24/06/2015

Corpo da jovem Maria Alice Seabra é encontrado em canavial…

O corpo de Maria Alice de Arruda Seabra, de 19 anos, foi encontrado na tarde desta quarta-feira (24) em um canavial que faz parte do Engenho Burro Velho, localizado entre as cidades de Itapissuma, na Região Metropolitana do Recife, e Goiana, na Mata Norte do Estado. O corpo da jovem estava sem uma das mãos e estava com as roupas do padrasto, Gildo da Silva Xavier, 34, que foi detido na terça (23). A equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), juntamente com a delegada Gleide Ângelo, responsável pelo caso, está trazendo o corpo da jovem para o Recife. Curiosos estiveram no local e foi realizado um esquema de segurança para proteger Gildo, que esteve no local colaborando com as investigações. Maria Alice foi sequestrada no final da tarde da última sexta-feira (19), da frente da casa da mãe, na Avenida Recife, no Bairro da Estância, Região […]
26/12/2014

João Alfredo – Corpo de homem encontrado enforcado na região da Melancia…

A polícia foi acionada por moradores da localidade conhecida por “Caixa D´Água” (Umari), nas imediações do Povoado da Melancia, zona rural oeste de João Alfredo, por volta das 9h00, para fazer o levantamento cadavérico de José dos Santos Silveira – “Zé Biu de Du”, 37 anos. O corpo foi encontrado por familiares enforcado às 7h00 num dos quartos da residência do falecido. Ninguém soube explicar os motivos que levaram Zé Biu de Du a este ato lamentável. O corpo foi encaminhado ao IML-Recife, mas já foi liberado e será velado até a manhã deste sábado (28) e depois seguirá para o sepultamento no Cemitério de São José, em João Alfredo. 
19/04/2014

Corpo em decomposição encontrado na zona rural de João Alfredo…

Por volta das 11h00 deste sábado (19) policiais civis locais, após receber ligações de populares, se deslocaram à povoação do Bandarra, zona rural do município de João Alfredo, onde encontraram um corpo em adiantado estado de decomposição, dificultando a definição do sexo. Ninguém soube informar detalhes que levassem à identificação da pessoa falecida, cujo corpo foi imediatamente levado ao IML – Recife, para os procedimentos de praxe. Nas imediações do local onde o corpo foi encontrado nenhuma família reclamou a falta de algum integrante, levando-se a suposição de possível “desova” de crime praticado noutra localidade.  O corpo exalava forte odor e estava bastante mutilado, talvez devido a ação de animais. O fato está cercado de mistério e a polícia procurando pistas com vistas à elucidação desta ocorrência.