06/06/2022

Neoenergia acata proposta de Danilo de anistiar conta de luz das pessoas afetadas pelas chuvas

O deputado federal Danilo Cabral reuniu-se, hoje, com o presidente da Neoenergia Pernambuco, Saulo Cabral, e a diretoria da empresa. Ao lado dos também dos parlamentares federais Silvio Costa Filho, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, e Felipe Carreras, Danilo solicitou a anistia da conta de luz para as pessoas afetadas pelas chuvas. O pedido foi acolhido pela Neoenergia, que vai anunciar oficialmente a medida. Danilo também vai propor o mesmo para a conta de água, em encontro com a presidente da Compesa, Manuela Marinho.  Blog Magno Martins – Ao final do encontro, Danilo ficou responsável por fazer uma articulação entre o Governo de Pernambuco e a Neoenergia, para que se possa avançar na tentativa de zerar o ICMS na conta de luz das pessoas registradas no CadÚnico dos municípios que decretaram estado emergência. Na prática, a ação diminuirá o valor da conta para esses pernambucanos. À Neoenergia, a […]
19/04/2016

Aliados querem ‘anistia’ para Eduardo Cunha…

Estadão Conteúdo  Fortalecido pela aprovação do prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conta com apoio de partidos do Centrão (PP, PR e PSD) e de parte da oposição para enterrar o processo por quebra de decoro no Conselho de Ética e salvar o mandato. Aliados de Cunha dizem já ter maioria no conselho para salvá-lo. Hoje, têm o apoio de PR, PP, PTB, PRB, PSD, PSC, SD e parte do DEM para blindá-lo na Casa. Há uma avaliação entre os apoiadores do presidente da Câmara de que ele manterá o apoio do grupo. Também apostam na retribuição pelo avanço do impeachment contra Dilma, tocado por Cunha com celeridade. Um dos defensores dessa posição é o deputado Paulinho da Força (SD-SP), um dos mais aguerridos defensores de Cunha na Casa. “Todo mundo sabe que sem Eduardo Cunha não haveria […]
10/12/2014

Base aprova flexibilização da meta fiscal do governo…

O plenário do Congresso Nacional concluiu ontem (9) a votação do projeto que muda a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014 e flexibiliza a meta fiscal do governo federal. A última emenda em votação proposta pela oposição foi rejeitada e a proposta vai agora à sanção presidencial. Na semana passada, os parlamentares passaram quase 19 horas no Congresso votando a proposta. A sessão se estendeu até as 5 horas da madrugada de quinta-feira, 4, e a votação só não foi concluída por falta de quórum. Hoje, a sessão durou menos de três horas. PSDB, DEM, PV, PPS e PSB entraram em obstrução, mas ainda assim a base governista conseguiu impedir a aprovação da emenda do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) por 247 contra 55 à favor da emenda. Não foi necessária a verificação dos votos no Senado. Os partidos de oposição ainda tentaram utilizar manobras regimentais para retardar a conclusão do […]