05/12/2017

Escolas se preparam para assimilar mudanças…

Quando a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) for homologada, em 2018, a grade curricular do ensino médio terá uma parte comum e obrigatória a todos, o que vai envolver conteúdos das disciplinas já existentes, e outra em que o aluno vai escolher uma área para aprofundar seus estudos. Enquanto esperam pelas definições, que serão discutidas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), várias escolas públicas e particulares já discutem como as mudanças propostas na reforma do ensino médio podem virar realidade junto a seus estudantes e professores. A visão de quem já está encerrando o ensino médio é de que, com a implantação da reforma, ficará mais fácil para os jovens focarem em suas matérias específicas e chegarem mais bem preparados à vida acadêmica e profissional. “Vejo a reforma como tendo um objetivo principal: dar preferência às escolhas dos alunos, o que acho primordial. Permitir que eles foquem no que gostam […]
18/03/2016

João Alfredo – Caminhada do Dia D em defesa dos Programas Mais Educação e Mais Cultura nas Escolas…

28/10/2015

Rede Estadual engajada na campanha Internet nas Escolas…

Pensar a internet como ferramenta relevante na construção de uma educação melhor no Brasil. Essa é uma das inspirações da campanha Internet na Escola, promovida pelo Instituto Inspirare, Fundação Lemann e a Rede Nossas Cidades, em parceria com o Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS), na qual a Rede Estadual de Pernambuco já está engajada. A Campanha tem como objetivo garantir que todas as escolas públicas brasileiras tenham Internet rápida em suas dependências, possibilitando o uso de tecnologia por todos que frequentam o local. A campanha está dividida em três importantes momentos: o envio de um e-mail à presidente Dilma Rousseff, reforçando o pedido por uma internet veloz; testes de conectividade, para saber como anda a velocidade de conexão da sua escola; e o Dia da Conectividade, que consiste numa série de ações de mobilização a ser realizada nas escolas. Na Rede Estadual de Pernambuco, este […]
15/10/2015

Joaquim Lira que a inclusão da disciplina de Finanças Públicas nas escolas…

O deputado estadual Joaquim Lira propôs recentemente na Assembleia Legislativa o projeto de Lei Ordinária 491/2015. A proposta estabelece a inclusão da disciplina de Finanças Públicas como conteúdo curricular nas escolas de todo o Estado. Segundo Joaquim Lira, a ideia é preencher na estrutura curricular existente a lacuna do desconhecimento acerca das informações referentes aos investimentos realizados pelo Governo de Pernambuco em diversas áreas da administração pública, dando mais transparência e esclarecimentos quanto à aplicação dos recursos. Desta forma, conclui o parlamentar, os pequenos cidadãos e futuros eleitores, bem como a população terão maior conscientização quanto ao Orçamento Público, seus impactos na escolha dos representantes e de que modo a distribuição dos recursos repercute na vida de toda a sociedade. O Projeto de Lei aguarda agora publicação e os trâmites regimentais. (Assessoria / foto Alepe)
03/09/2015

Ministério da Educação vai lançar curso de formação para diretores de escolas…

O ministro da Educação, Janine Ribeiro, disse hoje (3) que em breve será lançado um programa de formação para diretores de escolas. “Queremos lançar isso o mais cedo possível. Mas enquanto não tivermos tudo organizado, não posso anunciar a data”, afirmou, após participar de um seminário sobre educação pública. Sobre os temas a serem tratados na capacitação, o ministro destacou que o importante é ter uma formação em que o diretor da escola seja habilitado a lidar com dados numéricos e estatísticos que, segundo ele, são um “grande diagnóstico” dos pontos fortes e fracos de cada escola. Além de aprender a lidar com as bases de dados fornecidas por órgãos do próprio Ministério da Educação, os diretores serão informados sobre as ferramentas disponíveis para solucionar as dificuldades. “E que ele receba também uma formação para saber quais as soluções que ele tem ao alcance para isso, tanto pedagógicas, quanto do […]
20/02/2014

Alunos transexuais e travestis vão poder escolher o nome que desejam ser chamados dentro das escolas …

Alunos travestis e transexuais vão poder escolher o nome. A determinação veio da Secretaria Estadual da Educação da Bahia, para acabar com o preconceito e possibilitar que os alunos, transexuais e travestis, tenham a liberdade de escolher o nome que desejam ser chamados dentro das escolas. Por conta do preconceito, muitos alunos deixaram de estudar, devido às “gozações” dos colegas, quando eram chamados pelo nome civil, em sala de aula. Este foi o caso da presidente da Associação dos Travestis, Milena Passos. Ela tem aparência de mulher, mas, desde a adolescência desistiu dos seus sonhos de estudar e se tornar uma psicóloga por conta do preconceito enfrentado em sala de aula. Em entrevista ao G1, ela disse que se assustava quando o professor chamava pelo nome de registro e isso virava motivo de piadas entre os alunos. Cansada dos constrangimentos, Milena desistiu de estudar. Para evitar que situações desse tipo continuem ocorrendo nas […]
06/02/2014

Escolas de todo o país vão exigir 60% de presença na pré-escola …

As famílias das quase 5 milhões de crianças na pré-escola de todo o país terão uma preocupação a mais neste ano. Uma lei federal passou a exigir que os alunos nessa etapa tenham ao menos 60% de presença. Vale para crianças na faixa de quatro e cinco anos, da rede pública e particular. Caso a criança ultrapasse esse patamar, pais e escolas poderão ser obrigados a apresentar explicações às supervisões municipais de ensino (que devem fazer avaliações periódicas dos relatórios da rede pública e particular). Os casos graves de faltas podem ser encaminhados ao conselho tutelar ou ao Ministério Público. No limite, os pais correm o risco de serem punidos com base no Estatuto da Criança e do Adolescente, por descumprimento de dever inerente ao poder familiar (multa de 3 a 20 salários mínimos; isto é, de R$ 2.172 e R$ 14.480). Por outro lado, a lei federal que prevê […]
03/02/2014

Copa gera calendário diferenciado nas escolas do país…

Este ano teremos a copa do mundo de futebol aqui no Brasil e as escolas tiveram que adequar o calendário escolar aos dias de jogos para que os alunos e funcionários possam acompanhar as partidas em seus respectivo horários. Umas optaram por estender as férias por mais tempo, outras deverão liberar os estudantes antes do fim período das aulas nos das partidas, principalmente, da seleção brasileira. Por outro lado, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9.394/1996) diz que o mínimo de 200 dias letivos e de 800 horas no ano devem ser cumpridos rigorosamente. Segundo a Lei Geral da Copa (12.663/2012), está estabelecido que os sistemas de ensino adequem os calendários escolares para que as férias tanto da rede pública com da privada possam abranger todo o tempo da copa, que será entre 12 de junho a 13 de julho de 2014. Sendo que, um parecer do CNE – […]
18/01/2014

Escolas públicas devem receber livros didáticos até fevereiro…

Até o dia 10 de fevereiro, as escolas públicas devem receber os livros didáticos. As obras já começaram a ser distribuídas e, segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), 57% foram entregues. Para este ano, há uma novidade no material: os objetos educacionais digitais. São jogos, vídeos e outros recursos disponibilizados em DVDs, que poderão ser livremente copiados pelos estudantes. Além disso, as ferramentas estarão disponíveis na internet, podendo ser acessadas por qualquer pessoa. Segundo o FNDE, 45% dos livros têm materiais digitais. Esses recursos são voltados para os alunos do 6º ao 9º ano, que são os contemplados pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) em 2014. A cada ano, um grupo de séries é beneficiado com os livros reutilizáveis, que serão recebidos este ano e trocados apenas em 2017. Cabe aos estudantes o cuidado com eles, para que possam ser usados por outros colegas no próximo […]