21/11/2021

Presidente da Fundação Palmares sobre Dia da Consciência Negra: ‘Vitimização’

Agência O Globo Presidente da Fundação Palmares, órgão responsável pela preservação dos valores culturais, sociais e econômicos decorrentes da influência negra na formação da sociedade brasileira, Sérgio Camargo usou o Twitter, ontem (20), para criticar e esnobar o Dia da Consciência Negra. Ele defende que a escolha de Zumbi dos Palmares como “ícone” da luta racial deveria ser revista. Conhecido pela posição de extrema direita alinhada ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) — e por propagar fake news e declarações racistas —, Camargo afirmou, nesta manhã, que o Dia da Consciência Negra deveria se chamar “Dia de Vitimização do Negro”. Internautas contestaram as afirmações do presidente da Palmares, destacando a importância histórica de Zumbi dos Palmares. “Impressionante como um negro que tem um lugar de fala na sociedade, e ao invés de aproveitar a própria posição que tem, prefere só aparecer para falar besteira”, escreveu um seguidor sobre Camargo. Outro […]
19/11/2021

10 anos após decisão do STF, número de casamentos gays deve bater recorde neste ano

g1 O número de casamentos homoafetivos deve ser recorde neste ano. É o que mostra um levantamento exclusivo do g1 com dados fornecidos pela Arpen (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais). A previsão é que 2021 tenha mais de 10 mil casamentos de pessoas do mesmo gênero. Com isso, a marca de 2018 deve ser superada. Até agora, foram 8.607 casamentos de janeiro a outubro de 2021. Considerando a média mensal, a estimativa é passar dos 10 mil casamentos homoafetivos neste ano. Em 2018, foram 9.520. Dois fatores também podem elevar ainda mais esses números: dezembro costuma ser o mês com mais casamentos e a melhora na pandemia, com alta taxa de vacinação. Há 10 anos, em 2011, um julgamento no Supremo decidiu a favor da união estável de casais homoafetivos. Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça publicou uma resolução que ampliou a decisão para todo o país e exigiu que […]
19/11/2021

Conheça sete expressões racistas para excluir do vocabulário

Folha de Pernambuco Neste dia 20 de novembro é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra e é sempre importante reforçar a necessidade de seguir falando sobre racismo estrutural. Foram mais de 300 anos de escravatura na história do Brasil e que acarretaram uma forte carga cultural no imaginário social presente até hoje.  A própria língua portuguesa, importada e imposta pelos colonizadores brancos, ainda carrega diversas expressões que têm sua origem no período escravocrata ou associam o povo negro a conotações pejorativas. São termos que ainda podem passar despercebidos no dia a dia, mas que contam muito sobre a história de um país marcado pela escravidão. “As pessoas usam certos termos, convivem com atitudes racistas e nem percebem. Em um país em que mais de 50% da população é negra, isso é muito grave”, aponta Paulo Sergio Gonçalves, coordenador do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas da Estácio e doutorando em […]
24/11/2017

Ecos da comemoração do Dia da Consciência Negra, no Povoado dos Brejinhos…

Data: 23 / 11 / 2017 Povoado dos Brejinhos – João Alfredo-PE Escola Municipal Heliodoro Gonçalves de Arruda Fotos: Facebook
16/11/2016

João Alfredo – Ecos da comemoração do “Dia da Consciência Negra”, no Povoado dos Brejinhos…

Data: 16 / 11/ 2016 Local: Escola Municipal Heliodoro Arruda Povoado dos Brejinhos João Alfredo – PE Fotos: Redes Sociais
20/11/2014

Dia da Consciência Negra…

O Dia da Consciência Negra, Feriado em muitos municípios, comemorado no dia 20 de novembro remete-nos a Zumbi dos Palmares, o maior ícone da resistência negra ao escravismo no Brasil. Data marcada país afora por manifestações, passeatas e seminários em várias cidades brasileiras, em cerca de 225 municípios trata-se de feriado, tamanha a importância do evento. O estado onde mais cidades decretaram feriado é o Rio de Janeiro. O Mito: Zumbi foi o grande líder do quilombo dos Palmares, respeitado herói da resistência anti-escravagista. Pesquisas e estudos indicam que nasceu em 1655, sendo descendente de guerreiros angolanos. Em um dos povoados do quilombo, foi capturado quando garoto por soldados e entregue ao padre Antonio Melo, de Porto Calvo. Criado e educado por este padre, o futuro líder do Quilombo dos Palmares já tinha apreciável noção de Português e Latim aos 12 anos de idade, sendo batizado com o nome de Francisco. Padre […]