28/07/2018

Proporção de adolescentes eleitores aumenta pela primeira vez desde 2006…

Aluna do colégio Renascença, localizado na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, Milena Altman Charatz vai votar pela primeira nas eleições gerais de outubro. Aos 17 anos, seu voto é facultativo. Ir às urnas não é obrigatório para analfabetos, menores de idade com mais de 16 anos e idosos acima dos 70. Charatz faz parte de uma estatística animadora. Em 2018, a proporção de jovens de 16 e 17 anos que tiraram título de eleitor para o pleito geral teve a primeira alta desde 2006. Segundo dados analisados pela Folha de S.Paulo a partir de números divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 29,5% desta faixa etária está alistada para votar em outubro. Isso corresponde a 250 mil novos eleitores. Em 2014, na eleição que reelegeu a petista Dilma Rousseff, essa porcentagem era de 23,9%. “Pelo rumo que a política tomou, eu decidi […]
01/11/2017

Desemprego recua para 12,4% em setembro, a menor taxa do ano…

O desemprego ficou em 12,4% no trimestre encerrado em setembro – a menor taxa do ano, segundo dados da Pnad Contínua, divulgados nesta terça-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação ao trimestre anterior, de abril a junho, quando o índice ficou em 13%, a queda foi de 0,6 ponto percentual. Já na comparação com o mesmo trimestre de 2016, quando a taxa chegou a 11,8%, houve alta, também de 0,6 ponto percentual. Em setembro, a população desocupada foi registrada entre 13 milhões de pessoas. O número representa uma queda de 3,9% em relação ao trimestre anterior. Frente ao mesmo trimestre do ano anterior, o número de desocupados subiu 7,8%. Com a queda do desemprego, a população ocupada aumentou e chegou a 91,3 milhões, uma alta de 1,2% em relação ao trimestre anterior e de 1,6% sobre 2016. (G1)
08/06/2016

Preço do quilo do feijão ultrapassa R$ 10 no Grande Recife…

Nas feiras livres ou nos supermercados, a reclamação do consumidor é unânime: o aumento expressivo do preço do feijão. Segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), houve um crescimento de 7,20% no preço do alimento de abril para maio. Em alguns lugares, o quilo já ultrapassa os R$ 10, fazendo do grão uma raridade na mesa do recifense. “Nunca vi o feijão tão caro assim! Está a preço de ouro. Quando eu compro, a gente faz a festa lá em casa”, brinca a comerciante Maria Lopes da Silva. Segundo ela, a alternativa é comprar outros alimentos mais baratos, como batata ou fubá. Para a família, a troca não faz o mesmo efeito; para o bolso, o alívio é considerável.  De acordo com o Dieese, o feijão teve alta em 24 capitais brasileiras. A seca em estados como Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás – locais de […]
05/06/2016

Desemprego em Pernambuco chega a 13,3% no primeiro trimestre…

A procura por emprego vem crescendo no Grande Recife. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)mostram que o desemprego em Pernambuco ficou em 13,3% no primeiro trimestre deste ano. No mesmo período do ano passado, era de 8,2%. O estado está na terceira posição no Nordeste – as maiores taxas estão na Bahia e Rio Grande do Norte. Aproximadamente 550 pessoas procuram, diariamente, a Agência do Trabalho da Rua da Aurora, no Recife, em busca de emprego. Atualmente, a oferta tem sido de 50 vagas por dia – há três anos, chegaram a ser 1.500 por dia, uma redução significativa de oportunidades de emprego. Mesmo com menos vagas, vale a pena procurar uma Agência do Trabalho – qualquer uma das 29 unidades da que é mantida pelo governo de Pernambuco em todo o estado. “É importante a pessoa estar cadastrada na Agência do Trabalho, traz inúmeros benefícios […]
16/08/2015

Mesmo diante de crise, lucro dos bancos não para de crescer…

Mesmo em meio à turbulência vivida pela economia brasileira e que pode levar o país a registrar a primeira recessão após a crise mundial de 2009, existe um setor que não deixou de crescer este ano: o bancário. Enquanto a indústria recuou mais de 6% no primeiro semestre e o comércio registrou a maior queda nas vendas desde 2003, o lucro dos bancos bateu recordes. Somados, os ganhos dos quatro maiores bancos cresceram mais de 40% no primeiro semestre, na comparação com os primeiros seis meses de 2014.  Tal movimento, contrário à maré baixa enfrentada pela economia brasileira, pode ser compreendido como “oportunidade”. “Qualquer crise pega a sociedade de forma diferenciada. Os bancos passam por um momento em que o produto que vendem está altamente valorizado. A taxa de juros real de hoje é a segunda mais alta do mundo”, analisou o professor do departamento de economia da PUC-SP Claudemir Galvani. (G1)
14/07/2015

Venda de veículos usados cresce 4,1% no 1º semestre, aponta Fenauto…

Em meio a um cenário de queda nos emplacamentos de veículos novos, as vendas de seminovos e usados cresceram 4,1% no primeiro semestre deste ano em relação a igual período de 2014, mostram dados são da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), divulgados ontem (13). De janeiro a junho, foram comercializados 4,979 milhões de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus usados, ante 4,783 milhões nos seis primeiros meses de 2014. Apenas em junho, foram vendidos 887,8 mil veículos, 3,97% a mais do que em maio. Na comparação com junho do ano passado, quando as vendas foram prejudicadas pela Copa do Mundo, o crescimento foi de 18,02%. Em nota, a Fenauto destaca que os números mostram que o ritmo de comercialização de usados vem se mantendo “estável em patamares positivos”, apesar o cenário de crise do setor. “(A federação) está satisfeita com os resultados obtidos, em meio a […]
05/02/2015

Aumentam as doenças de pele nas crianças…

Com o calor e consequente aumento na produção de suor, os casos de doenças de pele são mais frequentes, principalmente no público infantil. Dois fatores contribuem para esse cenário: a temperatura elevada e o excesso de umidade. As crianças transpiram mais, o que favorece o desenvolvimento de fungos e bactérias, por exemplo, facilitando o surgimento de dermatoses. Em geral, a melhor forma de evitá-las é o uso de roupas leves e frescas, especialmente as peças feitas de algodão. O uso de protetores solar e a manutenção de uma boa higiene também são fundamentais. Brotoeja Os bebês são os que mais sofrem com as brotoejas, também conhecidas como miliária. A presidente do Departamento de Dermatologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), Silvia Assumpção Soutto Mayor, explica que isso acontece porque a glândula que produz suor e o expele, chamada de sudorípara, ainda não está completamente formada, dificultando sua eliminação de […]
05/02/2014

Cresce o número de jovens eleitores em João Alfredo…

Nas eleições deste ano, centenas de eleitores de 16 e 17 anos vão às urnas pela primeira vez em João Alfredo. Antes de completar 18 anos, o alistamento eleitoral é opcional, mas os números cada vez maiores revelam o interesse dessa parcela de eleitores com o processo eletivo nacional. É o caso do jovem Diego Antônio Leal dos Santos (foto), 16 anos, neto do vereador David Santos (PTB). David, inclusive, fez questão de prestigiar o ato de inscrição eleitoral do neto, ocorrido na manhã de ontem, no Cartório Eleitoral de João Alfredo. “Estou revivendo a mesma emoção que tive quando tirei o meu título eleitoral e, anos depois, quando vi o pai do Diego, o Tony Santos, efetivando o mesmo procedimento. É muito importante para a democracia a participação da juventude, aumentando ainda mais o comprometimento da classe política no atendimento às demandas da população”, frisou David, que exerce o […]