12/07/2018

MDB nacional pede urgência ao STF sobre conflito em PE…

No início da tarde de ontem, o MDB nacional protocolou, no Supremo Tribunal Federal (STF), pedido de “Tutela Provisória Incidental”, baseado no prazo para realização de convenções partidárias (entre os dias 20 de julho a 5 de agosto). Em outras palavras, a sigla faz alerta ao STF em relação ao risco do “perecimento do direito postulado” no caso da disputa pelo comando do MDB pernambucano. No Estado, a legenda segue presidida pelo vice-governador Raul Henry, mediante liminar do ministro Ricardo Lewandowski. O documento protocolado ontem adverte para a “urgência na análise e no deferimento do presente pedido”, considerando o prazo para definição de candidatos e formação de coligações. “Em resumo, o fato de haver datas legalmente estabelecidas para a realização das convenções partidárias – a partir de 20/07/2018 – torna ainda mais urgente a prestação jurisdicional que encerre os litígios no STF e no TSE, de maneira que os processos […]
24/11/2014

Prazo para definição do secretariado estadual vai chegando ao fim…

Com a definição do dia 15 de dezembro para o anúncio do secretariado estadual, o governador eleito Paulo Câmara PSB) intensificará as reuniões com sua equipe e aliados para definir a cara da sua administração. Serão três semanas em que o gestor se dedicará ao processo de transição, conversas com lideranças, definição do novo organograma e os nomes que irão compor o seu secretariado. Nesta segunda-feira (24), o socialista retorna da viagem ao Rio de Janeiro e a expectativa é que as reuniões sejam intensificadas. A Frente Popular tem 21 partidos e será preciso uma nova rearrumação de forças nos governos socialistas. A possibilidade das alterações no Estado terem reflexo a Prefeitura do Recife também é cogitada por alguns socialistas. Internamente, Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), seguem em conversas sobre a conjuntura política. A leitura é que gestor da Capital pode optar por reoxigenar sua […]
07/10/2014

Aécio ou Dilma: PSB pode liberar filiados, diz Amaral…

O presidente do PSB, Roberto Amaral, disse para a candidata derrotada do partido na eleição presidencial, Marina Silva, que será difícil obter a unidade da legenda em torno do nome de Aécio Neves, candidato do PSDB, no segundo turno da disputa. Amaral e a deputada federal Luiza Erundina estiveram na casa de Marina, na noite de segunda-feira, para informar a posição do partido. No PSB, o coordenador da campanha de Marina, Walter Feldman, afirmou que a neutralidade pode ser um caminho adotado pelos socialistas: — Ele (Amaral) disse que a tendência é não ter unidade de apoio a um ou outro candidato. O que talvez leve o PSB a liberar por decisão individual, mas isso ainda não está claro — disse Feldman. Uma reunião da Executiva do partido, marcada para esta quarta-feira em Brasília, vai definir a posição oficial do partido. Apesar de estar filiada ao PSB, Marina Silva não se […]