Resultado do Enem será divulgado nesta sexta-feira às 10h…
18/01/2019
Fux coloca Flávio Bolsonaro no olho do furacão…
18/01/2019

Rodrigo Maia é a opção pelo equilíbrio de forças …

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, esteve em Pernambuco para cumprir três agendas no estado, a primeira delas ao lado do governador Paulo Câmara no Palácio do Campo das Princesas, depois esteve no JCPM para um encontro com a bancada pernambucana e findou a vinda a Pernambuco com uma visita ao empresário Eduardo Queiroz Monteiro, na sede da Folha de Pernambuco. 

De todas as agendas, a principal se deu com os deputados federais eleitos, e ela serviu como termômetro para a disputa que ele terá no dia 1 de fevereiro quando será empossada a nova composição da Câmara dos Deputados e consequentemente a eleição da mesa diretora. Dos 25 deputados federais pernambucanos, Maia levou na bagagem pelo menos quinze votos, são eles: André de Paula, André Ferreira, Augusto Coutinho, Bispo Ossesio, Fernando Filho, Fernando Monteiro, Fernando Rodolfo, Luciano Bivar, Pastor Eurico, Raul Henry, Renildo Calheiros, Ricardo Teobaldo, Sebastião Oliveira, Silvio Costa Filho e Wolney Queiroz. Porém, na contabilidade esse número pode aproximar-se de vinte deputados que estarão com o atual presidente da Câmara a depender dos próximos desdobramentos. 

Entre os 513 deputados federais, há um sentimento na bancada pernambucana que Rodrigo Maia caminha para atingir mais do que os 257 votos necessários para ser eleito no primeiro turno, podendo ultrapassar a casa dos 300 votos, o que lhe daria uma grande legitimidade política na relação com o governo federal. O sentimento da bancada é o de que Rodrigo Maia pode exercer um papel fundamental na correlação de forças, por ter excelente trânsito na Casa e conhecer os trâmites burocráticos da Câmara dos Deputados.

Maia sabe como contribuir com o governo sem ser subserviente, e este é um ponto fundamental para os parlamentares, tanto governistas quanto oposicionistas, que precisam ser respeitados pelo Palácio do Planalto, e neste início de governo, onde o presidente Jair Bolsonaro ainda goza de popularidade, nada melhor do que um presidente da Câmara forte e altivo como Rodrigo Maia. (Edmar Lyra)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.