13/09/2015

Governo já cortou quase 800 mil famílias do Bolsa-Família…

Primeiro, chega a “cartinha”. Com carimbo do Ministério do Desenvolvimento Social, ela pede ao beneficiário do Bolsa Família que se apresente na prefeitura da cidade para agendar a visita de um assistente social à sua casa. A partir desse momento, o dinheiro do programa já para de entrar na conta da família. Semanas depois, o assistente social toca a campainha. Prancheta, caneta e almofadinha de carimbo na mão (para os casos em que o beneficiado não sabe escrever), ele faz perguntas sobre cada morador da casa: quem estuda, quem trabalha, quanto ganha. Caso note a presença de uma moto, de uma TV de LED ou de qualquer elemento que destoe do cenário de pobreza obrigatório, indaga quando a família adquiriu o bem e com que recursos. Encerrada a entrevista, pede ao beneficiário que assine o formulário preenchido e encaminha o papel à prefeitura. Feito isso, o resultado é quase sempre […]
02/06/2015

Governo atrasa repasses de verba para controle do Bolsa Família…

Prefeituras e Estados em todo o país não receberam até agora nenhum repasse do governo federal relativo a 2015 para a gestão do Bolsa Família. Os atrasos comprometem a checagem da frequência de crianças nas escolas e postos de saúde e a atualização cadastral dos beneficiários. Os repasses feitos neste ano, entre fevereiro e abril, referem-se a meses dos últimos trimestres de 2014. Embora as 14 milhões de famílias beneficiárias estejam com o recebimento em dia, os programas de acompanhamento nunca tinham sofrido atrasos dessa magnitude. Em algumas prefeituras, que também sofrem com queda na receita, houve corte de funcionários ligados ao programa. O Ministério do Desenvolvimento Social reconhece os atrasos e diz que a situação deve se normalizar assim que receber repasses do Tesouro Nacional. Neste ano, a ação “Serviço de apoio à gestão descentralizada do programa Bolsa Família” tem previsão orçamentária de R$ 535 milhões. Segundo a ONG […]
24/01/2015

Tabela de pagamentos do Bolsa Família, em 2015…

Para saber em que dia sacar o dinheiro, a família deve observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. Para cada final do NIS, há uma data correspondente por mês, que indica o primeiro dia em que a família pode fazer o saque. O benefício é pago nos últimos 10 dias úteis de cada mês, de forma escalonada. Em janeiro, por exemplo, os benefícios serão pagos entre os dias 19 e 30. Os recursos ficam disponíveis para saque durante 90 dias.
28/09/2014

Armando promete integrar Chapéu de Palha e Bolsa Família…

O candidato da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, Armando Monteiro Neto (PTB), prometeu ontem (27) que, se eleito, vai trabalhar para integrar o Chapéu de Palha – programa de auxílio aos trabalhadores do campo no período da entressafra – ao Bolsa Família do Governo Federal. Durante entrevista à TV Jornal Caruaru, o petebista afirmou, ainda, que vai corrigir os valores do benefício, bem como ampliá-lo. “O meu governo vai conjugar o Bolsa Família com o Chapéu de Palha. Vamos manter o Chapéu de Palha e corrigir os valores que estão defasados”, garantiu Armando na Capital do Agreste, segundo compromisso de campanha neste sábado. Estava na estrada cedo, após participar do debate na noite da sexta-feira, o candidato. Falando para uma região que tem no polo de confecções uma das principais atividades econômicas, o candidato prometeu fazer uma política tributária que estimule o crescimento do setor. O plano do candidato a governador […]
16/07/2014

Aécio quer alterar Mais Médicos e manter Bolsa Família…

O candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, senador Aécio Neves, afirmou nesta quarta-feira (16) que, se for eleito em outubro, não terá o “menor constrangimento” em manter os programas sociais criados pelo PT no governo federal, como o Bolsa Família e o Mais Médicos. O presidenciável participou de sabatina promovida pelo jornal Folha de S.Paulo, pelo portal UOL, pelo SBT e pela rádio Jovem Pan em São Paulo. Segundo o senador do PSDB, é normal na política “copiar” os projetos que deram certo e aprimorá-los. Na tentativa de dissipar os boatos que afirmam que há risco de extinção do Bolsa Família caso a oposição vença as eleições deste ano, Aécio reafirmou que o programa de transferência de renda criado no governo Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) será mantido por sua eventual gestão. “Política e administração pública é você copiar as coisas que dão certos e aprimorá-las. […] Não […]
04/06/2014

Trunfo do PT, Bolsa Família também pode virar plataforma de Aécio…

Que o Bolsa Família será um dos principais cabos eleitorais da campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff não resta a menor dúvida. A todo momento, as páginas do PT nas redes sociais apresentam dados e links referentes aos êxitos do programa. A novidade nessa história toda é que o presidenciável do PSDB, senador Aécio Neves também colocará o Bolsa Família na sua plataforma de campanha. E o fará com um trunfo: o projeto de lei que garante a extensão do benefício do Bolsa Família por até seis meses no caso do beneficiário aumentar sua renda em decorrência de atividade profissional ou econômica. O texto já foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado e será ainda avaliado pela Comissão de Direitos Humanos (CDH). Governo federal Se aprovada pela CDH, o projeto pode seguir direto à Câmara dos Deputados sem precisar ser submetida a voto no plenário do Senado. […]
02/05/2014

Governo publica reajuste do piso do Bolsa Família…

O Governo Federal publicou na edição desta sexta-feira (2) do Diário Oficial da União o decreto que reajusta em 10% o piso do programa social Bolsa Família, cujo valor mínimo agora passa de R$ 70 para R$ 77. A medida havia sido anunciada na última quarta-feira (30) pela presidente Dilma Rousseff (PT), durante pronunciamento dedicado ao Dia do Trabalho, em cadeia de rádio e televisão.O valor reajustado começará a ser pago no dia 1º de junho de 2014, segundo o decreto. De acordo com dados do governo, a atualização dos valores beneficiará 36 milhões entre as 50 milhões de pessoas cadastradas no programa.No pronunciamento na tevê, a presidente afirmou que o objetivo é assegurar que esses brasileiros “continuem acima da linha de extrema pobreza definida pela ONU [Organização das Nações Unidas]”.Conforme o Banco Mundial, a pobreza é caracterizada nos casos de quem vive com menos de 1,25 dólar por dia […]
26/04/2014

Bolsa Família é a arma do duelo de Dilma contra Eduardo…

O governo começou a se preparar para responder aos adversários de Dilma Rousseff a respeito do Bolsa Família. O primeiro alvo é o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e a promessa de ampliar o programa para atender mais 10 milhões de famílias. Para início de conversa, diz o governo, as estatísticas apontam 500 mil famílias na miséria que teriam direito ao benefício. O governo tenta hoje localizar essas pessoas para abrigá-las. Esse argumento será batido pela presidente Dilma Rousseff, uma vez que é positivo dizer que já reduziu a miséria. O outro argumento que será usado para derrubar a promessa de Eduardo é de natureza econômica. Por mais que ele reduza o número de ministérios, o cálculo do Poder Executivo indica uma economia de menos de R$ 2 bilhões. A ampliação prevista pelo PSB obrigaria a um investimento de mais R$ 20 bilhões, Não há hoje folga orçamentária para direcionar esses […]
31/03/2014

Eduardo Campos diz que Bolsa Família veio de programas de FHC…

Pré-candidato do PSB à sucessão presidencial, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (foto abaixo), defendeu a universalização do Bolsa Família, e disse que o programa representa uma conquista social, ‘um direito da cidadania’ tão grande quanto foi a criação do salário mínimo, no governo do ex-presidente Getúlio Vargas. Afirmou, no entanto, que aquele que é hoje o programa mais popular das gestões do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff, na realidade, é uma versão melhorada das iniciativas implantadas no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. — O Bolsa Família é uma conquista importante da democracia. Foi uma evolução de programas criados por Fernando Henrique Cardoso, que Lula melhorou. No tempo do (ex-presidente) Fernando Henrique tinha Bolsa Gás, Bolsa Escola, e Lula ajudou a ampliar, assim como uma casa, que você reforça o alicerce, aumenta o telhado, e faz um imóvel ainda maior — disse. (O Globo – Letícia Lins) […]