10/12/2018

Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles não votaram nele…

No discurso de diplomação, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, prometeu nesta segunda-feira (10) governar para todos, sem distinção de raça, cor, renda, religião e sexo. Bolsonaro pediu a confiança daqueles que não votaram nele. Também afirmou que ovoto é um “compromisso inquebrantável”. Segundo ele, a construção de uma nação mais justa depende da “ruptura de práticas que retardaram o progresso no país”, como mentiras e manipulação. “A partir de 1º de janeiro, serei o presidente dos 210 milhões de brasileiros. Governarei em benefício de todos sem distinção de origem social, raça, sexo, cor, idade ou religião”, afirmou o presidente eleito durante a cerimônia de diplomação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Bolsonaro disse que a diplomação representa o reconhecimento da decisão do eleitorado brasileiro, em “eleições livres e justas”. Agradeceu o trabalho da Justiça Eleitoral, o apoio da família e os 57 milhões de votos. Em primeiro lugar, agradeceu a Deus por estar vivo, após ter sido esfaqueado no […]
11/11/2018

Bolsonaro diz que, se fosse Temer, vetaria reajuste para magistrados…

Agência Brasil O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que, se fosse o presidente Michel Temer, vetaria o reajuste de 16% sobre o salário dos magistrados e da Procuradoria-Geral da República com base na Lei de Responsabilidade Fiscal. A afirmação foi feita ontem (10) em entrevista a uma emissora de televisão, cuja gravação foi publicada nas redes sociais de Bolsonaro. Questionado pelo repórter, o futuro presidente disse que, se a decisão estivesse em suas mãos, vetaria o aumento. “Agora, está nas mãos do presidente Temer, não sou o presidente Temer, mas se fosse, acho que você sabe qual seria minha decisão. Não tem outro caminho, no meu entender, até pela questão de dar exemplo. Eu falei antes da votação que é inoportuno, o momento não é esse para discutir esse assunto. O Brasil está numa situação complicadíssima, a gente não suporta mais isso aí, mas a decisão não cabe a mim. […]
07/11/2018

Bolsonaro defende que professores sejam gravados: “Tem que se orgulhar e não ficar preocupado”…

O presidente eleito Jair Bolsonaro criticou o que chamou de “doutrinação desacerbada” (sic) em questões do Enem, aplicado neste domingo em todo o país. Em entrevista à “TV Band”, na tarde de segunda-feira (5), Bolsonaro disse que “é um vexame ver o que cai na prova do Enem” e defendeu que se cobre “o que tem a ver com a questão do Brasil e da cultura”. O capitão do Exército disse ainda que professores devem se orgulhar e não ficar preocupados com gravações em salas de aula.  — Não tenho implicância com LGBT, mas uma questão de prova que entra na linguagem secreta de gays e travestis não medem conhecimento nenhum. Temos que fazer com que o Enem cobre conhecimentos úteis para a sociedade. O presidente eleito se referia à questão número 37 do caderno de Linguagens do Enem realizado domingo. A questão mostra um texto sobre “pajubá, o dialeto secreto dos […]
22/10/2018

Pesquisa CNT/MDA: Bolsonaro tem 57% dos votos válidos; Haddad, 43%…

Nova pesquisa do instituto MDA, feita a pedido da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e divulgada nesta segunda-feira 22, mostra o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, com 57% das intenções de voto, contra 43% do adversário, Fernando Haddad (PT). Os números dizem respeito aos chamados “votos válidos”, que desconsideram brancos, nulos e indecisos, assim como a apuração oficial da Justiça Eleitoral. Está e a primeira pesquisa CNT/MDA neste segundo turno das eleições 2018, registrando uma diferença levemente menor do que a verificada na semana passada por institutos como Ibope e Datafolha, que traziam o capitão da reserva entre 58% e 59%. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Entre os votos totais, Bolsonaro aparece com 48,8% e Haddad, com 36,7%. Brancos e nulos são 11% e os indecisos somam 3,5%. Além da desvantagem de catorze pontos percentuais, o candidato do PT ainda […]
17/10/2018

Cid Gomes vai ao TSE para impedir uso do seu discurso na TV…

O senador eleito pelo PDT no Ceará, Cid Gomes, recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na noite de ontem (16) contra o uso de sua imagem no programa eleitoral de JairBolsonaro (PSL). O rival de Fernando Haddad (PT) na disputa presidencial levou ao ar na noite desta terça o desabafo que Cid fez contra petistas na segunda-feira (15). A defesa de Cid, irmão de Ciro Gomes (PDT), diz que Bolsonaro lançou mão de “ardiloso artifício para tentar repassar à população fatos que não condizem com a realidade”. Os advogados do pedetista alegam que a campanha do capitão reformado infringiu a lei eleitoral porque não poderia transmitir propaganda com a imagem de candidato que pertence a partido que declarou apoio a outro. Os representantes de Cid ainda afirmam que a campanha de Bolsonaro tenta “criar, artificialmente, estados mentais na população, na nítida tentativa de induzir o eleitorado à erro” e anexa à peça reportagens em que Cid declara voto no petista no segundo turno. “A adoção desse tipo de publicidade, direcionando […]
17/10/2018

Onyx Lorenzoni diz que condições fisiológicas impedem Jair Bolsonaro de participar de debates…

O coordenador da campanha do presidenciável, Jair Bolsonaro (PSL) e provável ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM-RS) disse que o deputado fluminense não tem no momento condições alguma de participar de debates televisivos. – Vou ser bem claro com vocês. Um paciente colostomizado, ele peida, fede. Você acha isso agradável no meio de um debate político? – Disse o deputado.  O deputado federal do Democratas disse que dificilmente Bolsonaro irá fazer alguma viagem neste segundo e deverá permanecer no Rio de Janeiro, em sua residência para se recuperar o mais rápido possível.
13/10/2018

Bolsonaro defende reforma administrativa para remanejar recursos para ‘áreas essenciais’…

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, defendeu nesta sexta-feira (12), em uma rede social, uma reforma administrativa como forma de reduzir e remanejar “gastos desnecessários” e, assim, destinar mais recursos para áreas consideradas “essenciais”. “Pretendemos realizar uma reforma administrativa no governo, reduzindo e remanejando gastos desnecessários, destinando recursos para áreas essenciais, combatendo fraudes e possibilitando a melhora de programas sociais, tudo sem custo. Isso é possível com independência e nós temos!”, declarou ele. Bolsonaro avaliou que, ao combater fraudes em programas sociais, sobrarão mais recursos para “garantir maior renda aos mais necessitados”. “Descentralizando recursos, estados e municípios terão maior autonomia financeira para atender as peculiaridades de suas regiões”, acrescentou o candidato. Ele disse ainda que cortará gastos desnecessários reduzindo o número de estatais e ministérios e indicando, “sem pressões de viés sindicalista, nomes técnicos e capacitados, prezando pela eficiência de cada campo”. No fim da manhã, Bolsonaro […]
13/10/2018

‘Bolsonaro pode transformar o Brasil na Venezuela’, diz professora dos EUA…

O deputado Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, foi alvo de comentários negativos na imprensa da França e dos Estados Unidos. A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, que disputa uma vaga no parlamento do país, disse em uma entrevista que “Bolsonaro diz coisas desagradáveis”. Já na rede de TV norte-americana Fox News, canal conservador que apoia Donald Trump, a diretora de Estudos Latino-Americanos da Universidade Johns Hopkins, Monica de Bolle, disse que o político brasileiro é conhecido por “seu fluxo constante de comentários depreciativos sobre mulheres, negros, povos indígenas e gays”. De acordo com a professora, o viés militar de um governo Bolsonaro poderia transformar o Brasil em uma Venezuela. Atualmente, o país governado por Nicolás Maduro tem uma forte presença de militares no Estado, e as Forças Armadas, que apoiam majoritariamente o governo, são usadas para manter o controle em meio a maior […]
13/10/2018

Bivar ganha protagonismo político local e nacional …

Quando a pré-candidatura de Jair Bolsonaro era apenas um sonho distante, o presidenciável teve que buscar um partido para colocá-la em prática. Era filiado ao PP, mas deixou a sigla rumo ao PSC, que acabou não lhe garantindo a legenda, então iniciou negociações com o PEN no sentido de formalizar a candidatura. Ficou acertado que a sigla mudaria de nome para Patriota, porém novamente ele enfrentou problemas no partido e sua filiação acabou não ocorrendo. O PSL, comandado por Luciano Bivar, estava iniciando um processo de mudança de nome para Livres, cujo líder era o seu filho Sérgio Bivar. A mudança de nome atrairia diversos segmentos sociais como o RenovaBR, o Movimento Brasil Livre, etc, porém para o PSL continuar existindo ele precisava superar a cláusula de barreira, e a única saída era apresentar uma candidatura competitiva presidencial. O casamento Bolsonaro e PSL ocorreu no início deste ano, porém com […]