Marília Arraes se filia ao Solidariedade nesta sexta (25) e confirma que é pré-candidata ao governo de Pernambuco
25/03/2022
MDB realiza evento de filiação e garante permanência na Frente Popular de Pernambuco
25/03/2022

Raquel: Governo torra dinheiro para vender o PE da mentira

Por Magno Martins – Segunda pré-candidata ao Governo de Pernambuco a falar no Encontro Nordestino de Legislativos Municipais, que ocorre desde a última quarta-feira em Triunfo, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), foi no mesmo tom e linha de Miguel Coelho(UB), de ataques duríssimos ao Governo do PSB. Para a tucana, o Estado que o PSB “vende” na televisão não é real. “É mentira, um Pernambuco da ilusão, da utopia”, afirmou.
Raquel foi mais além. Em relação ao chamado Plano de Retomada do governador Paulo Câmara, que promete investir R$ 5 bilhões, afirmou que não funciona na prática. “O Hospital do Sertão, aqui ao lado em Serra Talhada, só fizeram 60% e abandonaram”, disse. A tucana disse que o PSB rouba a consciência do povo pernambucano. 
“Se esse povo não faz nada e quando faz, faz pela metade, vai pedir voto em troca de que? Não dá para continuar enganando e roubando a nossa consciência. Eles estão gastando uma dinheirama na propaganda na TV para mostrar um Estado irreal”, afirmou.
O Pernambuco real, segundo Raquel, é o que tem as piores estradas do País, a pior estatal de água, a Compesa, que deixa faltar água até em Petrolina, que está às margens do Rio São Francisco”, acrescentou. A tucana disse que o Pernambuco real é o que se olha hoje os indicadores econômicos e sociais de baixo para cima, porque perdeu liderança entre investimentos até para Alagoas.
“Quando a gente vê a mídia só encontra notícias ruins de Pernambuco. É o terceiro Estado agora que mais cresce a violência, um Estado sem oportunidades, onde reina a desesperança”, afirmou. Raquel também falou da sua experiência como gestora de Caruaru no enfrentamento à violência. “Encontrei Caruaru com indicador de guerra civil, com toque de recolher às 20 horas. Fui para linha de frente, antecipamos a chegada de um Batalhão especial e com ele começamos a reverter essa guerra”, destacou.
Raquel disse que 85% dos municípios do Estado têm apenas um carro e dois policiais para fazer segurança. “As delegacias só funcionam com apoio das prefeituras para manter o básico”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.