) será mantido por sua eventual gestão. “Política e administração pública é você copiar as coisas que dão certos e aprimorá-las. […] Não […]
21/03/2014

Chioro: Mais Médicos é aprovado por 84% da população…

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, em palestra realizada ontem, 20, no 58º Congresso Estadual de Municípios, enalteceu o Programa Mais Médicos, dizendo que esta foi uma iniciativa ousada e que tem a aprovação de 84% da população do Brasil. Segundo o ministro, apesar das críticas que o programa recebeu, “é cabal a demonstração que, fora da política eleitoral, ele foi bem compreendido pelos prefeitos”. E citou a adesão das cidades governadas pelo PMDB, com 71%, PSDB 67%, PT 82% e DEM 63%.  Na sua avaliação, um dos pontos fundamentais para o sucesso do programa é a adesão dos médicos cubanos. “Destaco a importância dos médicos cubanos para o êxito técnico neste processo”, frisou. E disse que esses médicos, ao contrário dos profissionais brasileiros e de outras nacionalidades, optaram por atuar nos rincões do País. “Os médicos brasileiros, em sua maioria, optaram por trabalhar nas capitais e cidades litorâneas, o […]
20/02/2014

Armando Monteiro Neto defende benefícios do Mais Médicos…

O senador Armando Monteiro (PTB) defendeu, na última terça-feira (18), o programa Mais Médicos do Governo Federal, destacando que a iniciativa garante mais doutores para o país e mais acesso à saúde para a população. O senador lembrou que, no estado, 438 médicos prestaram 1,5 milhão de atendimentos no âmbito do programa e destacou que esses profissionais integram um grupo ainda maior que, no país, totaliza 6.658 médicos, beneficiando 23 milhões de pessoas no interior e periferias das grandes cidades. Armando também defendeu a proposta de negociação entre os governos do Brasil e de Cuba para conceder reajuste salarial aos profissionais cubanos participantes do programa. “O Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento às pessoas, especialmente aos que moram em regiões onde há escassez e ausência desses profissionais. Com a convocação de médicos, o Governo Federal garantirá acesso à saúde para a população”, disse. O […]