Bolsonaro bomba nas redes sociais com gíria de grupo de extermínio
25/04/2021
Pernambuco notifica, neste domingo (25), mais 1.734 casos e 70 mortes pela Covid-19
25/04/2021

Prefeitura de João Alfredo cadastra artistas para destinar benefícios da Lei Aldir Blanc

O Governo Municipal de João Alfredo, através da Diretoria de Cultura, está realizando o Cadastro Municipal de Cultura, pois o município precisa ser mapeado para acesso à Lei Emergencial da Cultura “Aldir Blanc”. O formulário é bem simples, e o prazo para o cadastro é até o dia 27 de abril, terça-feira. Todos os artistas e espaços culturais do município precisam fazer o cadastro como forma de agilizar o repasse de recursos da Lei. Caso necessite pode procurar a Diretoria de Cultura das 08h às 14h para a realização do cadastro e sanar dúvidas. A Diretoria de Cultura está funcionando provisoriamente no Ginásio Poliesportivo Djair Santos, no bairro Boa Vista.
“Gostaríamos de informar que o cadastramento é gratuito mas salientamos que temos urgência do preenchimento para aqueles que desejarem e estiverem dentro dos requisitos para receberem auxílio emergencial ou subsídios para manutenção de espaços, como prevê a Lei (Aldir Blanc) para o setor”, destacou o diretor municipal de Cultura Alex Lima-Lequinho.
Explica Lequinho que desde o início da atual gestão verificou-se a necessidade de um novo cadastramento dos artistas e demais segmentos inseridos na Lei Aldir Branc, em virtude da suspensão do pagamento dos benefícios, causada por inadimplência da administração anterior. Foi necessária a intervenção do prefeito Zé Martins junto ao Ministério da Cultura, a fim de que João Alfredo fosse reinserido no Programa, propiciando a que, no futuro, os cadastrados recebam os benefícios em atraso.

O cadastro possibilitará a criação de indicadores sobre a cadeia produtiva da cultura no município, contribuindo no planejamento e monitoramento do setor cultural. O formulário está disponível para artistas e demais profissionais do setor cultural, espaços culturais, grupos, instituições e coletivos culturais, pessoas físicas ou jurídicas. Podem se cadastrar exclusivamente os residentes/sediados no município de João Alfredo, que desenvolvam suas atividades nos segmentos de arte e cultura. O documento vai reunir informações sobre as atividades culturais no município, de artistas, técnicos, de espaços culturais de todos os segmentos culturais e atende às especificações da Lei Aldir Blanc que dispõe sobre as ações emergenciais voltadas ao setor cultural a serem adotadas durante a pandemia do Covid-19.
A Diretoria de Cultura tem visitado comunidades e promovido reuniões com representantes de diversos segmentos culturais informando sobre a Lei com vista a um melhor aproveitamento dos recursos pela cadeia produtiva da cultura em João Alfredo. Bastante entusiasmado com o andamento dos trabalhos, o diretor Lequinho Lima ressalta o apoio que vem recebendo do prefeito Zé Martins e equipe. 

Com a eclosão da pandemia da covid-19 a vida de todos que trabalham no setor cultural virou de cabeça pra baixo de uma forma imediata. É um setor que foi imediatamente prejudicado por tudo isso porque a premissa do fazer artístico está muito ligada ao fato de aglomerar, de encontro. Todo mundo teve que recorrer ao Auxílio Emergencial, mas esse auxílio encontrou uma série de impasses. No caso dos artistas e de pessoas ligadas à arte, pouca gente conseguiu o auxílio por uma série de motivos, ficando extremamente perdido, porque a fonte de renda da classe vem basicamente de bilheteria e do seu trabalho feito no dia a dia. Por isso, a Lei Aldir Blanc é fundamental para que a classe artística consiga passar por essa situação.
O nome da lei é em homenagem ao compositor Aldir Blanc, vítima da covid-19. Ele faleceu no Rio de Janeiro, em maio, aos 73 anos. Referência na Música Popular Brasileira, Blanc teve algumas de suas composições imortalizadas na voz de Elis Regina como “O Bêbado e a Equilibrista”.
Lequinho Lima concluiu a fala ressaltando a importância do setor cultural  para o município de João Alfredo. “São eles que movimentam nossa economia, gerando muitos de empregos e renda e, principalmente, são em grande parte os responsáveis pelo fortalecimento da nossa identidade como povo”, pontuou. 
PMJA/Assessoria de Imprensa
Fotos: Patty Lira e Valdinho Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.