29/12/2017

Donos de animais domésticos devem preparar ambiente para a noite de Réveillon…

A queima de fogos na virada de ano é tradição em muitas cidades do país. Mas o que é motivo de alegria e deslumbramento entre as pessoas, acaba sendo um momento de desespero para os animais, silvestres e domésticos. É possível, entretanto, criar um ambiente seguro para os animais de estimação, para minimizar os riscos de fuga ou para evitar que eles se machuquem. “A nossa capacidade humana de perceber o mundo não é a mesma dos animais. A sensibilidade de audição e visão pode ser mais ou menos apurada para cada espécie. Nós temos uma capacidade de um gradiente de cores muito mais complexo que a maioria dos animais, mas a percepção auditiva deles é mais apurada que a nossa”, disse a médica veterinária Vânia Plaza Nunes, diretora técnica do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal e especialista em comportamento e bem-estar animal. Os riscos para os animais, […]
16/07/2017

Dia Internacional do Homem chama atenção para cuidados com a saúde masculina…

O homem vive em média sete anos a menos que a mulher. A cada três mortes de adulto, duas são de homens. Segundo dados do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, na faixa de 20 a 59 anos, os homens morrem mais por causas externas, como acidentes de trânsito, acidentes de trabalho e lesões por violência. O segundo motivo de morte entre homens nesta faixa etária são as doenças do aparelho circulatório, seguida das neoplasias. Comemorado ontem (15), o Dia Internacional do Homem traz para o debate os cuidados com a saúde masculina no país. Atualmente no Brasil 18% dos homens brasileiros são obesos e 57% apresentam sobrepeso. Com relação ao tabagismo, 12,7% fumam e sobre doenças crônicas, 7,8% dos homens têm diabetes e 23,6% têm hipertensão. Vinte e sete por cento dos homens consomem bebida alcóolica abusivamente e 12,9% dirigem após beber. Os dados fazem […]
23/05/2016

Cuidados redobrados contra a gripe H1N1…

O cuidado com a gripe precisa ser intensificado a partir da próxima semana. Junho marca o início da chamada temporada da doença, que segue até agosto. Diante da antecipação do surgimento de casos de H1N1 no Brasil, a expectativa é de que o número “extrapole e muito o que foi observado para o mesmo período nos anos anteriores”. A informação foi antecipada pelo presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arbovirose (SBDA), o infectologista Artur Timerman, durante participação, no sábado passado, no Recife, de evento para adolescentes sobre conscientização e prevenção contra a influenza.Os casos de influenza H1N1, conhecida por provocar uma pandemia em 2009, começaram a ser notificados no Brasil em novembro de 2015. Até o dia 9 de maio deste ano, segundo dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, foram registrados 2,8 mil casos de gripe no país, dos quais 2,3 mil por H1N1. A doença já […]
24/11/2015

Ricardo Berzoini diz que ‘todo cuidado é pouco’ contra terrorismo…

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, afirmou ontem (23) que “todo cuidado é pouco” no combate a ações terroristas. A declaração foi dada na abertura do Seminário Internacional de Enfrentamento ao Terrorismo no Brasil, realizado pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), em Brasília, para discutir estratégias contra ameaças terroristas nas Olimpíadas do Rio em 2016 No dia 13 de novembro, atentados terroristas em sete pontos de Paris, na França, deixaram 130 mortos e 350 feridos. Três brasileiros ficaram feridos nos ataques, mas apresentam quadro de saúde estável e não correm risco de morte. “Os eventos recentes e outros mostram que todo cuidado é pouco e toda preparação é pouca. Países que têm já uma história de enfrentamento dessa questão foram alvo de ataques significativos. Nesse campo, não há limite para a nossa preocupação e para tomar todas as providências ao alcance das autoridades brasileiras”, afirmou Berzoini, durante o evento. […]
28/01/2014

Cuidado: mochila escolar pode provocar sérios danos à coluna …

O ano letivo começa e com ele vem a preocupação: o peso levado pelas crianças dentro das mochilas escolares. Ao serem usadas de forma equivocada, o peso em excesso pode levar a sérios desvios na coluna vertebral, com dores e muito desconforto. Segundo o fisioterapeuta Giuliano Martins, diretor regional da ABRColuna (Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna), o ideal seria que o volume carregado não ultrapassasse 10% do peso corporal. Ou seja, quem pesa 40 kg deveria carregar, no máximo, 4 kg. De acordo com o especialista, a falta de um tratamento específico e eficaz pode ocasionar um agravamento das lesões. O recomendado são malas com rodinhas ou então colocar uma alça da mochila em cada braço, com a divisão correta do peso. O importante também é cuidar da postura desde a infância, evitando esforços prejudiciais e praticando atividades físicas para o fortalecimento dos músculos. Projeto de lei Um texto […]